Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

domingo, 30 de junho de 2013

Brasil vence Espanha (3-0) e conquista quarta Taça das Confederações

O anfitrião Brasil conquistou hoje pela terceira vez consecutiva e quarta na sua história a Taça das Confederações em futebol, ao vencer a campeã mundial e europeia Espanha por 3-0, no mítico Maracanã.

Fred, aos 02 e 47 minutos, e Neymar, aos 44, apontaram os tentos da formação comandada pelo ex-selecionador português Luiz Felipe Scolari, num embate em que Sérgio Ramos falhou uma penálti, aos 54, e Piqué viu o vermelho direto, aos 68.
Na nona edição da prova, os brasileiros repetiram os triunfos de 1997, 2005 e 2009 e acabaram com uma série de 29 jogos consecutivos sem perder dos espanhóis em jogos oficiais (desde a estreia no Mundial2010) e 26 sem desaires em todos os encontros.

Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=641669

Brasil e Espanha disputam final da Confederações sob temor de protestos

Imagem: www.lancenet.com.br
Brasil e Espanha disputam neste domingo (30) a final da Copa das Confederações no estádio do Maracanã, qe também pode ser o palco de novas manifestações e confrontos com a polícia.

Cerca de 5.000 manifestantes participavam da mobilização nas vizinhanças do estádio, em um protesto inicialmente pacífico, segundo a polícia. O clima da manifestação é festivo, com batucadas e cantorias, constatou a AFP.

A marcha teve início sete horas antes do início da partida e conseguiu chegar a 100 metros de distância do estádio, mas foi bloqueada por batalhões da polícia.

"Somos contra a privatização do estádio e dos despejos forçados sob o argumento do Mundial 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016", afirmou Renato Cosentino, porta-voz do Comitê Popular da Copa, um dos principais movimentos que convocaram o protesto.

Cerca de 11.000 policiais - 6.000 policiais militares, mais integrantes da Força Nacional, a polícia federal e civil e a Guarda Municipal - decretaram um perímetro de segurança em torno do Maracanã para garantir o evento.

Patriotismo

Centenas de manifestantes prepararam os cartazes em uma praça do bairro da Tijuca, a 1,5 km do estádio, aos gritos de "Fifa, paga minha tarifa!" e "O Maraca é nosso!".

"Pelo fim da imunidade parlamentar", dizia um dos cartazes.

"Estou aqui por patriotismo, por mais educação, saúde e transporte, por menos futebol", explica Nelson Couto, de 69 anos, usando as cores verde e amarela dos pés à cabeça.

Camelôs vendem bandeiras do Brasil a 10 reais e cornetas a 2,5. Um manifestante distribui panfletos que explicam o que fazer em caso de tumulto ou caso a polícia lance gases lacrimogêneos.

A polícia convidou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a procuradoria federal e estatal a acompanhar o esquema de segurança.

A presidente Dilma Rousseff, que foi vaiada no jogo de abertura do torneio em 15 de junho passado, junto ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, não tem previsto assistir a final.

Um pequeno protesto pacífico transcorreu diante do estádio Arena Fonte Nova, na Bahia, onde foi disputada a partida pelo terceiro lugar da Copa, entre a Itália e o Uruguai.

Mais de um milhão de brasileiros foram às ruas em todo o país no dia 20 de junho nas maiores manifestações realizadas em duas décadas, indignados frente à alta dos preços do transporte público, a corrupção da classe política e os gastos milionários na Copa das Confederações no Mundial de 2014.

O maior protesto aconteceu no Rio, onde se congregaram pacificamente 300.000 pessoas. Ao final do protesto, como aconteceu em outras mobilizações, um grupo de vândalos e bandidos enfrentou a polícia e protagonizou saques e destruição dos bens públicos, com um saldo de dezenas de feridos.
Popularidade em baixa

A popularidade da presidente Dilma caiu 27 pontos após as manifestações populares, segundo uma pesquisa do instituto Datafolha divulgada no sábado.

A popularidade do governo Dilma caiu de 57% a 30% desde a primeira semana de junho, impactada pelos grandes protestos nas ruas, que exigiram melhores serviços e o combate à corrupção.

Ela se mantém como favorita para as eleições de outubro de 2014, mas deverá disputar o segundo turno.

A queda de 27 pontos é a maior para um presidente exercício desde 1990, quando Fernando Collor de Mello ordenou o confisco da poupança dos brasileiros, segundo o jornal Folha de São Paulo, que divulgou a pesquisa.

"Isso fragiliza ainda mais a presidente porque reforça a pressão dos aliados e também da oposição, que tentará tirar proveito. É o pior cenário possível (...) Dilma já não é a presidente forte de há alguns meses", comentou o analista político André César, da consultora Prospectiva.

A presidente reagiu com tranquilidade e está disposta a trabalhar mais para responder às demandas das ruas, afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Dilma lançou na semana passada um plano para convocar um plebiscito que leve a uma reforma política, apresentada como um antídoto para as más práticas políticas e a corrupção, e que adotaria novas regras para o financiamento de campanhas eleitorais e do sistema de votação.

As centras sindicais já anunciaram uma dia de mobilização para 11 de julho.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2013/06/30/interna_politica,447966/brasil-e-espanha-disputam-final-da-confederacoes-sob-temor-de-protestos.shtml

Força Nacional e Exército reforçam segurança no Maracanã

Rio de Janeiro – O Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, está com esquema de segurança reforçado para a partida final da Copa das Confederações, um jogo entre o Brasil e a Espanha marcado para as 19h de hoje (30). Além dos policiais militares e homens da Força Nacional de Segurança que já participaram do esquema nos dois jogos anteriores no estádio, militares do Exército estão a postos dentro do Maracanã.
Homens do Batalhão da Guarda do Exército estão posicionados na Escola Municipal Friedenreich, que integra o complexo esportivo do Maracanã. Outra novidade do esquema de segurança é o aumento do número de barreiras policiais no entorno do estádio. Se nos outros dois jogos os policiais do Batalhão de Choque e da Força Nacional fizeram barreiras apenas nos acessos da Radial Oeste, agora homens da Polícia Militar fazem barreiras em todos os acessos, inclusive do lado da Rua São Francisco Xavier.
O esquema foi reforçado porque, além de ser o jogo mais importante do torneio, são esperadas manifestações do lado de fora do estádio.
Edição: Juliana Andrade

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-06-30/forca-nacional-e-exercito-reforcam-seguranca-no-maracana

Drama tropical: Buffon brilha nos pênaltis, e Itália fica em terceiro

Imagem: http://atarde.uol.com.br/galerias/28/18443-veja-lances-do-jogo-entre-uruguai-e-italia

Após empate em 2 a 2 no tempo normal, seleção europeia vence batalha nos pênaltis contra o Uruguai, com três defendidos pelo goleiro veterano

Em alguns anos, talvez, poucas pessoas se recordarão que Uruguai e Itália terminaram a Copa das Confederações de 2013 entre os quatro melhores. Seria “apenas” a disputa do terceiro lugar, mas o jogo deste domingo, em Salvador, foi digno de uma final, uma mistura de drama e crueldade com dois times esgotados fisicamente debaixo de muito sol. Depois do empate por 2 a 2 no tempo normal e de 30 minutos sem decisão na prorrogação, Buffon pegou dois pênaltis e deu a vitória à Azurra por 3 a 2.
O lendário goleiro italiano de 35 anos se redimiu depois de uma competição instável, principalmente quando falhou na derrota para o Brasil. No tempo normal, fez defesas importantes e um milagre com os pés em chute de Forlán à cara a cara. Nas batidas, repetiu a dose e defendeu a cobrança do atacante do Inter. Depois, para salvar o erro de De Sciglio, pegou o de Cáceres e o de Gargano, assegurando o honroso terceiro lugar.

Celeste e Azzurra mostraram desde o início os motivos por quase terem eliminado Brasil e Espanha nas semifinais. Foram gigantes, legítimos donos de seis títulos mundiais somados. Os italianos superaram qualquer escala de esforço físico e psicológico depois de enfrentarem um duelo de 120 minutos e uma decisão por pênaltis há apenas três dias. Sem Pirlo e tantos outros, brilharam os reservas. Astori, em nova falha do goleiro Muslera, e Diamanti, em linda cobrança de falta, marcaram.
Os uruguaios não ficaram atrás no empenho para “subir ao pódio”. Estiveram sempre atrás no placar e, como manda sua tradição, não desistiram em nenhum momento. Nem mesmo com o sol de quase 30 graus às 13h na Bahia. Fazer gols em italianos é rotina para Cavani, artilheiro do último Calcio, com 29. Fez logo dois para levar o time à prorrogação. Não deu nos pênaltis.
A derrota, porém, não é problema. O Uruguai mostra reação para continuar lutando por uma vaga na Copa do Mundo de 2014. O time está em quinto nas eliminatórias (iria para a repescagem) e tem pela frente quatro jogos decisivos: Peru, Colômbia, Equador e Argentina. A Itália também vai buscar a classificação no segundo semestre, mas em situação mais cômoda, liderando o Grupo B, quatro pontos acima da Bulgária.
Ah, Muslera...
Não pense em uma disputa de terceiro lugar com dois times desinteressados. Uruguai e Itália mostraram na Fonte Nova que ficar fora da decisão não foi motivo para desânimo. Em um primeiro tempo equilibrado, com nove oportunidades de gol, os italianos tiveram ligeira superioridade e contaram com a ajuda do goleiro Muslera para ficar em vantagem.
O calor de quase 30 graus ferveu os 22 jogadores, principalmente a defesa da Azzurra e o ataque da Celeste, posicionados em uma faixa de campo em que o sol não teve piedade. Talvez, por isso, a Itália começou melhor, trocando passes na sombra e ignorando o desgaste pelo duro duelo contra a Espanha na última quinta. 
O sol, porém, não pode ser o culpado pelo gol de Astori, aos 23 minutos. Muslera pode. De novo. E de novo pelo alto, seu grande defeito. Assim como no lance decisivo de Paulinho contra o Brasil, a bola batida por Diamanti viajou (na sombra) e passou por cima do goleiro. Desta vez, bateu na trave, voltou no ombro dele e bateu na linha até que o zagueiro completasse.

O Uruguai teve de se desdobrar para reagir. O empate não veio, mas o time subiu de produção quando Cavani e Suárez acordaram e se movimentaram com mais frequência. O atacante do Liverpool obrigou Buffon a fazer boa defesa, enquanto o artilheiro do Napoli marcou em impedimento bem assinalado pela arbitragem.
O cansaço bateu nos minutos finais. As equipes perderam o poder de marcação e abriram o meio de campo. A Celeste foi para o intervalo revoltada com a não marcação de um pênalti depois que a bola tocou no cotovelo de Chiellini na área. Pouco antes, El Shaarawy (sim, ele jogou) só não ampliou porque Godín salvou após a bola passar por Muslera.
Terceiro lugar? Vale muito!
A troca de lado no segundo tempo claramente favoreceu o Uruguai. Sem tanto sol na cabeça dos atacantes, o time ganhou poder para envolver a defesa rival e controlar os primeiros minutos. A pressão começou, e o empate não demorou. Aos 12, em contra-ataque, o badalado setor ofensivo finalmente funcionou. Cavani recebeu de Suárez na área e tocou certeiro, no canto esquerdo de Buffon.
A Itália foi desmoronando gradativamente. A movimentação no ataque diminuiu, e o time recuou, permitindo que o Uruguai avançasse suas peças. Só Buffon não oscila. De quebra, faz milagres. Forlán chutou forte e o goleiro rebateu. No rebote, o atacante colorado soltou nova bomba e o capitão da Azzurra tirou de forma espetacular com a perna esquerda.
Gigi, como é chamado pelos companheiros, talvez, pudesse prever que aquela defesa seria o choque necessário para o time despertar. Somente seis minutos depois, os italianos aproveitaram um lance de bola parada para recuperar a vantagem. Da intermediária, Diamanti cobrou falta com perfeição por cima da barreira, no canto direito baixo. Sem chances para Muslera.
A resposta sul-americana foi tão bela e precisa quanto a batida rival. Resposta de quem está acostumado a brilhar justamente na Itália, com seus 29 pelo Napoli no último
campeonato nacional. Cavani, aos 32, chutou falta de longe. Candreva não pulou, e a bola passou exatamente por cima dele. Buffon voou, mas era tarde. Igualdade justa, e duas equipes entregues no campo, sem forças para evitar a prorrogação.
A feição dos jogadores assim que soou o apito final denunciou o esgotamento. Água na cabeça, atletas deitados no gramado, massagem nas pernas...tudo foi tentado para aliviar a dor. No reinício, o Uruguai mostrou ter mais pernas para suportar. Suárez e Chiellini arriscaram uma arrancada de dar inveja pela esquerda. O atacante pediu pênalti, ignorado pelo árbitro, e ainda levou uma bronca do zagueiro, com quem havia se estranhado no primeiro tempo.
Os últimos 15 minutos de tempo-extra foram ainda mais arrastados. Ninguém queria se arriscar. Não havia força. Montolivo ainda foi expulso ao fazer falta por trás em Suárez. O Uruguai teve o domínio, chegou a pressionar, mas o mesmo Suárez e Gargano perderam as últimas chances.
Forlán abriu a série parando nas penas de Buffon. Aquilani, Cavani, El Shaarawy e Suárez fizeram. De Sciglio errou, mas o goleiro salvou novamente nos chutes de Cáceres e Gargano. Era o dia de Gigi.

 Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/copa-das-confederacoes/noticia/2013/06/drama-tropical-italia-vence-uruguai-nos-penaltis-e-fica-com-terceiro-lugar.html

Internautas comentam sobre a nova Secretária de Educação de Inhambupe

Um tempo nas articulações

As peças do jogo eleitoral de 2014 já vinham se movimentando, com mais de um ano de antecedência. Os principais atores da disputa, pelo menos em nível nacional, já estavam definidos. Contudo, nas últimas semanas, o mundo político foi surpreendido por uma onda de manifestações. Os milhares de brasileiros que ocuparam e ocupam as ruas deram uma sacolejada no tabuleiro e puseram fim à sensação de instabilidade em todos que almejam se manter no Poder ou alcançá-lo.

O jogo se vê diante da necessidade de ser reiniciado e repensado. Há uma névoa em torno do que pode acontecer em um ano. O que dirão as pesquisas de opinião nos próximos dias? Não se sabe ainda o quanto as manifestações poderão desgastar a imagem dos nomes já colocados. Um ano é muito tempo para oscilar a popularidade dos possíveis candidatos ou os índices de aprovação do Governo. Por outro lado, é pouquíssimo tempo para alcançar ou recuperar o prestígio e saciar os desejos mais latentes dos brasileiros. Portanto, todos os postulantes estão em xeque. Além dos nomes já colocados, haveria margem para o surgimento de outros postulantes até então fora do menu apresentado?

Dilma se vê diante do desafio de dar resposta rápida aos protestos, num momento em que a economia brasileira precisa de impulso. Depende de apoio da maioria do Congresso Nacional, quando os ânimos se acirram com a aproximação do pleito de 2014. Já a oposição deve apostar no tensionamento até a eleição.

A população, por sua vez, demonstra que não quer mais esperar a campanha eleitoral para ouvir novas ou velhas promessas. A aversão aos conchavos políticos, ao modo tradicional de se fazer política, e a frustração de tantas promessas descumpridas são esbravejadas nos quatro cantos do País. Mas, se o debate sobre a reforma política ocorrer com agilidade, como o Governo Federal tem prometido, não se sabe sequer quais serão as regras para as eleições de 2014. Mais um elemento para ampliar o cenário de indefinições.

No Ceará, se o governador Cid Gomes (PSB) tem perfil de só falar sobre eleições no período eleitoral, com tantas incertezas sobre a conjuntura nacional, ele tende a adiar ainda mais a discussão. Alguns nomes já haviam sido cogitados como sucessores de Cid, mas, agora, os partidos estão em busca de entender qual perfil de candidato vai agradar os eleitores no ano que vem. Dilema que não é exclusivo de possíveis candidatos da situação.

O certo é que as bandeiras das manifestações pautarão as campanhas políticas. A população quer mais participação, quer ver qual legado será deixado pela Copa do Mundo, quer mais qualidade de vida, eficiência nos gastos públicos e investimento no que deve ser prioridade de fato: saúde e educação. Qual nome melhor personifica as demandas que vêm da rua? Pode ser que se apresente um novo perfil de candidato. Ou não. Em 2014, o povo dará sua resposta pelas urnas

ENTENDA A NOTÍCIA

A quase um ano das eleições de 2014, as manifestações Brasil afora impõem instabilidade a todos que desejam conquistar o Poder. O desempenho dos Governos e da oposição será determinante.

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/politica/2013/06/29/noticiasjornalpolitica,3083115/um-tempo-nas-articulcacoes.shtml

Confira o resultado da Mega-Sena do dia 29/06/2013

O sorteio de número 1507 da Mega-Sena foi realizado neste sábado, 29 de junho, na cidade de Santa Tereza, no Espírito Santo. Os números sorteados foram:
24 - 46 - 50 - 51 - 52 - 56
O prêmio acumulou e o próximo sorteio irá oferecer um prêmio de R$ 42.000.000,00. Noventa três bilhetes foram sorteados com a quina. O prêmio é de R$ 34.293,63. A quadra foi acertada por 7.021 apostadores, o valor do prêmio foi de R$ 648,93.
A arrecadação total foi de R$ 54.475.754,00.
Último jogo
O sorteio anterior número 1506, realizado na última quarta-feira (26), aconteceu na cidade de São Paulo (SP) e arrecadou 42.530.682,00. Ninguém acertou as 6 dezenas, acumulando o prêmio para a edição desde sábado.
A quina saiu para 182 apostadores. Cada um vai levar R$ 13.681,20. Ao todo, 10.892   pessoas acertaram a quadra. Elas ganharam R$ 326,58.

Fonte: http://www.ebc.com.br/noticias/brasil/2013/06/confira-o-resultado-da-mega-do-dia-290613-numero-1507

Vende-se esta casa na Rua José Pereira Rocha Júnior em Inhambupe


Essa rua fica próximo do Clube ARCI, e no caminho para os Bancos do Brasil e Credite, em Inhambupe.

Casa foi vendida no dia 20 de abril de 2015.

Popularidade de Dilma cai de 57% para 30%

A popularidade da presidente não passou ilesa pela onda de protestos que tomou conta do país, segundo pesquisa Datafolha

Após o início das manifestações, a popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT) despencou quase pela metade. Segundo pesquisa Datafolha divulgada no jornal Folha de S. Paulo neste sábado, em três semanas, a avaliação positiva do Governo Dilma caiu de 57% para 30%. Este é o percentual dos que consideram hoje a gestão boa ou ótima. Em contrapartida, o percentual de quem considera a gestão ruim ou péssima cresceu de 9%, desde o início do mês, para atuais 25%.

Em março, a aprovação de Dilma era 65%. A drástica queda na aprovação de Dilma, entre uma pesquisa e outra, só é comparada ao desempenho de Fernando Collor de Mello, em 1990, quando lançou seu plano econômico, caracterizado pelo confisco da poupança dos brasileiros.

Para o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE), o resultado apresentado pelo Datafolha mostra que a partir das manifestações, a população despertou e percebeu que há uma distância muito grande do discurso para a prática. “Essas mobilizações fizeram cair o ‘véu da noiva’, a ideia de que tudo estava bem, que a população estava inclusa socialmente. Efetivamente as coisas não estão em termos de serviços públicos atendendo às necessidades da população”, afirmou. Segundo ele, a presidente só tem condição de recuperar aprovação com choque de gestão.

Já o deputado federal José Guimarães, líder do PT na Câmara dos Deputados, a pesquisa revela um dado de momento, que não é definitivo, nem deve ser motivo de apavoramento. “Com o que aconteceu no país, todos foram abalados. Se fizerem pesquisas sobre governadores, provavelmente vão estar com popularidade em queda. Temos que interpretar isso como necessidade de fazermos mudanças profundas”, defendeu o parlamentar.

Na avaliação de José Guimarães, para garantir mais investimentos em saúde e educação, é necessário fazer uma minireforma tributária, que tenha como centro a taxação das grandes fortunas.

O quê

ENTENDA A NOTÍCIA

As manifestações têm sido pautadas pela aversão aos partidos e ao modo de fazer política. A pesquisa revela uma queda na avaliação de Dilma, mas ainda não expressa como demais lideranças foram afetadas.

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/brasil/2013/06/29/noticiasjornalbrasil,3083409/popularidade-de-dilma-cai-de-57-para-30.shtml

Governo organiza agenda para ampliar debate com movimentos sociais, diz ministro

Brasília - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje (29) que o governo pretende conversar com mais representantes de movimentos sociais na próxima semana. A finalidade é continuar a debater as reivindicações defendidas nos protestos que ocorrem em todo o país. Ele esteve neste sábado com a presidenta no Palácio da Alvorada.
“Achamos que o governo colocou uma agenda para o país e essa agenda vai ser desdobrada para a próxima semana, tanto a parte econômica, a questão da agenda de transporte urbano público, que é importante, e a agenda política do plebiscito. Na verdade, está sendo organizada uma agenda para a presidenta conversar com mais entidades e atores políticos esta semana”, disse.
Sobre o plebiscito que definirá uma reforma política para o país, ele disse que diante da “magnitude” das manifestações a reforma política é um dos pontos a serem dados como resposta à sociedade. “É urgente fazer uma reforma política. O congresso não tem conseguido avançar, até por um motivo muito simples, porque divide a classe política, portanto chamar o povo para opinar num ponto como esse é importante e urgente.”    
O governo conseguiu consenso em torno da proposta do plebiscito na quinta-feira (27), após dia intenso de reuniões entre a presidenta Dilma, presidentes de partidos e líderes da base aliada na Câmara e no Senado. No entanto, a data da consulta popular, questões e validade das mudanças ainda serão debatidas.
"O plebiscito é uma responta para um quadro de incerteza política, de um quadro onde você não consegue fazer avançar uma reforma política. Então estamos dando uma saída, que achamos que viabiliza uma reforma política, que é um dos pontos que deve ser dado como resposta a esta conjuntura", enfatizou Paulo Bernardo.
    
Edição: Talita Cavalcante//Matéria ampliada às 15h36.
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-06-29/governo-organiza-agenda-para-ampliar-debate-com-movimentos-sociais-diz-ministro

MEC divulga primeira chamada do Prouni

Documentos precisam ser apresentados a partir desta segunda-feira (1º).
São oferecidas mais de 90 mil bolsas de estudo no ensino superior.


O Ministério da Educação divulgou neste domingo (30) o resultado da primeira chamada da segunda edição do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2013 (veja link ao lado).
Os convocados deverão comprovar as informações nas universidades entre os dias 1º e 8 de julho. Quem não apresentar os documentos dentro do prazo perde a bolsa que passa a ser disponibilizada na segunda convocação. O resultado da segunda chamada sai em 16 de julho, e a comprovação deve ser feita entre 16 e 22 de julho.
Nesta etapa o sistema registrou 436.941 candidatos a bolsas. O número de inscrições chegou a 844.864 — cada estudante pode optar até por dois cursos.
O número de bolsas para universidades particulares de ensino superior desta edição do Prouni subiu de 90.010 para 90.045, sendo 55.693 integrais, de acordo com o MEC.
O processo seletivo do Prouni é restrito ao estudante brasileiro que não possui diploma de curso superior, que tenha feito no mínimo 450 pontos e não tenha zerado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012. Também é necessário ter cursado o ensino médio na rede pública, ou na particular na condição de bolsista.
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato não pode ter renda familiar bruta mensal per capita que exceda o valor de 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, o valor é de três salários mínimos.

Fonte:  http://g1.globo.com/educacao/noticia/2013/06/mec-divulga-primeira-chamada-do-prouni3006.html

sábado, 29 de junho de 2013

Plebiscito poderá custar R$ 500 milhões aos cofres públicos

A consulta popular sobre a reforma política poderá custar cerca de R$ 500 milhões aos cofres públicos, caso a convocação ocorra ainda este ano. A previsão leva em conta números atualizados das últimas eleições municipais, realizadas em 2012, que custaram R$ 395 milhões, uma média de R$ 2,81 por eleitor. A avaliação é de técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O preço da consulta também poderá ficar elevado devido ao aumento do eleitorado e à necessidade de reforçar a segurança nos locais de votação, resultado dos protestos recentes que tomaram o país. Em 2012, os gastos com a Força Nacional somaram R$ 24 milhões. Outro custo que deve ser considerado é a campanha de esclarecimento à população. Como o assunto é complexo, especialistas já alertaram que os temas devem ser amplamente divulgados antes de entrar em votação. No ano passado, a produção da campanha Voto Limpo para veiculação gratuita em rádio e em televisão custou R$ 2,8 milhões ao TSE. Uma vez definido o modelo de consulta, a empresa responsável pela publicidade precisa de pelo menos 30 dias para preparar o material. 

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/139852-plebiscito-podera-custar-r-500-milhoes-aos-cofres-publicos.html

Marcha para Jesus gera 28 km de congestionamento em SP

A Marcha para Jesus 2013 provoca nesta sábado (29) um congestionamento de 28 quilômetros apenas na Zona Norte de São Paulo, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). No entanto, o evento já tem reflexos em outras vias da cidade. A organização do evento espera reunir "milhões de pessoas" neste sábado. A Polícia Militar não deve divulgar o número estimado de participantes. O deputado Marco Feliciano (PSC), pastor e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, participa do evento. Em sua conta no Twitter, o congressista publicou foto em que aparece usando uma camiseta com a mensagem "Eu represento vocês". A Marcha começou oficialmente às 10h, mas a concentração na Estação Luz do Metrô teve início antes. A marcha segue até a Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, na zona norte, onde serão realizados shows de música gospel.

 Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/estadao/noticia/4342-marcha-para-jesus-gera-28-km-de-congestionamento-em-sp.html

Produtores resolvem reiniciar série 'Exterminador do Futuro'

Os fãs da série “Exterminador do Futuro” tiveram uma grande surpresa esta semana. O quinto filme tinha data de lançamento marcada para 26 de junho de 2015, mas os produtores resolveram iniciar a série novamente.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/139846-produtores-resolvem-reiniciar-serie-039-exterminador-do-futuro-039.html

Aprovação de Dilma cai de 57% para 30%, diz Datafolha

A aprovação da presidente Dilma Rousseff despencou 27 pontos em três semanas, de acordo com pesquisa Datafolha finalizada nesta sexta-feira (28). Segundo o levantamento, 30% dos brasileiros consideram o governo bom ou ótimo. Antes da série de protestos ocorridos no país, a aprovação era de 57%, conforme o mesmo instituto. Em março, o índice era ainda mais alto (65%). A gestão Dilma foi avaliada como ruim ou péssima por 25% dos brasileiros. Antes, o percentual registrado era de 9%. A petista perdeu mais de 20 pontos em todas as regiões do país, recortes de idade, renda e escolaridade. A última queda superior a esta foi contabilizada em 1990, quando a poupança dos brasileiros foi confiscada no governo do então presidente Fernando Collor de Mello. Na época, a queda foi de 35 pontos (71% para 36%) entre março e junho daquele ano.  

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/139831-aprovacao-de-dilma-cai-de-57-para-30-diz-datafolha.html

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Comitê Popular da Copa anuncia protesto domingo no entorno do Maracanã

Rio de Janeiro – O Comitê Popular da Copa e das Olimpiadas do Rio de Janeiro está organizando uma manifestação para domingo (30), no entorno do Maracanã, estádio que as seleções do Brasil e da Espanha disputam, às 19h, a final da Copa das Confederações. As entidades que compõem o comitê vão protestar, sobretudo, contra o processo de urbanização do Rio de Janeiro para os dois megaeventos, que, segundo elas, envolveu remoções forçadas e violação de direitos humanos, e contra a privatização do Maracanã.
Hoje (28), em entrevista coletiva, os coordenadores do ato informaram que a concentração será na Praça Saens Peña, a cerca de 1 quilômetro  do Maracanã, de onde os manifestantes se dirigirão ao estádio. Depois de anunciarem suas reivindicações, eles vão se dispersar na Praça Afonso Pena, no mesmo bairro.
O representante da organização Justiça Global e membro da articulação do comitê, Renato Cosentino, disse esperar que não haja qualquer impedimento por parte da polícia na chegada do Maracanã. Ele ressaltou que, se houver bloqueios nas imediações do estádio, a orientação é não furá-los. “O movimento é pacífico. Este é nosso quinto ato, e não temos nenhuma intenção de atrapalhar o jogo." Cosentino explicou que o objetivo é chegar ao Maracanã, como nas outras manifestações. "Esperamos ter garantia de fazer essa manifestação, é um direito constitucional nosso."
O movimento reivindica, sobretudo, a interrupção do que chamaram de elitização e privatização do Maracanã, fim do processo de demolição do Parque Aquático Julio De Lamare e do Estádio de Atletismo Célio de Barros, que fazem parte do complexo desportivo do Maracanã, e da Escola Municipal Friedenreich, no entorno da arena.
“O Maracanã agora só tem 75 mil lugares, as áreas VIPs [áreas exclusivas] se multiplicaram, e o preço das entradas subiu muito. Além disso, estão retirando pessoas pobres das áreas centrais e nobres para lugares mais distantes, e tudo isso com recursos públicos para os jogos”, lamentou Cosentino. “Estão transformando o Maracanã em um shopping. O Julio De Lamare e o Célio de Barros eram aproveitados diariamente por cerca de 10 mil pessoas que ali se exercitavam, usando-os como equipamentos de saúde. Tirar esses espaços para transformá-los em estacionamento, que é a proposta do projeto de privatização, é um absurdo”, completou.
Gustavo Mehl, também integrante do Comitê Popular da Copa no Rio, lembrou que protestos paralelos ocorrerão durante todo o domingo em outras áreas da cidade. Ele espera que as manifestações pressionem as autoridades para que ajam de forma mais transparente e democrática, já que, pelas vias legais, as reivindicações sociais não têm sido ouvidas ou acatadas. “Temos uma série de liminares que foram apreciadas diretamente pela presidência do Tribunal de Justiça, que derrubou todas as que tiveram parecer favorável dos juízes de primeira instância.”
Ele informou que a articulação enviou ao Comitê Olímpico Internacional e à Federação Internacional de Futebol (Fifa) documento com denúncias sobre irregularidades nas remoções, mas, até o momento, não obteve resposta. “Em relação ao Maracanã, em dezembro de 2012, entregamos um documento listando todas as violações, ilegalidades e arbitrariedades que aconteciam no complexo do maracanã à comitiva do Jérôme Valcke [secretário-geral da Fifa].”
O Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas reúne representantes de comunidades, movimentos sociais, organizações e entidades diversas e de pessoas que contestam a forma como estão sendo geridos os recursos públicos e realizadas as obras de infraestrutura nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, e no Rio de Janeiro, onde serão realizados os Jogos Olímpicos de 2016.

Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

 Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-06-28/comite-popular-da-copa-anuncia-protesto-domingo-no-entorno-do-maracana

Donadon fica em cela individual sem direito a regalias



O deputado federal Natan Donadon (PMDB-RO) chegou ao Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, no início da tarde desta sexta-feira (28). Condenado a 13 anos, quatro meses e dez dias de prisão em regime fechado pelos crimes de peculato e formação de quadrilha, ele se entregou à Polícia Federal pela manhã, em um ponto de ônibus na área sul da capital federal. Ele estava acompanhado por seu advogado Nabor Bulhões.
Donadon ficará em uma cela individual, mas sem regalias, segundo o Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Ainda de acordo com o TJ, por ainda ter mandato parlamentar ele tem direito a esse privilégio.
Este é o primeiro caso de um deputado federal preso durante o exercício do mandato desde a promulgação da Constituição Federal de 1988.
Natan Donadon foi acusado de ter desviado R$ 8,4 milhões da Assembleia Legislativa de Rondônia, quando era diretor financeiro da Casa.
Nesta quinta-feira (27), o PMDB de Rondônia expulsou dos seus quadros o parlamentar. O deputado estadual Marcos Donadon, irmão de Natan, também foi expulso do partido por ter sido condenado pela Justiça.
Em nota, o diretório estadual do partido diz que a decisão foi pautada "no respeito ao devido processo legal, no qual foi assegurado aos acusados o amplo direito de defesa, da mesma forma, respeitando o preceito constitucional que estabelece que somente será considerado culpado aquele que cujos processos tiverem concluído com o trânsito em julgado”.
Também na quinta, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara iniciou o processo de cassação do mandato de Natan Donadon, que terá prazo de até cinco sessões ordinárias para apresentar sua defesa, para que o relator do processo, Sergio Zveiter (PSD-RJ), possa elaborar o parecer que será votado pela comissão e depois pelo plenário da Câmara. Para que Donadon perca o mandato, são necessários, no mínimo, 257 votos favoráveis à cassação.

Fonte: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2013/06/28/donadon-fica-em-cela-individual-sem-direito-a-regalias/

Quanto pagamos de imposto só esse ano de 2013

 Imposto da Bahia acima e Inhambupe abaixo
http://www.impostometro.com.br/ mostra quanto o brasileiro e o inhambupense pagou de imposto, a contagem começa no início do ano até a presente data. acesse o site e confira.

Prefeito Benoni publica sua defesa no Diário Oficial sobre os festejos Juninos em Inhambupe





Dilma recebe jovens e representantes do movimento LGBT

Representantes de movimentos de jovens e de gays, bissexuais, travestis, transexuais e lésbicas se encontram nesta sexta-feira (28) com a presidente Dilma Rousseff para debater reivindicações  dos protestos que atingiram o país nos últimos dias, como o projeto sobre a "cura gay". Em cerimônia de lançamento do Sistema Nacional de Promoção de Direitos e Enfrentamento à Violência da comunidade LGBT, nesta quinta (27), autoridades defenderam a derrubada da proposta, aprovada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara. A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos, declarou que considera inaceitável que a homossexualidade seja tratada como doença. Desde segunda-feira (24), Dilma tem recebido representantes do Movimento Passe Livre, estudantes, centrais sindicais e outros movimentos sociais em busca de medidas para atender às demandas dos manifestantes e encerrar os protestos. De acordo com a Agência Brasil, nos encontros, a presidente tem defendido o direito de protestar, mas condenado a violência e os atos de vandalismo que têm ocorrido durante algumas manifestações. 

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/139782-dilma-recebe-jovens-e-representantes-do-movimento-lgbt.html

Brasil perde 40% da água por ineficiência operacional

A ineficiência operacional das concessionárias de saneamento brasileiras provoca uma perda média de cerca de 40 por cento na oferta de água no Brasil, aponta estudo divulgado nesta quinta-feira pela consultoria GO Associados a pedido da International Finance Corporation (IFC), braço do Banco Mundial. Os prejuízos são provocados apenas por perdas de água, causadas em sua maior parte por fraudes, furos na tubulação e deficiências operacionais. A ineficiência energética também causa prejuízos, apontou o estudo, uma vez que a energia é o principal insumo nos custos das empresas de saneamento. Caso houvesse um "esforço nacional" para reduzir as perdas de água e aumentar a eficiência energética, os ganhos potenciais poderiam chegar a 37 bilhões de reais até 2025, com redução de 50 por cento das perdas correntes, informou. Mesmo com uma diminuição menor das perdas, de 25 por cento até 2025, os ganhos chegariam a quase 21 bilhões de reais, afirmou o estudo. Na visão do IFC, os modelos atuais de contratação de programas de redução de perdas não têm se mostrado eficientes. "É preciso desenvolver modelos que auxiliem as concessionárias a financiar seus investimentos em redução de perdas", afirmou por meio de nota o executivo sênior da IFC, Rogerio Pilotto.
(Informações do site A Tarde)

Fonte: http://www.aragaonoticias.com.br/

Clérigo sênior do Vaticano é preso em investigação sobre corrupção

 
ROMA, 28 Jun (Reuters) - Um importante clérigo do Vaticano suspeito de tentar ajudar amigos ricos a levar milhões de euros para a Itália ilegalmente foi preso nesta sexta-feira, como parte de uma investigação no Banco do Vaticano, disseram fontes da polícia e o advogado do suspeito.
O monsenhor Nunzio Scarano, de 61 anos, trabalhava como contador da administração financeira do Vaticano e já estava envolvido em outra investigação realizada por magistrados do sul da Itália.
Ele foi preso em uma paróquia da periferia de Roma e levado para uma prisão da capital italiana, disse à Reuters o advogado Silverio Sica. Também foram presos na investigação um membro dos serviços secretos da Itália e um corretor financeiro.
Sica disse que Scarano foi acusado de envolvimento numa tentativa de ajudar amigos a levar 20 milhões de euros (26 milhões de dólares) da Suíça para a Itália de avião, em conluio com o agente do serviço secreto e o intermediário financeiro.
(Por Philip Pullella)

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Nos pênaltis a Espanha vence a Itália e enfrenta o Brasil na final

Ceará  - Espanha e Itália disputam na tarde desta quinta-feira, a segunda vaga à final da Copa das Confederações. A grande final é no domingo, às 16 horas, no Maracanã, no Rio de Janeiro. 
Pênaltis
Nas cobranças alternadas, a Espanha  vence a Itália por 7 a 6. 
2º Tempo da Prorrogação
Termina o jogo. A Itália toca a bola e espera só as cobranças de pênaltis. Pressão da Espanha. Jogo já está com 11 minutos. Com 3 minutos de jogo, Mata quase marca para a Espanha. O chute da entrada da área saiu à direita de Buffon. Equipes trocam de lado. 
1º Tempo da Prorrogação
Termina o primeiro tempo. Com 13 minutos, a Espanha teve uma falta na entrada da área, mas Xavi chutou por cima. Aos 8 minutos, após jogada de Iniesta, Alba perde um gol na pequena área. O atacante completou por cima do gol de Buffon. Com 5 minutos, a blitz agora é da Espanha. Após, cobrança de escanteio Piqué erra o gol. Aos 2 minutos, Giaccherini chuta a bola na trave do gol defendido por Casillas. Se salva a Espanha. Após breve período de descanso, jogadores voltam para a primeira etapa da prorrogação.
2º TEMPO
Termina o jogo. Vamos para a prorrogação. Aos 48 minutos, cruzamento na área, a Espanha quase fez o gol. Partida chega aos 45 minutos. Arbitragem da três minutos de acréscimo. Aos 39 minutos, Piqué perdeu o gol frente a frente com Buffon. Partida começa a ficar tensa. Com 33 minutos, duas modificações. Na Espanha, sai Pedro, entra Mata. E na Itália, sai Marchisio, entra Aquilani. Partida chega aos 26 minutos. Mesmo com empate, torcida grita "olé", a cada toque de bola da Itália. Aos 20 minutos, De Rossi leva cartão amarelo. Aos 19 minutos, Iniesta tenta resolver sozinho, mas chuta para fora, sem perigo para Buffon. Entrada de Navas esquentou o jogo. A Espanha começa a ter as melhores oportunidades de gol. Aos 12 minutos, o atacante chutou para boa defesa de Buffon. Com 7 minutos, sai David Silva e entra Jesús Navas, na Espanha. Mesmo com a Itália marcando a saída de bola da Espanha, Iniesta apareceu livre na área, mas chutou pela linha de fundo, aos 3 minutos. Inicia o segundo tempo. Na Itália sai Barzagli e entra Montolivo.
1º TEMPO
Aos 45 minutos, termina o primeiro tempo. No final da primeira etapa, a Itália faz pressão, mas esbarra nas defesas de Casillas. A Espanha responde com Fernando Torres, aos 36 minutos, o atacante girou em cima do zagueiro e chutou à esquerda de Buffon. Com 35 minutos, Casillas salva a Espanha com uma grande defesa após cabeçada de Maggio. Com 30 minutos do primeiro tempo, a Itália tem seis finalizações, contra uma da Espanha. Jogo chega aos 23 minutos, com jogadas principalmente pelo meio-campo. Com 17 minutos de jogo, a Itália teve duas oportunidades de marcar o gol, mas Iker Casillas defendeu uma e a outra passou pela extensão da pequena área após cobrança de falta de Pirlo. Partida não muda muito de figura com 10 minutos de jogo. Espanha passa a bola e a Itália marca forte. Sem boas chances de gol. Com 5 minutos de partida, a Espanha impõe seu toque de bola refinado e dificulta o trabalho da Itália. Aos 2 minutos, Pedro chuta à direita de Buffon. Na pressão, quase gol da Fúria. No primeiro minuto, a Espanha teve a primeira iniciativa de jogo com Pedro pela ponta direita, mas a bola ficou com a zaga italiana. Começa a partida em Fortaleza. 
Escalações
0 - Espanha: Casillas; Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Xavi e Iniesta; David Silva e Pedro e Torres. Técnico: Vicente del Bosque.
0 - Itália: Buffon; Barzagli, Bonucci, Chiellini; Maggio, Pirlo, De Rossi, Marchisio, Candreva e Giaccherini; Gilardino. Técnico: Cesare Prandelli.
Cartões: Amarelo - De Rossi (Itália)
Local: Estádio Castelão, em Fortaleza.
Horário: 16 horas. 

Fonte: http://www.diariodecanoas.com.br/futebol/460301/nos-penaltis-a-espanha-vence-a-italia-e-enfrenta-o-brasil-na-final.html

Sátiro Dias e Inhambupe se integram ao programa “Infância em Primeiro Lugar”

Fortalecer os conselhos tutelares em Sátiro Dias e Inhambupe. Com esse objetivo tiveram início, nestes municípios, as ações do projeto “Infância em Primeiro Lugar – Fortalecimento dos Conselhos”. A reunião de lançamento aconteceu na segunda-feira, 17, no Fórum Ministro Adalício Nogueira, em Inhambupe. Presidida pela promotora de Justiça titular de Inhambupe, Ana Carolina Campos Tavares Gomes Freitas, a reunião contou com a presença do prefeito e do vice-prefeito de Inhambupe, bem como de vereadores, secretários e conselheiros tutelares dos dois municípios, que passam a integrar a rede dos atendidos pelas ações do programa.
Coordenado pelo Núcleo de Apoio para Implementação, Estruturação e Fortalecimento dos Conselhos de Direitos, Tutelares e Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (Naic) e idealizado pelo coordenador do núcleo, promotor de Justiça Millen Castro, o projeto integra o programa “Infância em Primeiro Lugar” e contempla a diretriz da gestão estratégica do MP no sentido de fortalecer a atuação ministerial na defesa dos direitos de crianças e adolescentes, por meio da formação de servidores e membros do Ministério Público. Elaborado com base num mapeamento promovido pelo Naic em 2011 em todos os municípios baianos, o programa conta com quatro etapas a serem desenvolvidas durante os próximos três anos.
Em sua primeira fase, a linha de atuação prioritária é a melhoria da estrutura física dos Conselhos Tutelares, assegurando informações precisas aos promotores de execução sobre o seu funcionamento, a fim de subsidiar a cobrança do cumprimento de suas atribuições. Os promotores das comarcas onde o projeto está sendo implantado passarão por um curso sobre o programa “Infância em Primeiro Lugar”. A meta é que, nessa primeira etapa, sejam atendidas todas as cidades com mais de 100 mil habitantes, além daquelas nas quais o levantamento do Naic detectou as maiores carências.

ASCOM/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=4647

Assista os vídeos da última sessão da Câmara antes do Recesso de julho

Confira os vídeos da sessão da Câmara, clique no link https://www.youtube.com/user/eduedebora30/videos?sort=dd&shelf_index=0&view=0&tag_id=

Rio Inhambupe


Baixio - Barcos de Pesca - Rio Inhambupe - Trecho entre o mangue e a barra
Baixio - Outro trecho do rio inhambupe seguindo para a Barra





Cachoeira do Alecrim em Inhambupe
Cachoeira do Alecrim em Inhambupe
Cachoeira do Alecrim em Inhambupe
Cachoeira do Alecrim em Inhambupe
Imagem via satélite da foz do rio Inhambupe na praia de Baixios
Ponte para entrada de Baixios e Palame
Em Biritinga
Baixa Funda em Teofilândia onde encontra-se a nascente do rio Inhambupe
Cachoeira do Alecrim em Inhambupe
CARACTERIZAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO INHAMBUPE
Localização
A Bacia do Rio Inhambupe encontra-se inserida na região norte do estado, com sua nascente localizada no município de Teofilândia, em área de abrangência do clima típico de uma região semi-árida.

Nascente
O rio Inhambupe nasce no município de Teofilândia porção Nordeste (NE) do Estado da Bahia.

Foz
O rio Inhambupe desemboca no Oceano Atlântico na região de Baixios, Costa Litorânea do município de Esplanada.

Municípios Abrangidos
A Bacia Hidrográfica do Rio Inhambupe abrange os seguintes municípios: Teofilândia, Serrinha, Biritinga, Água Fria, Sátiro Dias, Inhambupe, Aporá, Cardeal da Silva, Entre Rios, Esplanada.
Áreas de Drenagem e Extensão da bacia
A área de drenagem do Rio Inhambupe corresponde a um total de aproximadamente 36.440 km2.
 
Principais Afluentes
Margem direita: rios Cajueiro, Vitória e Cabeça de Vaca.
Margem esquerda: rios Poções, das Chaves, da Una, Ribeiro, da Serra, Bu e riacho Dezoito.

Dados Climáticos
A Bacia Hidrográfica do Rio Inhambupe possui clima tipo tropical chuvoso na região do litoral e
clima semi-árido no norte da região de Biritinga e Sátiro Dias. A estrutura pluvial modela-se de sul para norte e de leste para oeste, com intensidade das chuvas decrescendo do litoral (cerca de 1.450 mm/ano), para o centro da região (Sátiro Dias – 680 mm/ano). A temperatura média anual oscila entre 25o C e 24o C, apresentando pouca variação térmica. A umidade relativa Média para a bacia é de 74%, sendo o mês menos úmido janeiro, com 69%. Os meses mais úmidos são maio e junho, quando a umidade ultrapassa 80%.

USO E OCUPAÇÃO DO SOLO
Na região do rio Inhambupe, a utilização das terras baseia-se nas características pedológicas dos solos ali ocorrentes. Na área de ocorrência do bioma caatinga a atividade com maior
desenvolvimento é a agropecuária. Esta atividade aparece associada a outros tipos de usos, como culturas de subsistência. Na área de vegetação de transição, a maior parte da área é ocupada por pastagens.
Na agricultura destacam-se a produção de feijão, milho, mandioca e maracujá. Entretanto, na região da floresta perenifólia, o uso do solo está vinculado aos cultivos de cana de açúcar, coco da baía, citricultura e pecuária. Esta área também se encontra sob impacto de atividades mais complexas como exploração de petróleo, atividade industrial, silvicultura, turismo e lazer. Na área de floresta Semidecidual, a principal atividade é a agropecuária extensiva de bovinos, seguida da citricultura (cultivo de laranja). Na região da floresta decidual, predomina a agropecuária e silvicultura, junto com a exploração do petróleo e gás, praticada dentro dos limites da Bacia Sedimentar do Recôncavo. O uso da agropecuária está representado por grandes áreas dominadas por pastos, também destacam - se as atividades de fruticultura.
Com relação à extração de recursos minerais na região, destacam-se a ocorrência de substâncias minerais não metálicas, destacando-se: sal gema, água mineral, areia, argila (caulim), pedras para construção, calcário, petróleo e gás. Estas substâncias ocorrem disseminadas em quase toda a extensão da bacia.

USO DAS ÁGUAS
Os principais usos da água na Bacia do rio Inhambupe são:
· Abastecimento público;
· Irrigação;
· Dessedentação de animais;
· Recreação;
· Pesca (bastante praticada na região, sobretudo na zona estuarina);
· Corpo receptor de esgotos domésticos e industriais em alguns trechos da bacia hidrográfica.

ATIVIDADES IMPACTANTES
Na Bacia Hidrográfica do Rio Inhambupe, o principal impacto gerado no curso d'água principal e seus afluentes está relacionado à alteração da qualidade de suas águas, devido à deficiência dos serviços de saneamento básico e disposição final de resíduos sólidos, redundando no lançamento de esgotos domésticos "in natura", originados pelas atividades antrópicas das populações residentes nas zonas urbanas municipais, diretamente nos cursos d’água. Esta situação ocorre principalmente nos municípios de maior aglomeração populacional, sobretudo nas cidades de Inhambupe e Entre Rios. Em relação às atividades agrícolas desenvolvidas na região, o uso de preguiçadas e fertilizantes sem o devido controle ambiental nos cultivos agrícolas também podem ocasionar problemas de contaminação dos corpos d’água. O uso da agropecuária está representado por grandes áreas dominadas por pastos, também destacam - se as atividades de fruticultura.
Com relação à extração de recursos minerais na região, destacam-se a ocorrência de substâncias minerais não metálicas, destacando-se: sal gema, água mineral, areia, argila (caulim), pedras para construção, calcário, petróleo e gás. Estas substâncias ocorrem disseminados em quase toda a extensão da bacia.

USO DAS ÁGUAS
Os principais usos da água na Bacia do rio Inhambupe são:
· Abastecimento público;
· Irrigação;
· Dessedentação de animais;
· Recreação;
· Pesca (bastante praticada na região, sobretudo na zona estuarina);
· Corpo receptor de esgotos domésticos e industriais em alguns trechos da bacia hidrográfica.

SITUACÃO ATUAL
De modo geral, a vegetação natural encontra praticamente devastada, dando lugar à atividades produtivas, principalmente a agropecuária e silvicultura. A retirada da vegetação gera problemas graves ao meio ambiente, contribuindo para a ocorrência de processos erosivos na camada superficial dos solos e comprometendo a capacidade de usos dos mesmos, evidenciada pela a baixa produtividade, o que provoca o assoreamento dos rios e a redução de sua vazão, além de causar o desaparecimento de várias espécies animais e vegetais.
O alto curso do rio Inhambupe, tem afluentes com regimes intermitentes, em razão de sua nascente localiza-se em clima semi-árido.
A mata ciliar que exerce uma função extremamente importante, no que se refere à proteção dos mananciais, ou evitar o solapamento das encostas e o aporte de sedimentos nos leitos dos rios, o que provoca seu assoreamento. É praticamente inexistente e está restrita a faixa estreita e descontínua ao longo do rio Inhambupe.
A vegetação de cerrado localizadas na margem direita do rio Inhambupe abrangendo terras dos municípios de Água Fria e Inhambupe, em sua grande parte foi devastada, dando lugar a extensas áreas reflorestadas com eucaliptos e pinhos. A situação da Bacia do Rio Inhambupe preocupa porque até o momento não há nenhuma ação que vise proteger e recuperar essa bacia.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. Uso atual das terras: Bacias do recôncavo Norte e do Rio Inhambupe. Salvador: SEI,2003.
Bacia Hidrográfica do Rio Inhambupe. CRA,2001.
Apoio e colaboração com texto e fotos da Cachoeira do Alecrim do professor Gilson Santana.
E as fotos das outras cidades tive o apoio de Rafael Olimpo de Teofilândia.