Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

domingo, 31 de outubro de 2010

Igreja antigamente


Curta a vida agora E economize para o futuro; ou, porque adiar a gratificação é uma falsa dicotomia


Freqüentemente nos dizem que nós temos que sofrer agora – abrindo mão do que queremos – para podermos ter sucesso no futuro, que nós temos que nos sacrificar para economizar. Abrir mão do prazer agora para obter a recompensa no futuro.

Mas você pode ter ambos.

Por anos, eu fiquei confuso sobre isso, já que eu lia livros e sites que me passavam duas mensagens diferentes:

  1. Prazer depois. A primeira mensagem era que para ser bem-sucedido, para construir riqueza, você tem que adiar a gratificação. Você não pode ter a gratificação instantânea e ser bem sucedido.
  2. Prazer agora. A segunda mensagem era geralmente de outras fontes de felicidade, mas algumas vezes das mesmas: curta a vida agora, enquanto você pode, porque ela é curta e você nunca saberá se hoje é o seu último dia. Então viva cada dia como se fosse o último.

O problema é: eu concordo com as duas mensagens. E se você lê este site freqüentemente, verá que eu passo as duas mensagens: viva com simplicidade. Mas também curta a vida!

Isso é porque eu conciliei as duas filosofias em uma só: Curta a vida agora e aproveite ao máximo – sem destruir o seu futuro. A chave para fazer isso? Encontre maneiras de aproveitar a vida completamente, maximamente… que não custe muito para o seu futuro.

Aqui vão algumas dicas para viver essa filosofia:

  • Encontre prazeres gratuitos ou baratos. Frugalidade não significa ser entediante ou restritito… se você usar sua imaginação. Seja criativo e encontre maneiras de se divertir – muito – sem gastar muito dinheiro. Faça um pique-nique no parque, vá para a praia, jogue jogos, empine uma pipa, faça arte, cozinhe biscoitos… eu poderia listar centenas de coisas e você poderia acrescentar outra centena. Faça uma lista de simples prazeres e aproveite-os ao máximo. Essa é a chave da idéia de aproveitar a vida agora sem gastar o dinheiro do amanhã.
  • Faça da simplicidade uma diversão. Sou um grande fã da simplicidade, desde limpar ambientes até criar um estilo de vida simples em todos os aspectos. E, para mim, isso é uma grande diversão. Eu jogo fora coisas velhas (e ainda faço dinheiro vendendo-as) e tenho prazer fazendo isso. É uma boa matemática.
  • Redescubra o que é importante. Algumas vezes nós gastamos toneladas de dinheiro indo ao shopping, saindo, assistindo a filmes, comendo fora… sem aproveitar de verdade a vida. E quando nós paramos para pensar sobre isso, nós nunca temos tempo para as coisas que nós realmente queremos fazer. Bem, isso é provavelmente porque sua vida está cheia de coisas que não são de fato importantes para você. Em vez disso, dê um passo atrás e pense realmente sobre o que é importante para você. Livre-se das outras coisas (caras) e foque no que é importante. Veja algumas coisas da minha lista: minha esposa e filhos, outros amigos e família, ler, escrever, me exercitar, fazer voluntariado, passar algum tempo quieto em contemplação. Adivinha quantas dessas coisas custam um monte de dinheiro?
  • Faça das pessoas uma prioridade. ISso é relacionado ao ponto acima, mas acredito que mereça uma ênfase maior. Se você dá prioridade a objetos – como gadgets, belos móveis, belas roupas, sapatos, jóias etc. – então você vai gastar um monte de dinheiro. MAs se você fizer das pessoas uma prioridade – as pessoas que você mais ama, seus amigos próximos e a família – você não precisar gastar um centavo para aproveitar a vida. Arrume um tempo para visitar seus amigos, ou seus parentes… e tenha uma conversa com eles que não envolva comer fora ou ir ao cinema. Apenas sente e converse. Conte piadas e ria até doer. Fale sobre livros que você leu, filmes que você viu, coisas novas acontecendo na sua vida, suas esperanças, seus sonhos. E arrume tempo para seus filhos ou outras pessoas significativas – realmente passe tempo com eles, fazendo coisas que não custam dinheiro.
  • Arrume tempo para você mesmo. Arrume um tempo todo dia, e toda semana, para passar alguns momentos sozinho. Isso realmente dá mais significado e prazer para a sua vida, em vez de correr pela vida sem tempo para pensar, para respirar.
  • Algumas vezes, extravase. Você não deve restringir-se de prazeres caros a vida toda – isso não é bom para desenvolver o sentimento de privação. Para prevenir isso, de vez em quando, compre algo para você… ou, melhor ainda, dê um bom trato em si mesmo. Eu adoro coisas como chocolate ou bagas. Crepe com sorvete é um dos meus favoritos. APenas não exagere… e aprende a aproveitar a extravagância ao máximo. Se você realmente aproveitá-la, não precisará ficar fazendo-a a todo instante.
  • Registre o seu sucesso. Não importa como você registra seu sucesso… vocÊ pode usar estrelas douradas para criar um novo hábito que vá simplificar sua vida, ou uma planilha para registrar suas dívidas caindo e seus investimentos aumentando. Registrar e acompanhar é uma grande maneira não apenas de se motivar, mas para tornar divertido o processo de mudança.
  • Dê recomensas a si mesmo. Para fazer isso ainda mais divertido, celebre cada pequeno sucesso! Determine recompensas para si mesmo (de preferência não tão caras!) ao longo do seu caminho para o sucesso – celebre um dia, dois dias, três dias, uma semana, duas semanas… você entendeu a idéia.
  • Faça voluntariado. Uma das coisas mais gratificantes apra a minha família foi fazer voluntariado. É algo que nós só começamos ano passado, mas desde então, nós temos feito muitas vezes e em muitos dias. E, apesar de não custar um centavo, é tremendamente gratificante de maneiras que o dinheiro nunca poderia comprar.
  • Viva o momento. Aprenda a pensar não apenas sobre o passado ou o futuro, mas também sobre o que você está passando exatamente agora. Seja presente. Pode parecer banal, mas é a chave para aproveitar a vida ao máximo – sem ter que gastar dinheiro. Pense sobre isso – você pode gastar dinheiro comendo fora, mas se você não está realmente pensando sobre o que está comendo, você pode não aproveitar isso ao máximo. Mas se você cozinha um refeição simples porém deliciosa, e realmente degusta cada mordida, isso pode ser extremamente proveitoso sem custar muito.
  • Desacelere. Da mesma maneira, você não pode realmente curtir a vida ao máximo se ela está correndo como se estivesse em fast forward. Já reparou como uma semana, um mês ou um ano passam rápido? Talvez você esteja fazendo tudo rápido demais. Tente desacelerar, e as coisas vão parecer menos estressante e mais proveitosas. Dirija devagar, coma devagar, viva devagar.
  • Aprenda a encontrar coisas boas e baratas. Pode me chamar de louco, mas eu adoro fazer compras em lojas baratas. Você pode encontrar tantas coisas legais lá e tudo custa tão pouco. Brechós, sebos e lojas de garagem vão na mesma linha.
Fonte: http://curtavida.com/curta-agora-economize-para-futuro

Dia das bruxas


O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos (não existe referências de onde surgiram essas celebrações).[1][2][3]

Índice

[esconder]

História

Um cartão comemorativo do Halloween.

A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C.,[carece de fontes?] embora com marcadas diferenças em relação às atuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 31 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão(samhain significa literalmente "fim do verão").

A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando:

Origem Pagã

A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de outono e o solstício de inverno). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davamo ao ano novo celta. A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes,[carece de fontes?] pois celebrava o que para nós seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor.[carece de fontes?] A festa era celebrava com ritos presididos pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns"[carece de fontes?] entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.

Origem Católica

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III(† 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween".

Etimologia

Posto que, entre o pôr-do-sol do dia 31 de outubro e 1° de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês), acredita-se que assim se deu origem ao nome actual da festa: Hallow EveningHallowe'enHalloween. Rapidamente se conclui que o termo "Dia das bruxas" não é utilizado pelos povos de língua inglesa, sendo essa uma designação apenas dos povos de língua (oficial) portuguesa.

Outra hipótese é que a Igreja Católica tenha tentado eliminar a festa pagã do Samhain instituindo restrições na véspera do Dia de Todos os Santos. Este dia seria conhecido nos países de língua inglesa como All Hallows' Eve.

A relação da comemoração desta data com as fadinhas e cogumelos propriamente ditas teria começado na Idade do gelo no seguimento das perseguições incitadas por líderes políticos e religiosos, sendo conduzidos julgamentos pela Inquisição, com o intuito de condenar os homens ou mulheres que fossem considerados curandeiros e/ou pagãos. Todos os que fossem alvo de tal suspeita eram designados por fadinhas e cogumelos, com elevado sentido negativo e pejorativo, devendo ser julgados pelo tribunal do Santo Ofício e, na maioria das vezes, queimados na fogueira nos designados autos-de-fé.

Essa designação se perpetuou e a comemoração do fadoween, levada até aos Estados desunidos pelos emigrantes fadenses (povo de etnia e cultura celta) no século XIX, ficou assim conhecida como "dia das fadinhas", uma lenda histórica.

Atualmente

Se analisarmos o modo como o Halloween é celebrado hoje, veremos que pouco tem a ver com as suas origens: só restou uma alusão aos mortos, mas com um caráter completamente distinto do que tinha ao princípio. Além disso foi sendo pouco a pouco incorporada toda uma série de elementos estranhos tanto à festa de Finados como à de Todos os Santos.

Entre os elementos acrescidos, temos por exemplo o costume dos "disfarces", muito possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV. Nessa época a Europa foi flagelada pela Peste Negra e a peste bubônica dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte. Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

Alguns fiéis, dotados de um espírito mais burlesco, costumavam adornar na véspera da festa de finados as paredes dos cemitérios com imagens do diabo puxando uma fila de pessoas para a tumba: papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc. (afinal, a morte não respeita ninguém). Também eram feitas representações cênicas, com pessoas disfarçadas de personalidades famosas e personificando inclusive a morte, à qual todos deveriam chegar. Possivelmente, a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura"), teve origem na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos (1500 1700). Nesse período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público. Além disso, foram lhes infligidas multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados.Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I. O plano, conhecido como Gunpowder Plot ("Conspiração da pólvora"), era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. A trama foi descoberta em 5 de novembro de 1605, quando um católico converso chamado Guy Fawkes foi apanhado guardando pólvora na sua casa, tendo sido enforcado logo em seguida. Em pouco tempo a data converteu se numa grande festa na Inglaterra (que perdura até hoje): muitos protestantes a celebravam usando máscaras e visitando as casas dos católicos para exigir deles cerveja e pastéis, dizendo lhes: trick or treat(doce ou travessuras). Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses.Vemos, portanto, que a atual festa do Halloween é produto da mescla de muitas tradições, trazidas pelos colonos no século XVIII para os Estados Unidos e ali integradas de modo peculiar na sua cultura. Muitas delas já foram esquecidas na Europa

Novos elementos do Halloween

A celebração do 31 de Outubro, muito possivelmente em virtude da sua origem como festa dos druidas, vem sendo ultimamente promovida por diversos grupos neo-pagãos, e em alguns casos assume o caráter de celebração ocultista. Hollywood fornece vários filmes, entre os quais se destaca a série Halloween, na qual a violência plástica e os assassinatos acabam por criar no espectador um estado de angústia e ansiedade. Muitos desses filmes, apesar das restrições de exibição, acabam sendo vistos por crianças, gerando nelas o medo e uma idéia errônea da realidade. Porém, não existe ligação dessa festa com o mal. Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria. As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e monstros, no entanto isso não reflete a realidade pagã. Já o dia das fadinhas e celebrado por pessoas amarelas, mas em portugal começou-se a celebrar dia 32 de outubro.

Nota

A lanterna Jack

Jack o Lanterna tem toda uma história folclórica,que dizia que havia um velhor senhor ranzinza no interior dos Estados Unidos que era muito egoísta e arrogante. Tinha uma plantação de abóboras. A morte o visitou 3 vezes e ele conseguiu enganá-la, na última, quando ele já estava muito velho, nem os céus e nem o inferno o aceitaram, portanto, ele teve que vagar entre estes dois mundos por muito tempo, procurando a morte, que não aparecia mais. Portanto, o porque das lanternas feitas dentro de abóboras é para afastar Jack das casas, e iluminar o caminho de nós vivos.

sábado, 30 de outubro de 2010

Eleitor escolhe neste domingo a cara que o Brasil terá até 2014


30/10/2010 às 20:58

Aguirre Peixoto, do A TARDE


O eleitor que vai às urnas neste domingo, 31, escolher a cara do Brasil nos próximos quatro anos terá em suas mãos a opção entre dois projetos mais parecidos do que os candidatos preferem admitir. Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) apresentaram, em suas propostas de governo, um conjunto de ideias com algumas diferenças, mas na essência muito semelhantes.

Em temas de grande relevância, como a política econômica, ambos concordam na necessidade da manutenção do controle da inflação e afirmam que o Brasil terá menores taxas de juros nos próximos anos. As diferenças são mínimas, como quando Serra critica a excessiva autonomia do Banco Central para definir as taxas de juros, enquanto Dilma defende o atual modelo adotado pelo presidente Lula.

As políticas sociais, principal triunfo eleitoral de Lula e que são ressaltadas por Dilma, também foram adotadas e elogiadas pela campanha tucana, embora o PSDB e o DEM tenham mantido, nos últimos anos, uma postura crítica quanto a benefícios como o Bolsa Família e a instituição de cotas nas universidades públicas.

A TARDE conversou com eleitores que externaram uma preferência por Dilma motivada na maior parte pela continuidade dos avanços do governo Lula. Já os que preferem Serra exaltam sua experiência administrativa ao ter passado por diversos cargos públicos e eletivos.

As propostas de ambos os candidatos estão divulgadas por meio dos seus sites www.dilma13.com.br e em www.serra45.com.br.


Fonte: http://atarde.com.br/eleicoes2010/noticias/noticia.jsf?id=5643303

Lavagem da Igreja de Inhambupe-2010 foi Suspensa


A lavagem que seria realizado no dia 27 e 28/11/2010 foi suspensa pela Prefeitura, motivos ninquém sabe, dizem que O prefeito está estudando uma nova data para a festa.

Ao que tudo indica que não vai haver mais a festa tradicional. Será ????????

Fonte: Blog de David Gouveia

Bush mandou derrubar aviões sequestrados no 11 de Setembro

Livro de memórias do ex-presidente dos EUA deve ser publicado em novembro

O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush mandou a Força Aérea derrubar qualquer avião sequestrado depois que as primeiras aeronaves de passageiros atingiram o World Trade Center, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001.

A revelação, parte das memórias do ex-presidente que serão publicadas no livro Decision Points (Pontos de Decisão), em novembro, vazou nesta sexta-feira (29), de acordo com o jornal britânico The Guardian.

Segundo o diário, Bush inicialmente pensou que o voo United Airlines 93, que tinha sido sequestrado e caiu na Pensilvânia, fora abatido por caças da Força Aérea. Somente mais tarde o presidente soube que passageiros invadiram a cabine tomada pelos terroristas, que então derrubaram a aeronave.

De acordo com o The Guardian, o livro de memórias de Bush começa com uma pergunta do presidente a si mesmo, sobre seus conhecidos problemas com bebida.

- Era uma questão simples: você consegue lembrar do último dia em que não bebeu?

Decision Points também aborda outras questões polêmicas, como a recusa de Bush em permitir pesquisas científicas com células tronco - posição reforçada após um encontro do ex-presidente com o papa João Paulo 2º.

Segundo uma fonte citada pelo site Drudge Report, o livro não traz críticas ao atual presidente, Barack Obama.

- Você vai encontrar um presidente [Bush] forte, amante da vida, e em paz com as decisões que tomou.

Fonte: http://noticias.r7.com/internacional/noticias/bush-mandou-derrubar-avioes-sequestrados-no-11-de-setembro-20101030.html

Enem 2010: é preciso saber conteúdos, além de interpretar e compreender fenômenos


A questão ambiental continua entre os principais temas que podem cair no Enem 2010; veja assuntos

Menos conteúdo, mais compreensão. A tônica das questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é diferente dos vestibulares que focam em conteúdos. Para todas as áreas de conhecimento abordadas, a prova busca avaliar o domínio de linguagens, compreensão de fenômenos, resolução de situações-problema, construção de argumentos e elaboração de propostas.

"O Enem avalia as competências que o aluno adquiriu durante sua vida escolar, não depende de ter gigantesco conhecimento das matérias", explica Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora do Curso e Colégio Objetivo

Ela orienta os estudantes a não ter preocupação, ao se depararem com uma parte de uma matéria que não sabem, pois o maior cuidado é compreender a pergunta. "Muitas questões trazem a resposta no próprio enunciado", afirma o coordenador de vestibular do Anglo, Alberto Francisco do Nascimento.

O foco em interpretação de texto e compreensão de fenômenos não se dão sobre conteúdos aleatórios e não isentam os alunos do conhecimento das disciplinas. “Apesar da sistemática diferente de elaborar questões, tem que saber física, química, biologia, matemática, língua portuguesa, todas as matérias”, diz Nascimento, do Anglo.

A contextualização é outra marca do Enem. Assuntos do cotidiano estão presentes nas questões, o que acaba tornando muitas delas interdisciplinares.

Tendo em vista este perfil da prova, confira os conteúdos e características mais prováveis das principais disciplinas das provas do Enem. Os tópicos foram citados pelo coordenador geral do Curso e Colégio Etapa, Edmilson Motta, e pelos professores Daniel Teodoro e Simone Goh, do cursinho Universitário.

Provas do primeiro dia:

Química: a chamada “química do sistema produtivo”, que está relacionada a energia, combustíveis, água, aquecimento global, lixo. Foco na parte conceitual em detrimento de cálculos.

Física: o grande tema é energia, com subtemas como conservação e utilização de energia, por ser um assunto muito discutido na mídia e nas Ciências. Parte conceitual e com muitas contas.

Biologia: ecologia, evolução e parasitose.

História: prova baseada em interpretação de texto e história contemporânea. No ano passado, das 28 questões, 21 tinham esse perfil.

Geografia: é a matéria interdisciplinar por excelência, aparece associada a conteúdos de outras áreas. Quando está mais focada, abrange geografia física e do Brasil, além de cartografia, por estar relacionada à interpretação de mapas. Geografia do mundo é rara no Enem.

Provas do segundo dia:

Português: literatura e gramática sempre por meio de textos, forte exigência de leitura. As obras literárias são mencionadas com propósito de engajamento social, de modo que são abordadas as grandes correntes como modernismo, romantismo e realismo. A gramática aparece relacionada à leitura dos diferentes gêneros, desde os clássicos até os contemporâneos, como um fragmento de bate-papo pela internet. O objetivo é extrair entendimento da língua que o estudante pratica.

Inglês ou espanhol: a prova deve ser baseada em texto, com foco em vocabulário e não em gramática.

*Atenção: como esta é a primeira vez que o Enem inclui língua estrangeira, o formato da avaliação ainda é surpresa.

Artes: história da arte, correntes artísticas, dentro do contexto da interpretação de textos. Possibilidade de diferentes códigos para compreensão, como charge, quadrinhos, pintura, peças de publicidade.

Matemática: geometria básica – áreas de figuras planas e suas relações, volume de figuras espaciais e suas relações, porcentagem, análise combinatória, probabilidade, estatística (básica), interpretação de tabelas, razão e proporção. São temas adequados à contextualização, que é a característica do Enem.

Redação: Temas de cunho social predominam. Assuntos existencialistas não são típicos do Enem, mas nada impede que sejam propostos. É apresentada uma questão para a qual o candidato deve apresentar uma solução. Não precisa ser uma resposta fechada, desde que mantenha coerência.

* Uma dica é procurar se informar, com antecedência, do peso que a redação tem nos vestibulares em que o aluno está inscrito. Para alguns processos seletivos, a redação do Enem não conta. Portanto, se este for seu caso, tente se programar para dedicar menos tempo e esforços na redação. Mas não deixe de fazê-la da melhor forma que puder!

Presidenciáveis se ignoram em debate da Globo e centram falas em propostas


Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) evitaram a troca de acusações diretas no debate da TV Globo, último encontro entre os presidenciáveis. Os candidatos se ignoraram e apenas fizeram críticas indiretas.

O tom do encontro foi o da apresentação de propostas, muitas delas já feitas durante a campanha e nos outros nove debates que aconteceram.

O debate teve três blocos com perguntas feitas por eleitores indecisos. Cada candidato respondia a uma pergunta de um eleitor indeciso com réplica e tréplica entre Dilma e Serra.

No terceiro bloco, Serra falou no aumento da arrecadação de impostos. Sem citar o governo Fernando Henrique Cardoso, Dilma respondeu que hoje a economia cresce mais e que antes era quase zero.

"Você arrecada mais porque as pessoas consumiram mais, tiveram mais renda e lucraram mais", disse a petista.

Ao falar de educação, ela também deu uma cutucada no governo anterior. "Não sei se você sabe, mas estava proibido fazer escola técnica pelo governo federal."

Nas considerações finais, a petista disse que não guarda mágoas dos ataques que sofreu.

"Nessa campanha em alguns momentos eu fiquei muito triste das calúnias que sofri."

Serra também fez críticas indiretas ao governo Lula e à política econômica, ao defender uma economia mais forte. "O Brasil é um dos países do mundo com menos investimento. Inclusive menos que no passado."

O momento de maior descontração foi um quase bate boca entre Dilma e o mediador Willian Bonner por conta de um erro no relógio que marcava o tempo.

INDIRETAS

O primeiro bloco foi o mais quente. "O exemplo tem que vim de cima. O chefe de governo tem que começar dando exemplo escolhendo bem as equipes e punindo quando há alguma irregularidade", afirmou o tucano, ao ser questionado sobre a corrupção.

Ele ainda falou dos ataques aos órgãos de controle como o TCU (Tribunal de Contas da União), criticado diversas vezes por Lula.

Serra citou o caso dos aloprados do PT nas eleições de 2006. "Tem casos que estão insepultos que não foram feitos nada", disse.

"A corrupção no Brasil chegou a níveis insuportáveis", completou.

Também no primeiro bloco, Dilma citou o escândalo dos Sanguessugas de 2006. "Foi na área da saúde, tanto é que chamou de sanguessugas", disse.

Ela defendeu o trabalho da Polícia Federal durante o governo Lula. Segundo ela, foram presos pela primeira vez governadores e grandes empresários.

"O importante é investigar e punir. Doa a quem doer", afirmou a petista, que ainda tratou da Controladoria Geral da União.

Ela criticou o governo Fernando Henrique Cardoso. "É importante que não haja o engavetador -geral da República", afirmou a candidata em referência ao apelido do procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, durante o mandato de FHC.

Por diversas vezes, Dilma soltou frases do tipo "muito importante essa pergunta".

TOM AMENO

No segundo bloco, Dilma e Serra sustentaram um tom ameno.

Na pergunta mais dura do debate, a eleitora indecisa disse que ambos mostram uma saúde de qualidade no programa eleitoral, e afirmou que, no entanto, a população é "tratada como lixo" e "sofre como animais" nas filas de hospitais.

O tucano afirmou que o governo encolheu "em seis ou sete" pontos percentuais as verbas para a saúde. A candidata petista disse que o Brasil tem "um problema sério de qualidade da saúde".

"Se a gente não reconhecer, não melhora", disse Dilma, que disse assumir um compromisso de jogar o "peso" do governo federal na qualidade da prestação dos recursos para Estados e Municípios.

Os dois candidatos voltaram a propor a criação de policlínicas especializadas.

Quando o tema foi a educação, Serra também cutucou o governo federal, quando afirmou que "muitos Estados e municípios não estão pagando nem o piso" para os professores da rede pública porque o "governo federal havia se comprometido a pagar a diferença e não está pagando".

O presidenciável tucano voltou a propor um pacto nacional pela educação, "acima das disputas políticas e eleitorais".

"Temos que ter um entendimento que passe por cima dos partidos, de sindicatos", afirmou.

Dilma também insistiu na valorização salarial e na formação continuada dos professores. Nesta questão, cutucou o tucano, acusado por petistas de tratar professores com violência.

"Se não houver pagamento digno para professores, não há como ter qualidade da educação. Precisa ganhar bem e ter formação continuada. Não se pode tratar professor com cassetetes ou interromper o diálogo. O diálogo é fundamental no respeito à essa profissão."

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/822797-presidenciaveis-se-ignoram-em-debate-da-globo-e-centram-falas-em-propostas.shtml

Praça Cônego Maximiano

Essa foto é do ano de 2006

Solução para Fome no Mundo

Nós necessitamos acabar com a fome no mundo.
É simples, são apenas três árvores.


Dr. Mário Carabajal

O Brasil conta na atualidade com cinco mil, quinhentos e cinqüenta e nove municípios. Há espaço ainda para mais duzentos mil outros. Todavia, faze-se necessário mudarmos um pouco a visão ou relação homem meio. Não podemos continuar a nos enganar.
Necessitamos desenvolver políticas voltadas a sanar alguns problemas sociais, de forma objetiva e direta.
Para erradicar totalmente a fome no Brasil, necessitamos apenas criar um dispositivo constitucional básico e mesmo elementar. Apenas uma lei. Consciente que só será lei, enquanto não se formar a consciência média coletiva.

“todo o munícipe, nos bairros novos, e naqueles que ainda seja possível, deverá comprovar ter plantado frente a sua residência, em local de fácil acesso à rua, três pés de árvores frutíferas. Isto, para contar com quaisquer contrapartidas de serviços, públicos. Zelando, podando de forma a não prejudicar a condução elétrica, e retirando os excessos de frutas que não sejam aproveitadas”

Quanto tempo levaríamos para transformarmos nossas cidades “artificiais” em cidades “ecológicas” ? Não é um sonho, é um projeto que necessita ser criado, votado e sancionado. De onde passará a existir concretamente, mudando o curso, ou melhor, maximizando o curso de nossa trajetória. “Cidades Ecológicas” totalmente integradas com a sincronicidade da natureza, com uma nova perspectiva de vida sobre a Terra. Com o fim absoluto e definitivo da falta de alimentos. Fome, certamente não mais existirá no Brasil.

Quase todos os modelos de sistemas e iniciativas de ordem globalizadora, sempre vêm “importada” com sérios tributos de dependência econômica. E, em sua maioria, não atendem definitivamente aos problemas sociais.

Aceitarmos acabar com a fome no Brasil, e até mesmo exportarmos novos horizontes à Humanidade, é sublime, é a possibilidade de participarmos diretamente, em nossa época, decisivamente, do maior problema sócio-existencial humano. Contudo, este, dentre tantos, é fundamental. Com sua equação, poremos fim a tantos outros que são decorrentes, reflexos, com origem em organismos debilitados e mentes fracas, pela falta do alimento mínimo, indispensável à vida.

Com esta “pequena” Lei implementada, poderemos dormir despreocupados com as gerações futuras, convencidos de havermos criado os dispositivos institucionais à sanar o problema nutricional humano. Como na Educação, lutemos pela “democratização do alimento”..

Certamente, às gerações futuras, não mais lhes faltarão as bases alimentares ideais. Sem mais o peso do crime em matarmos outros animais para saciarmos a nossa fome. Não necessitamos sacrificar animais, promovermos chacinas contra as demais espécies.

É chegada a hora de darmos alguns pequenos passos, porém, significativos, em busca da evolução humana. Aprimorarmos um pouco mais nosso ímpeto animal e selvagem. Certamente que se com fome, comamos e bebamos o sangue de outros seres... Se, contudo, pudermos, evitemos tamanho mal. Também, pela putrefação “podridão” da carne dentro de nós, após poucas horas depois de ingerida. Toxinas dessa “putrefação” (podridão pela decomposição animal) são liberadas em nosso sistema orgânico, criando muitos males, como enxaquecas, indisposições, desânimos, depressão, insônia. Sem falarmos na obesidade, resultante dos quilinhos a mais por força dos depósitos de gorduras. Ao criarmos as “Cidades Ecológicas” com trilhões de frutas, sem nenhuma contra indicação à saúde, podemos pensar seguramente em elevação da expectativa média de vida. Neste último século, elevamos de cinqüenta, para setenta e cinco a média de vida sobre a Terra. Acreditamos, que poderemos chegar ao término do primeiro Século do Terceiro Milênio, ano 2100, com média de vida em torno de cento e doze anos.

Pela apuração de valores, e à medida em que formos acertando, proporcionalmente vamos também conquistando melhores níveis de saúde. Isto, a partir da qualidade de vida. Onde, necessariamente; nutrição, cinesiologia (exercícios físicos) e; psicanálise (investigação da consciência), aliadas com a homeopatia e demais ciências, sob o poder difusor do jornalismo, passam a nos oferecer diretrizes à performance psicobiofísica. Este trinômio, ainda que “tricotomicamente” investiguem cientificamente campos específicos do conhecimento, não se encontram em extremos diametralmente opostos. Ao contrário, o fim, como todas as demais ciências, ainda é o homem. Lucas de Souza, sociólogo brasileiro, falecido recentemente no Rio de Janeiro, aos noventa e quatro anos, atribuía ao alimento, as bases de mudanças axiológicas à vida em sociedade.

Estamos convencidos que políticos comprometidos com o Brasil e sensíveis a necessidade de avançarmos à novos estágios psicosociomaturacionais, brevemente, haverão de dar retorno à população, quanto a esta necessidade premente de multiplicação de alimentos de forma delegada. Facilitada, pela ação multimunícipe à implementação da proposta e sua operacionalização. Se contudo, você, amigo e crítico leitor, aprovar, certamente bem mais próximos estaremos de caminharmos a sombra e ao simples erguer de um braço, prover o nosso organismo das bases energéticas a que necessita.

“...não entendo através de que acidente e em que estado de espírito foi que a primeira pessoa sujou sua boca com sangue e levou seus lábios em direção à carne de uma criatura morta, pôs mesas de corpos mortos e em decomposição e ousou chamar de alimento e nutrição as partes que pouco antes haviam bramido e chorado, movimentavam-se e viviam...” Plutarco - Escritor Romano.

Cientificamente é comprovado; - os seres que não se alimentam de carne, são mais calmos; menos violentos e agressivos; dormem melhor e gozam de maior vitalidade. Raros são os obesos e estão menos propensos a infartos. Ainda, sofrem menos distúrbios emocionais.
Certamente que esta matéria é seletiva, milhões de pessoas necessitam primeiramente abandonar as culturas do fumo, do álcool, e tantas outras drogas, para, só então, apurar hábitos alimentares. É possível, a partir da psicanálise clínica, pela elevação da consciência, psicomaturação, desprendermos um a um dos elementos nocivos que insistem em nos arrastar para um mundo de desencontros.

Irrefutavelmente a Humanidade haverá de modificar alguns de seus hábitos, como o de comer carne, senão por extrema necessidade. Isto, para que consiga evoluir na paz e saúde.


Fonte: http://www.academialetrasbrasil.org.br/revista4.htm

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Aproveite a vida

Nova descoberta do pré-sal pode dobrar reservas de petróleo no Brasil


A ANP (Agência Nacional do Petróleo) informou nesta sexta-feira que a reserva de Libra, na Bacia de Santos, tem de 3,7 a 15 bilhões de barris de óleo equivalente. O mais provável, no entanto, é que a área tenha 7,9 bilhões de barris, segundo relatório da certificadora Gaffney, Cline & Associates.

Se o potencial chegar a 15 bilhões, será a maior área já descoberta e vai mais que dobrar as reservas brasileiras, já que as confirmadas até o momento somam 14 bilhões de barris.

A descoberta já havia sido confirmada pela ANP e, ontem, o diretor-geral da agência, Haroldo Lima, disse que o potencial seria divulgado hoje.

A área de Libra pertence à União, e foi a segunda a ser perfurada pela Petrobras para a ANP. Antes, o prospecto de Franco havia sido explorado, e as estimativas apontaram reservas recuperáveis de até 5,45 bilhões de barrias de petróleo e gás natural.

Franco foi incluído na cessão onerosa dentro do processo de capitalização da Petrobras. Libra ficou de fora e pode ser uma das primeiras áreas a serem leiloadas, dentro do modelo de partilha. O novo marco, no entanto, ainda precisa ser aprovado no Congresso.

A exploração em Libra ainda não foi finalizada. Segundo a ANP, foram perfurados 5.410 metros, sendo 22 metros na camada pré-sal. Está previsto que a exploração chegue a até 6.500 metros, no início de dezembro.

Libra fica localizado a 183 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, e pode ser a maior descoberta já feita no Brasil. O prospecto de Tupi, também no pré-sal da bacia de Santos, tem reservas estimadas de 5 bilhões a 8 bilhões de barris de petróleo e gás.

Isso significa que a estimativa mais provável para Libra iguala o potencial máximo de Tupi. A perspectiva máxima para Libra representa o dobro de até quando Tupi pode chegar, em termos de reservas.

MERCADO

As ações da Petrobras subiram ontem pelo quinto dia consecutivo. Inicialmente, a recomendação de um grande banco estrangeiro foi usada como justificativa para a recuperação desses papéis, mas desde ontem, pelo menos, já circulavam especulações mas mesas de bancos e corretoras sobre a descoberta de um "megapoço".

Desde sexta-feira, somente a ação preferencial (a mais negociada) valorizou quase 10%.

LEILÃO

Em setembro, o governo já havia informado que pretendia licitar as primeiras áreas do pré-sal sob o novo marco regulatório, que prevê regime de partilha, já na primeira metade do ano que vem. Na época o governo afirmou que o poço de Libra deveria ser o primeiro a ser licitado.

Na ocasião o poço de Libra já estava sendo perfurado pela Petrobras, a pedido da ANP. Inicialmente, a intenção era que a área entrasse no processo de capitalização da Petrobras, mas outras áreas foram utilizadas.

PRÉ-SAL

A chamada camada pré-sal é uma faixa que se estende ao longo de 800 quilômetros entre os Estados do Espírito Santo e Santa Catarina, abaixo do leito do mar, e engloba três bacias sedimentares (Espírito Santo, Campos e Santos). O petróleo encontrado nesta área está a profundidades que superam os 7 mil metros, abaixo de uma extensa camada de sal que, segundo geólogos, conservam a qualidade do petróleo.

Vários campos e poços de petróleo já foram descobertos no pré-sal, entre eles o de Tupi, o principal. Há também os nomeados Guará, Bem-Te-Vi, Carioca, Júpiter e Iara, entre outros.

Estimativas apontam que a camada, no total, pode abrigar algo próximo de 100 bilhões de boe (barris de óleo equivalente) em reservas, o que colocaria o Brasil entre os dez maiores produtores do mundo.

Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/mercado/822358-nova-descoberta-do-pre-sal-pode-dobrar-reservas-de-petroleo-no-brasil.shtml

CÉLESTIN FREINET criou a “aula passeio”

Freinet nasceu no dia 15 de outubro de 1896, na vila de Gaves, nos Alpes Franceses. Teve uma infância e juventude rural, em meio das paisagens, modo de produção artesanal, comportamentos e valores de homem do campo. Sua condição de vida veio mais tarde influenciar sua pedagogia.

Com o início da guerra, em 1914, alistou-se e devido a ações de gases tóxicos, comprometeu seu pulmão. Após ter retornado da guerra, decidido, sabia o que seria: “Professor primário”.

Freinet mesmo sem a experiência pedagógica, trazia consigo um profundo respeito à criança.

Freinet criou várias técnicas pedagógicas, uma delas seria a “aula passeio”, pois acreditava que o interesse da criança não estava na escola e sim no que acontecia fora dela, Freinet idealizava esta atividade com o objetivo de trazer motivação, ação e vida para a escola.

Para Freinet:

- A criança é de mesma natureza que o adulto;

- Ser maior não significa, necessariamente, estar acima dos outros;

- É preciso ter esperanças otimistas na vida;

- A criança e o adulto não gostam de uma disciplina rígida, quando isto significa obedecer passivamente uma ordem externa.

Freinet possuía um sonho: transformar a educação. Sua pedagogia tinha em mira, formar um homem mais livre, mais autônomo e mais responsável. Um homem que tenha condições de contribuir na transformação da sociedade. Assim sendo, objetiva essa pedagogia, conhecer a natureza e dar consciência ao homem do que ele é e do que ele quer, e procura dar-lhe os instrumentos necessários que o auxilie no desenvolvimento eficiente de suas tarefas sociais.

Para tanto, precisa-se conhecer bem o aluno e o seu meio social, condição sem a qual não se pode desenvolver bem a ação educativa, ou seja, não se pode dar ao aluno as orientações necessárias para que ele possa superar, por si mesmo, suas dificuldades e resolver o seu problema.

As idéias de Freinet começaram a incomodar os conservadores franceses, e Freinet é afastado da escola em que lecionava (Saint Paul), após esta ruptura ele cria uma escola privada e laica, trabalhando arduamente na escola, criando novas pedagogias, porém, o Ministério da educação recusa-se a reconhecê-la.

Durante a Segunda guerra mundial, a escola é desativada, Freinet é preso e fica seriamente doente. Enquanto se estabelecia, escreveu a maior parte de sua obra. Com todos os obstáculos, nos anos 50 a pedagogia de Freinet se espalha pelo mundo.

O que distingue Freinet dos demais pensadores do movimento da escola nova é que ele cria um movimento em prol da escola popular, defendia a livre expressão como um princípio pedagógico, além da educação pelo trabalho e a cooperação e o tateamento experimental. Para Freinet, o trabalho é uma necessidade para o homem, não se devendo fazer distinção entre trabalho manual e intelectual.

Célestin Freinet morreu em Vence, na França, no dia 8 de outubro de 1966.

Fonte: http://pedagogia.tripod.com/infantil/freinet.htm

DJ Dedy o Estouro

Debate entre Dilma e Serra na TV Globo é hoje


Internautas poderão comentar o embate no site do GLOBO

Os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) se encontram hoje no último debate do segundo turno das eleições, promovido pela Rede Globo.

O embate será após a novela "Passione". Os candidatos responderão a perguntas feitas por eleitores indecisos, que estarão na plateia.

O debate terá cobertura em tempo real pelo site especial Eleições 2010 (oglobo.globo.com/eleicoes2010), do GLOBO.

A página também contará com reportagens sobre os bastidores do confronto e resumos de cada bloco do debate. Os internautas poderão postar, durante o embate, comentários expressando opiniões sobre o desempenho dos candidatos.

Durante a cobertura, o internauta também terá a oportunidade de apontar os momentos mais "quentes" e "frios" do embate entre Dilma e Serra, através do termômetro, ferramenta que permite aos usuários escolher as melhores e as piores situações do encontro.

Após o debate dos presidenciáveis, um gráfico será gerado e identificará o tempo exato dos pontos altos e baixos do encontro e os principais temas abordados pelos candidatos. No confronto, a petista e o tucano vão responder a perguntas feitas por eleitores indecisos que estarão na plateia.

O debate de hoje na TV Globo terá três blocos. Um sorteio definirá o candidato que responderá à primeira pergunta. Ele, então, sorteará o eleitor indeciso, que terá 30 segundos para ler seu questionamento. O candidato vai ter dois minutos para a resposta, com dois minutos de réplica e mais dois para a tréplica. Após o fim do terceiro bloco do debate, os presidenciáveis farão as considerações finais.

A seleção dos eleitores indecisos foi feita pelo Ibope em diferentes estados.

De acordo com a emissora, cada eleitor vai elaborar cinco perguntas — individualmente e por escrito — escolhendo temas definidos pela produção: saúde, educação, meio ambiente, políticas sociais, previdência, infraestrutura, política econômica, agricultura, saneamento, política externa, corrupção, transportes, desemprego, segurança, habitação, funcionalismo público, impostos, legislação trabalhista e energia.

A produção do debate escolherá as 12 perguntas mais representativas sobre cada tema proposto.


Fonte:http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/10/29/debate-entre-dilma-serra-na-tv-globo-hoje-336583.asp

Praça Cônego Maximiano

Foto do ano de 2006, antes da reforma da praça.

O QUE SÃO DIREITOS HUMANOS

Direitos Humanos: Noção e Significado

A expressão “direitos humanos” é uma forma abreviada de mencionar os direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque sem eles a pessoa humana não consegue existir ou não é capaz de se desenvolver e de participar plenamente da vida. Todos os seres humanos devem Ter asseguradas, desde o nascimento,, as mínimas condições necessárias para se tornarem úteis à humanidade, como também devem Ter a possibilidade de receber os benefícios que a vida em sociedade pode proporcionar. Esse conjunto de condições e de possibilidades associa as características naturais dos seres humanos, a capacidade natural de cada pessoa pode valer-se como resultado da organização social. É a esse conjunto que se dá o nome de direitos humanos.

Para entendermos com facilidade o que significam direitos humanos, basta dizer que tais direitos correspondem a necessidades essenciais da pessoa humana. Trata-se daquelas necessidades que são iguais para todos os seres humanos e que devem ser atendidas para que a pessoa possa viver com a dignidade que deve ser assegurada a todas as pessoas. Assim, por exemplo, a vida é um direito humano fundamental, porque sem ela a pessoa não existe. Então a preservação da vida é uma necessidade de todas as pessoas humanas. Mas, observando como são e como vivem os seres humanos, vamos percebendo a existência de outras necessidades que são também fundamentais, como a alimentação, a saúde, a moradia, a educação, e tantas outras coisas.

Pessoas com Valor Igual, mas Indivíduos e Culturas Diferentes

Não é difícil reconhecer que todas as pessoas humanas têm aquelas necessidades e por esse motivo, como todas as pessoas são iguais – uma não vale mais do que a outra, uma não vale menos do que a outra – reconhecemos também que todos devem Ter a possibilidade de satisfazer aquelas necessidades.

Um ponto deve ficar claro, desde logo: a afirmação da igualdade de todos os seres humanos não quer dizer igualdade física nem intelectual ou psicológica. Cada pessoa humana tem sua individualidade, sua personalidade, seu modo próprio de ver e de sentir as coisas. Assim, também, os grupos sociais têm sua cultura própria, q~ue é resultado de condições naturais e sociais. Um grupo humano que sempre viveu perto do mar será diferente daquele que vive, tradicionalmente, na mata, na montanha ou numa região de planícies. Do mesmo modo, os costumes e as relações sociais da população de uma grande metrópole não serão os mesmos da população de uma cidadezinha pobre do interior, distante e isolada dos grandes centros. Da mesma forma, ainda, a cultura de uma população predominantemente católica será diferente da cultura de uma população muçulmana ou budista.

Em tal sentido as pessoas são diferentes, mas continuam todas iguais como seres humanos, tendo as mesmas necessidades e faculdades essenciais. Disso decorre a existência de direitos fundamentais, que são iguais para todos.

Direitos Humanos: Faculdade de Pessoas Livres

Todas as pessoas nascem essencialmente iguais e, portanto, com direitos iguais. Mas ao mesmo tempo que nascem iguais todas as pessoas nascem livres. Essa liberdade está dentro delas, em sua inteligência e consciência. É evidente que todos os seres humanos acabarão sofrendo as influências da educação que receberem e do meio social em que viverem, mas isso não elimina sua liberdade essencial. É por isso que muitas vezes uma pessoa mantém um modo de vida até certa idade e depois muda completamente. Essa pessoa estava vivendo sob certas influências mas continuava livre e num determinado mom~ento decidiu usar sua liberdade para mudar de rumo.

Uma consciência disso é que não podemos uma pessoa a usar de todos os seus direitos, pois é preciso respeitar sua liberdade, que também é um direito fundamental da pessoa humana. Mas é indispensável que todos tenham, concretamente, a mesma possibilidade de gozar dos direitos fundamentais. Por esse motivo dizemos que gozar de um direito é uma faculdade da pessoa humana, não uma obrigação.

Assim, pois, é preciso Ter sempre em conta que todas as pessoas nascem com os mesmos direitos fundamentais. Não importa se a pessoa é homem ou mulher, não importa onde a pessoa nasceu nem a cor da sua pele, não importa se a pessoa é rica ou pobre, como também não são importantes o nome de família, a profissão, a preferência política ou a crença religiosa. Os direitos humanos fundamentais são ao mesmo tempo para todos os seres humanos. E esses direitos continuam existindo mesmo para aqueles que cometerem crimes ou praticam atos que prejudicam as pessoas ou a sociedade. Nesses casos, aquele que praticou o ato contrário ao bem da humanidade deve sofrer a punição prevista numa lei já existente, mas sem esquecer que o criminoso ou quem praticou um ato anti-social continua a ser uma pessoa humana.

Direitos Humanos, Dignidade da Pessoa e Solidariedade

Para os seres humanos não pode haver coisa mais valiosa do que a pessoa humana. Essa pessoa, por suas características naturais, pode ser dotada de inteligência, consciência e vontade, por ser mais do que uma simples porção de matéria, tem uma dignidade que a coloca acima de todas as coisas da natureza. Mesmo as teorias chamadas materialistas, que não querem aceitar a espiritualidade da pessoa humana, sempre foram forçadas a reconhecer que existe em todos os seres humanos uma parte não-material. Existe uma dignidade inerente à condição humana, e a preservação dessa dignidade faz parte dos direitos humanos.

O respeito pela dignidade da pessoa humana deve existir sempre, em todos os lugares e de maneira igual para todos. O crescimento econômico e o progresso material de um povo têm valor negativo se forem conseguidos à custa de ofensas à dignidade de seres humanos. O sucesso político ou militar de uma pessoa ou de um povo, bem como o prestígio social ou a conquista de riquezas, nada disso é válido ou merecedor de respeito se for conseguido mediante ofensas à dignidade e aos direitos fundamentais dos seres humanos.

No ano de 1948 a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que diz em seu artigo primeiro que “todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direito”. Além disso, segundo a Declaração, todos devem agir, em relação uns aos outros, “com espírito de fraternidade”. A pessoa conscienž? ?te do que é e do que os outros são, a pessoa que usa sua inteligência para perceber a realidade, sabe que não teria nascido e sobrevivido sem o amparo e a ajuda de muitos. E todos, mesmo os adultos saudáveis e muitos ricos, podem facilmente perceber que não podem dispensar a ajuda constante de muitas pessoas, para conseguirem satisfazer suas necessidades básicas. Existe, portanto, uma solidariedade natural, que decorre da fragilidade da pessoa humana e que deve ser completada com o sentimento da solidariedade.

Aí está o ponto de partida para a concepção básica dos direitos humanos neste final de milênio. Se houver respeito aos direitos humanos de todos e se houver solidariedade, mais do que egoísmo, no relacionamento entre as pessoas, as injustiças sociais serão eliminadas e a humanidade poderá viver em paz.

Fonte: http://www.dhnet.org.br/direitos/textos/oquee/oquedh.htm

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A Importância do voto


O voto é um direito de todos os seres humanos que vivem em regime democrático, que consiste em escolher individualmente o candidato que assumirá a representação de toda a sociedade.

Para determinar o candidato a ser votado, as pessoas precisam avaliar seus planos e projetos para melhorias na região. A conscientização da população para o voto justo e incorruptível é uma boa maneira de diminuir a quantidade de pessoas subornadas e compradas ilegalmente, e o policiamento nos locais de votação.

Apesar de o voto no Brasil ser obrigatório para todas as pessoas alfabetizadas com idade entre 18 e 70 anos, ele contribui para eleger uma pessoa de forma legal, já que a lei prevê que uma pessoa somente poderá assumir cargos governamentais se elegidos com maior número de votação. É importante que o voto seja realizado a partir da satisfação do eleitor no candidato e nas possibilidades de melhoria, pois o voto não deve ser visto como uma troca de favores, quando o eleitor vota e ganha com isso dinheiro, cesta básica, brinquedos, asfalto e outras coisas.

A compra de votos é ilegal, bem como a boca de urna, onde um representante de determinado candidato tenta convencer as pessoas a elegê-lo. Vale lembrar que uma pessoa capaz de utilizar de suborno e compra de votos não será um bom representante da nação ou região, pois a corrupção se mostra antes mesmo da posse do cargo público, já que busca se promover através de métodos ilegais.

No período de votação é necessário assistir o planejamento feito por cada candidato e ainda atentar para os debates feitos em emissoras de TV, pois tais debates revelam muito sobre cada candidato.

Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

Fonte:http://www.brasilescola.com/politica/importancia-voto.htm

Além de eleição, AC terá referendo sobre fuso horário



No domingo, os eleitores acreanos terão que votar em duas urnas. Isso porque além de participar das eleições de segundo turno para presidente da República, também terão um referendo sobre o fuso horário. O eleitor acreano deverá responder é favorável à recente alteração do fuso horário do Estado.

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) tem inserido propagandas no rádio e na TV para explicar como o eleitor deverá votar. Os comitês de campanhas do "Sim" e do "Não" também fazem suas inserções para conquistar o voto do eleitor. De acordo com a corte, poderão votar no referendo os eleitores regularmente inscritos até o dia 5 de maio de 2010.

A hora do Acre foi alterada em 2008 por meio de um projeto do senador Tião Viana (PT), recém eleito governador do Estado. O projeto foi sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, assim, o Acre reduziu de duas horas para uma hora a diferença em relação ao horário de Brasília. Até 2008, durante o período de vigência do horário de verão, o Acre ficava a três horas de diferença de Brasília.

Contudo, o deputado Flaviano Melo apresentou um Projeto de Decreto Legislativo (o PDL 981/2008) para que fosse realizado um referendo sobre a questão. Em maio deste ano, o presidente do TRE-AC, desembargador Arquilau de Castro Melo, anunciou que a votação ocorreria durante a realização do segundo turno das eleições.


Fonte:http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/noticias/politica/alem-de-eleic-o-ac-tera-referendo-sobre-fuso-horario-1.192295

Falta pouco para Irmã Dulce ser considerada Santa


Maria Rocha

Até dezembro o Papa Bento XVI deverá assinar o decreto de beatificação de Irmã Dulce, grau anterior ao de Santa. A partir daí fiéis de todo o Brasil poderão venerar, cultuar e adorar a Beata Irmã Dulce. O anúncio foi feito ontem pelo Cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo durante uma coletiva realizada na sede das Obras Sociais Irmã Dulce.

Sem data definida, a beatificação ocorrerá na Bahia com a presença do presidente da Congregação para a Causa dos Santos, o arcebispo italiano, Dom Ângelo Amato.

Segundo Dom Geraldo, um grupo de cardeais encarregado para avaliar os exames do milagre reconheceu por unanimidade, apresentou o parecer declarando que se tratava de um caso extraordinário. A avaliação dos cardeais foi encaminhada para os peritos do Vaticano, onde finalmente será decretada pelo Papa a beatificação. A previsão é de que até o final do ano, já se tenha uma resposta definitiva.

Depois do título de beatificação, as Igrejas poderão usar as imagens de Irmã Dulce. “Após a beatificação, mais um milagre confirmado pelos peritos, ela será reconhecida Santa. O Brasil já pode dizer que tem a beata Irmã Dulce. O Papa já tem tudo pronto para a canonização”, ressaltou o cardeal.

Esteve presente também na coletiva o médico que acompanhou todo o processo de análise dos peritos encarregados de avaliar o caso de milagre de Irmã Dulce. Segundo o cirurgião e intensivista, Sandro Barral, o parecer dos peritos confirma que houve sim algo inexplicável e, portanto, só poderia se tratar de um milagre.

Muito emocionada, a sobrinha de Irmã Dulce e superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce, Maria Rita Pontes revelou que o momento é de muita felicidade, pois finalmente toda a dedicação da religiosa será reconhecida pelo Vaticano. “Acompanho o processo desde o início e posso afirmar que foi bem rápido, considerando os diversos casos que ocorrem. Posso até dizer que a rapidez também é um milagre. Hoje estou muito feliz e realizada”, contou Maria Rita.

Milagre – Dentre as mais de 4 mil graças alcançadas pela beata, a junta médica escolheu um caso considerado de maior relevância. O ocorrido numa pequena cidade do Nordeste, onde uma paciente após dar a luz a uma criança, apresentou quadro de hemorragia importante. Os médicos da região fizeram o que puderam, mas nenhuma intervenção apresentava regressão.

Ao mesmo tempo um pároco da pacata cidade e amigo da paciente, em suas orações pediu ajuda a Irmã Dulce. Quando um outro médico chegou para assinar o atestado de óbito encontrou a paciente, cujo nome não foi revelado, conversando completamente recuperada.
Esse foi um dos milhares de casos relatados e sem explicação científica alguma. De acordo com Barral, os médicos que relatam o caso se emocionam muito e afirmam que a cura da paciente se deu por um milagre.

E cuja ciência não soube explicar, e, portanto admitiu-se que houve a interseção de Irmã Dulce na reabilitação da paciente. Uma graça só é considerada milagre após atender a quatro pontos básicos: a instantaneidade, que assegura que a graça foi alcançada logo após o apelo; a perfeição, que garante o atendimento completo do pedido e a permanência do benefício e seu caráter preternatural, o que não é explicado pela ciência, os quatro pontos foram confirmados no caso relatado acima.

Religiosa viveu virtudes cristãs

Desde janeiro de 2000 que a causa de beatificação de Irmão Dulce tramita. A validação do virtual milagre foi emitida pela Santa Sé em junho de 2003. Em abril de 2009, o Papa Bento XVI reconheceu as virtudes heróicas da Serva de Deus Dulce Lopes Pontes, autorizando oficialmente a concessão do título de Venerável à freira baiana.

Reconhecimento de que a religiosa viveu em grau heróico, as virtudes cristãs da fé, esperança e caridade.O voto favorável e unânime da Congregação foi concedido em janeiro de 2009 pelo colégio de cardeais, bispos e teólogos após análise do documento canônico misto de relato biográfico e das virtudes e resumo dos testemunhos do processo.

De acordo com os teólogos que estudaram a vida da freira a definiram como “Madre Teresa do Brasil” por causa da semelhança do testemunho cristão com a Beata de Calcutá.

Fonte:http://www.tribunadabahia.com.br/news.php?idAtual=63406

Ponte Real sobre o Rio Inhambupe


Dia 28 de Outubro - Dia de São Judas Tadeu


São Judas Tadeu é um santo cristão e um dos doze apóstolos de Jesus. Seus outros nomes são Judas Tadeus, Judas Lebeus e Judas, irmão de Tiago. Ele é também conhecido como São Tadeu (Greco Θαδδαῖος), soletrado como "Thaddæus" ou "Thaddaeus" em diferentes versões da Bíblia, e como São Matfiy (Фаддей, он же Иуда Иаковлев или Леввей, em russo) na tradição ortodoxa russa (junto com São Judas). Ele não deve ser confundido com Judas Iscariotes, também outro apóstolo, que traiu Jesus e mais tarde, (segundo Mateus), cometeu suicídio.

São Judas foi um irmão de Tiago, e, segundo algumas crenças, um parente (primo) de Jesus. Marcos 6:3 declara sobre Jesus: “Não é esse o carpinteiro? Não é esse o filho de Maria e o irmão de Tiago, José, Judas e Simão? Não são essas suas irmãs conosco?”.

Nos Atos de Tomás, um livro apócrifo do Novo Testamento, escrito na Síria no início do século III, ele foi identificado como Judas Tomás, que é o nome completo do apóstolo Tomás, segundo a tradição síria.

É o suposto autor da Epístola de Judas do Novo Testamento.

Judas, sendo São Judas, é suposto na visão da Igreja Apostólica Arménia, ter levado o Cristianismo à Arménia.

Antigas tradições citadas pelos Padres da Igreja afirmam que foi martirizado na Pérsia, a mando de sacerdotes pagãos que instigaram as autoridades locais e o povo, tendo sido decapitado juntamente com outro apóstolo de Jesus, Simão Zelote, que também pregava naquela região.

Suas relíquias se encontram supostamente em Roma, para onde teriam sido trasladadadas e são veneradas até hoje.

É o santo patrono das causas desesperadas e das causas perdidas na Igreja Católica Romana.

É o santo padroeiro do Clube de Regatas do Flamengo.

O símbolo de São Judas é um machadinho e às vezes é representado segurando um machado, uma clava, uma espada ou uma alabarda, por sua morte ter ocorrido por uma dessas armas. Ele é também geralmente apresentado em ícones com uma flama ao redor de sua cabeça. Essa flama representa a presença do Pentecoste, quando ele recebeu o Espírito Santo, junto com os outros apóstolos.

Em alguns casos ele é mostrado como um rolo ou livro (sua epístola) ou segurando uma régua de carpinteiro.


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Judas_Tadeu