Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Sabesp poderá implantar rodízio de cinco dias sem água, diz diretor da companhia

Em visita ao município de Suzano, no interior de São Paulo, o diretor metropolitano da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Paulo Yoshimoto, afirmou que a concessionária pode adotar rodízio de cinco dias sem água por semana caso o volume de chuvas no Sistema Cantareira não aumente, segundo informações do portal G1. “O cálculo conceitual, teórico, para reduzir 15 metros cúbicos por segundos no Cantareira precisaria de um rodízio de dois dias com água por cinco dias sem água. Se for necessário, para não chegar no zero na represa, não ter mais água nenhuma para distribuir, lá no limite, se as obras não avançarem na velocidade que estamos planejando, podemos correr esse risco de um rodízio drástico”, explicou Yoshimoto, que estava acompanhado do governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB). Ainda de acordo com o G1, Alckmin não se manifestou sobre a possibilidade do rodízio. O gestor da Sabesp não informou, no entanto, em quanto tempo a medida poderá ser tomada, mas deixou claro que sua necessidade dependerá da avaliação dos órgãos reguladores de recursos hídricos, responsáveis pela definição da vazão do sistema. De acordo com Yoshimoto, o rodízio será necessário caso a captação tenha que ser reduzida a 10 ou 12 metros cúbicos por segundo. Na semana passada, a Agência Nacional das Águas (ANA) determinou à Sabesp a diminuição da retirada do Cantareira, até alcançar a meta de 13 metros cúbicos por segundo – a companhia ainda explorava, nesta terça (27), 16 metros cúbicos. 

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/166572-sabesp-podera-implantar-rodizio-de-cinco-dias-sem-agua-diz-diretor-da-companhia.html