Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Redação do Enem que desrespeitar direitos humanos receberá nota zero


Entre as regras a serem seguidas pelos candidatos que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na elaboração da prova de redação está o respeito aos direitos humanos. Quem defender ideias avaliadas como contrárias aos direitos humanos poderá receber nota zero na redação. De acordo com a Cartilha do Participante – Redação no Enem 2017, divulgada dia 16 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), algumas ideias e ações serão sempre avaliadas como contrárias aos direitos humanos, como: defesa de tortura, mutilação, execução sumária e qualquer forma de “justiça com as próprias mãos”, isto é, sem a intervenção de instituições sociais devidamente autorizadas. 

Também ferem os direitos humanos, a incitação a qualquer tipo de violência motivada por questões de raça, etnia, gênero, credo, condição física, origem geográfica ou socioeconômica e a explicitação de qualquer forma de discurso de ódio voltado contra grupos sociais específicos. Segundo o Inep, apesar de a referência aos direitos humanos ocorrer apenas em uma das cinco competências avaliadas, a menção ou a apologia a tais ideias, em qualquer parte do texto, pode anular a prova.

No ano passado, quando o tema da redação foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”, foram anuladas as redações que feriram os direitos humanos porque incitaram ideias de violência ou de perseguição contra seguidores de qualquer religião, filosofia, doutrina, seita, inclusive o ateísmo ou quaisquer outras manifestações religiosas, além de ideias de cerceamento da liberdade de ter ou adotar religião ou crença e que tenham defendido a destruição de vidas, imagens, roupas e objetos ritualísticos. De acordo com o Inep, a prova de redação do Enem sempre exigiu que o participante respeite os direitos humanos, mas, desde 2013, o edital do exame tornou obrigatório o respeito ao tema, sob pena de a redação receber nota zero. 

A prova de redação, que será aplicada no dia 5 de novembro, exige a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. O candidato deve apresentar uma proposta de solução para o problema proposto, a chamada intervenção, respeitando os direitos humanos Também deve ser apresentada uma referência textual sobre o tema. Com informações da Agência Brasil.

Direitos reservados a Alta Pressão Notícias®

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Temer agora vê conspiração contra ele. Para Dilma, golpe ficou escancarado

Um dia em que tudo pode acontecer e tudo pode ser adiado. Esta é a avaliação de analistas legislativos sobre esta terça-feira (17) na capital do país, que tem as atenções voltadas para a abertura, às 10h, da reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara – que vai começar a apreciar o relatório da denúncia contra o presidente Michel Temer. É grande também a expectativa, no Senado, sobre adiamento ou não, da votação que vai decidir sobre a suspensão do senador Aécio Neves(PSDB-MG).
Está sendo aguardada ainda, a apresentação de um pedido da defesa da ex-presidenta Dilma Rousseff ao Supremo Tribunal Federal (STF) relacionado à ação que solicita a anulação do impeachment. A defesa considera que o processo de destituição de Dilma está a cada dia mais desmoralizado e o golpe, escancarado. Ela pretende solicitar que o conteúdo da delação do lobista Lúcio Funaro, divulgado no último final de semana, seja juntado aos autos do mandado de segurança que pede anulação do impeachment, em tramitação na Corte. Funaro afirmou ter entregue R$ 1 milhão ao ex-deputado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, hoje preso, para a compra de votos de deputados com o intuito de que votassem pelo afastamento da presidenta, no ano passado.
Já no STF, saiu esta manhã a determinação do tribunal de que a votação sobre o caso Aécio Neves no Senado seja aberta.
Conspiração
Embora tenha liderado, ao lado do es-deputado Eduardo Cunha e do senado Aécio Neves o golpe que derrubou Dilma Rousseff, atolado em denúncias e com taxas de aprovação na casa de 3%, Michel Temer se diz agora vítima de um golpe.  Temer escreveu carta a deputados e senadores se defendendo de acusações e se diz vítima de “uma campanha implacável com ataques torpes e mentirosos” e que há uma “conspiração” para derrubá-lo do cargo.
A carta foi enviada a parlamentares da base aliada e da oposição no momento em que a segunda denúncia da Procuradoria-geral da República (PGR) contra ele está sendo analisada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Os últimos dias foram também de aparente desgaste na relação entre Temer e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), seu sucessor imediato caso o peemedebista seja afastado. Pelo portal das Câmara foram vazados trechos da delação do doleiro Lúcio Funaro e até o número do telefone privativo do presidente, encontrado em agenda do amigo e ex-ministro, agora prisioneiro, Geddel Vieria Lima.
Depois da delação de Funaro, que disse que todas as ações de Cunha estavam ligadas a Michel Temer, o Palácio do Planalto passou a adotar a estratégia de fazer com que a denúncia seja votada no plenário da Câmara o quanto antes.
Se tudo correr dentro do prazo previsto, a votação do relatório será feita na quinta-feira (19). Mas para isso, é preciso que a Câmara realize, a partir das 9h de hoje, a última sessão plenária que permitirá o cumprimento do prazo regimental para apreciação da denúncia. Se não houver quórum suficiente, o trabalho da CCJ sofrerá atrasos – o que a base aliada do governo tenta evitar.
Se forem postergados os trabalhos de discussão do relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) sobre a denúncia contra o presidente e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-geral da Presidência), as discussões podem até ser iniciadas, mas a votação do texto na CCJ pode ficar para a próxima semana, o que levará a votação da matéria no plenário da Casa para meados de novembro.
Voto aberto no Senado
Fonte: https://www.carosamigos.com.br/index.php/politica/11038-temer-agora-ve-conspiracao-contra-ele-para-dilma-golpe-ficou-escancarado

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Programação da Festa de Nossa Senhora da Conceição em Inhambupe de 28/11 a 08/12/2017



JHUNNER LUZ É FLAGRADO GRAVANDO NOVO CLIPE




O Artista de INHAMBUPE "Jhunner Luz" Liderança da equipe E.X.D foi flagrado por uma fã na estação de trem de Alagoinhas fazendo seu novo vídeo clipe com Dançarinos da cidade. (DECIDIMOS NÃO MOSTRAR A FOTOGRAFIA DO MOMENTO, PARA NÃO ATRAPALHAR SUAS PRODUÇÕES) 
Jhunner Luz é ex DJ e agora está na CENA MUSICAL mostrando sua voz e talento que tem de sobra. O vídeo segundo o cartaz que já saiu, vai ser lançado dia 21 de outubro no CANAL NO YOUTUBE Hit Do Interior ás 18h. Um Canal de vídeos e músicas de jovens que produz musicalidade. O Artista está preparando uma nova etapa de sua vida que é fazer com quê seus videos chegue ate um Programa de TV, assim que o mesmo lançou o cartaz oficial diversos jovens e pessoas da sua rede social começaram a compartilhar no STATUS DO WHATSAPP dando uma força ao Jhunner Luz que promete arrebentar nas suas novas apresentações. 


ESPERAR PRA VÊ NE???  SUCESSO SEMPRE JHUNNER LUZ.  


 

domingo, 15 de outubro de 2017

Você sabe como surgiu o Dia do Professor?

 Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro. Mas poucos sabem como e quando surgiu este costume no Brasil.
No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A idéia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.
Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao Professor.
Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como “Caetaninho”. O longo período letivo do segundo semestre ia de 01 de junho a 15 de dezembro, com apenas 10 dias de férias em todo este período. Quatro professores tiveram a idéia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano. 
O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15 de outubro, data em que, na sua cidade natal, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. Com os professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a idéia estava lançada, para depois crescer e implantar-se por todo o Brasil.
A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias".

Dia do Professor em outros países:
Estados Unidos: National Teacher Day - na terça-feira da primeira semana completa de Maio.
World Teachers’ Day - UNESCO e diversos países - 5 de Outubro
Tailândia - 16 de Janeiro
Índia - 5 de Setembro
China - 10 de Setembro
México - 15 de Maio
Taiwan - 28 de Setembro
Argentina - 11 de Setembro
Chile - 16 de Outubro
Uruguai - 22 de setembro

Paraguai - 30 de Abril

Fonte: http://www.portaldafamilia.org.br/datas/professor/diaprof.shtml

sábado, 14 de outubro de 2017

Deputado evangélico envia à AL-BA projeto que cria dia para comemorar Reforma Protestante

Deputado evangélico envia à AL-BA projeto que cria dia para comemorar Reforma Protestante
Arimatéia é de partido ligado à Igreja Universal | Foto: Divulgação/ PRB
Pastor, o deputado estadual José de Arimatéia (PRB) enviou à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) um projeto de lei em que sugere a criação do “Dia Estadual em Comemoração à Reforma Protestante”. De acordo com o texto, publicado no Diário do Legislativo, a data seria comemorada em 31 de outubro. Este foi o dia em que, no ano de 1517, Martinho Lutero, precursor da reforma, publicou na porta da igreja de Wittemberg, na Alemanha, as 95 teses que criticavam a conduta da Igreja Católica. 

O fato é considerado um marco inicial para o movimento reformista cristão. No projeto, o parlamentar, que faz parte de um partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, também pede que a data integre o calendário oficial de eventos da Bahia. Ele justifica que o dia serve para “ratificar a importância da Reforma Protestante na história da humanidade e também para homenagear os mais de 2,4 milhões de pessoas que se declararam protestantes na Bahia”. Recentemente, uma proposta, também de teor religioso, gerou polêmica na Casa. A Mesa Diretora da AL-BA aprovou um projeto de resolução do deputado Pastor Sargento Isidório (Avante) para instalar no plenário de votações um monumento ao “Deus de Israel, o vivo”. A obra gerou críticas de colegas, que acusaram Isidório de ferir a Constituição do Brasil, que prega a laicidade do Estado. 

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/213496-deputado-evangelico-envia-a-al-ba-projeto-que-cria-dia-para-comemorar-reforma-protestante.html

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Fotos da Missa Festiva de Nossa Senhora Aparecida em Inhambupe (1210-2017)



























Aconteceu na noite dessa quinta-feira(12) a missa festiva de Nossa Senhora Aparecida na Matriz de Inhambupe, antes teve a procissão saindo da Igreja Nossa Senhora Aparecida no Bairro de Urbis e logo após aconteceu a missa.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida completa 300 anos

Multidão de romeiros se dirige ao complexo que abriga a Basílica, em Aparecida, no Vale do Paraíba; romeiros caminham até 500 km para agradecer à santa

A cidade de Aparecida, no Vale do Paraíba, a 170 km de São Paulo, celebra nesta quinta-feira, 12, uma data especial: há 300 anos, pescadores encontraram no rio Paraíba do Sul a imagem de Nossa Senhora Aparecida, santa que se tornaria um dos principais símbolos da fé católica no Brasil – desde 1980, é, por lei, a padroeira nacional – e daria origem a um dos maiores centros de peregrinação católica do país, além de inspirar o feriado nacional que se comemora hoje.

A previsão é que o complexo que abriga a Basílica de Nossa Senhora Aparecida receba cerca de 700 mil pessoas neste feriado. “Só amanhã [dia 12], a gente espera um público de 200 mil visitantes”, afirmou o padre José Inácio de Medeiros, superior provencial dos redentoristas de São Paulo, congregação que administra o santuário. “Estamos muito felizes porque identificamos um aumento de visitação de 25% no período da novena. Isso é muito bom.”

Segundo o padre, um dos responsáveis pela organização do jubileu, a Basílica precisou encomendar 200 mil hóstias para alimentar a fé de romeiros que vêm do país inteiro. Muitos deles vão ao santuário a pé, percorrendo distâncias de centenas de quilômetros, caminhando ao lado de rodovias movimentadas como a via Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro e é o principal acesso a Aparecida.

Quem veio de longe também foi a família Passos. Ivanilde dos Passos, 62 anos, se deslocou de Florianópolis com os filhos, o marido, a cunhada e a sobrinha para prestar homenagens a Nossa Senhora Aparecida pelo 15º ano seguido. “Comecei a vir porque tinha um problema na perna. E, depois que alcancei a graça [ficar curado], não parei mais”, disse a aposentada.
Luciene dos Passos, 36 anos, filha de Ivanilde, afirmou que a fé da mãe é contagiante. “Depois que ela começou a vir, a família inteira agora também vem. A gente herdou isso tudo dela”, disse. Já a sobrinha, Narcisa Lucia Martins, veio por um motivo a mais. “Depois que meu filho melhorou da doença que tinha, nunca mais deixei de vir para agradecer à nossa mãe”, afirmou.
Também foi por causa dos filhos que Êndrica Chagas passou a vir todo ano para a festa da padroeira. Ela, o marido e as duas filhas vieram de ônibus de Cariacica (ES). “O médico tinha dito que eu não iria engravidar. Depois que consegui, nunca deixei de vir aqui agradecer a Nossa Senhora, porque sempre rezei muito para ela”, disse. Ela batizou as filhas de Maria Alice e Maria Helena em homenagem à santa – a denominação Nossa Senhora se refere a Maria, mãe de Jesus Cristo.

Pé na estrada

Tem quem venha de carro, como Wanderlei, de ônibus, como Êndrica, e quem percorra distâncias tão grandes quanto, mas a pé. O fotógrafo David Borges, 24 anos, é de Sertãozinho e realizou a viagem de cerca de 500 km em 17 dias, carregando uma pesada mochila nas costas. Ele acompanhou um amigo que veio cumprir uma promessa. “O maior perrengue foram as dores. É muito longe, né?”, afirmou. “Minha mãe é evangélica, mas  minha avó é muito católica, então, dedico essa conquista a ela. Vou repetir sempre essa caminhada agora”, promete.
Chama também a atenção o número de pessoas que chegam antes à cidade e decidem acampar pelos gramados próximos à Basílica para esperar o dia da festa da padroeira do Brasil. É o caso da família Carmo, que veio de Lafaiete (MG) e praticamente montou uma casa no acampamento, com direito até a uma cozinha improvisada.
Fonte: http://veja.abril.com.br/brasil/padroeira-do-brasil-nossa-senhora-aparecida-completa-300-anos/

Projeto que prevê modificações na Lei Maria da Penha é aprovado no Senado

Projeto que prevê modificações na Lei Maria da Penha é aprovado no Senado
Foto: Reprodução/ EBC
O projeto que altera a Lei Maria da Penha para permitir ao delegado de polícia conceder medidas protetivas de urgência para vítimas de violência doméstica foi votado em caráter simbólico no Senado nesta terça-feira (10). Pela legislação em vigor essa é uma prerrogativa exclusiva dos juízes. O texto agora segue para sanção do presidente Michel Temer. De acordo com o projeto, a concessão de medidas protetivas de urgência pelo delegado só será admitida em caso de risco real ou iminente à vida ou à integridade física e psicológica da mulher e de seus dependentes. Nessa hipótese, depois de aplicar as medidas, a autoridade policial terá de comunicar a decisão ao juiz em até 24 horas, para que ele possa manter ou rever essa intervenção.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/213433-projeto-que-preve-modificacoes-na-lei-maria-da-penha-e-aprovado-no-senado.html

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Itabuna e Camaçari estão entre 10 cidades mais mortíferas para jovens, diz Unicef

Itabuna e Camaçari estão entre 10 cidades mais mortíferas para jovens, diz Unicef
Itabuna é 4ª mais violenta para jovens /Foto: Reprodução
Itabuna, no sul do estado, e Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), estão entre as dez cidades que mais matam adolescentes no país. Os dados são de um estudo coordenado da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) que investiga o IHA (Índice de Homicídios na Adolescência) (veja mais aqui). Segundo a pesquisa, publicada pelo UOL, Itabuna tem IHA de 11,88 para cada grupo de mil jovens entre 12 e 18 anos de idade. A cidade do sul baiano saltou de 24 mortes esperadas em 2013, para 37 em 2014, último ano de referência da pesquisa. Já Camaçari é o quarto município com mais risco de morte para adolescentes no Brasil, com IHA de 10,64. Segundo os autores da pesquisa, “uma sociedade não violenta deveria apresentar valores não muito distantes de zero e, certamente, inferiores a 1”. Para ter ideia dos índices das duas cidades baianas, o estudo considerou grave o índice brasileiro, de IHA de 3,65 jovens assassinados em cada grupo de mil. A pesquisa é feita em parceria com o Ministério dos Direitos Humanos do Brasil, o Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/municipios/noticia/11025-itabuna-e-camacari-estao-entre-10-cidades-mais-mortiferas-para-jovens-diz-unicef.html

terça-feira, 10 de outubro de 2017

83% dos brasileiros acham que pessoas comuns podem fazer a diferença no combate à corrupção

 Apesar de estarem divididos em relação aos esforços do governo para combater a corrupção, os brasileiros parecem cada vez mais convencidos de que podem ajudar a resolver o problema que consome recursos públicos, interfere no crescimento econômico e abala a imagem internacional do país.
Pesquisa da Transparência Internacional divulgada nesta segunda-feira indica que 83% dos brasileiros acreditam que pessoas comuns podem fazer a diferença no combate à corrupção. É o maior percentual da pesquisa feita em 20 países da América Latina. Logo abaixo aparecem Costa Rica e Paraguai, ambos com 82%.
Em contrapartida, 56% dos brasileiros acham que o governo não está fazendo um bom trabalho para sanar o problema.
O Brasil também atinge a maior taxa na América Latina e Caribe no empenho para levar adiante um caso de corrupção: 71% dos entrevistados dizem que passariam um dia num tribunal para relatar casos de suborno. Depois do Brasil, estão Uruguai (70%) e Costa Rica (66%).
Os mesmos três países - Uruguai, Costa Rica e Brasil - aparecem entre os três que mais concordam com a frase: "se eu testemunhasse um caso de corrupção, eu me sentiria obrigado a reportá-lo".

Impeachment

O levantamento foi feito com 22.302 pessoas entre maio e dezembro de 2016.
No Brasil, o período em que a pesquisa foi feita coincidiu com o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Foram 1.204 entrevistados entre 21 de maio de 2016 e 10 de junho de 2016.
Apesar de admitir que o clima daquele momento possa ter influenciado as respostas dos entrevistados, Fabiano Angélico, consultor sênior da Transparência Internacional no Brasil, afirma que a pesquisa levanta pontos positivos e importantes no combate à corrupção.
"Quando a pesquisa foi feita tinha protesto e pessoas nas ruas, pode ter um viés sim. Mas, por mais que o papel de combater a corrupção seja dos órgãos públicos, em nenhum lugar do mundo essa luta não prosperou sem o envolvimento da sociedade", observa Angélico.
O levantamento assinala que relatar corrupção é um ato que exige coragem na América Latina porque 28% dos que denunciaram suborno dizem ter sofrido retaliações.
Ainda de acordo com a pesquisa, a propina é um dos tipos de corrupção mais experimentados pelos latino americanos. A Transparência Internacional estima que 90 milhões de pessoas na região já pagaram propina para ter acesso a serviços públicos básicos, como saúde e educação.
O Brasil, nesse quesito, aparece como exceção. Segundo o estudo, o brasileiro é o que menos paga propina para ter acesso a serviços públicos e é o mais disposto a denunciar a prática.
Ainda assim, 78% dos entrevistados disseram que a corrupção aumentou - na frente do Brasil nesse quesito, apenas Venezuela (87%), Chile (80%) e Peru (79%).

Grande e pequena corrupção

"É muito importante diferenciar a grande corrupção da pequena. Elas têm dinâmicas diferentes e tudo indica que não acontecem na mesma proporção no Brasil. Aqui a grande parece ser sistêmica e a pequena não", explica Fabiano Angélico.
O consultor da Transparência Internacional se refere à corrupção chamada de rua ou de balcão. É, por exemplo, o dinheiro pago ao policial para se livrar de uma multa, ao médico para ser atendido num hospital público ou a um diretor de escola para conseguir matricular uma criança.
Ao tentar medir a "pequena corrupção", que incluiu situações como as citadas acima, a Transparência Internacional contabilizou que apenas 11% dos brasileiros declararam ter pago propina nos 12 últimos meses antes da pesquisa para ter acesso a serviços públicos.

"Apesar de ser o menor da América Latina, esse número é alto se comparado aos países escandinavos", diz Angélico, emendando que "11% não é um número bom nem desejado".

Delator

Apesar de a pesquisa indicar que o brasileiro apoia quem denuncia a corrupção, Angélico diz que ainda falta ao país uma legislação que proteja delatores.
"Corrupção acontece sempre no escuro e é difícil desvendá-la se não houver um denunciante", observa.
Ele conta que quando o Congresso discutia o pacote de medidas contra corrupção, tentou-se elaborar um texto com direitos e deveres para denunciantes. Congressistas, contudo, rejeitaram a proposta.
"A pesquisa mostra que as pessoas estão dispostas a reportar corrupção e também acreditam em instituições de controle a ponto de gastar um dia num tribunal para relatar casos de suborno".

Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/brasil-41559916

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Deputados tentam criar marco da censura na internet e repercussão obriga Temer a recuar

Deputados tentam criar marco da censura na internet e repercussão obriga Temer a recuar
Foto: Reprodução/ Jornal GGN
Onze deputados baianos votaram a favor da minirreforma política aprovada na madrugada da última quinta-feira (5) em Brasília. Exatamente a metade daqueles que ainda estavam na sessão iniciada na noite do dia anterior. Para além dos retalhos da pseudo-reforma, que criou um fundo de R$ 1,7 bilhão e aprovou, entre outras medidas, o fim das coligações proporcionais a partir de 2020 e uma cláusula de barreira para partidos políticos, esses mesmos 11 baianos votaram a favor da magistral emenda do deputado Aureo (SD-RJ).

 No auge do altruísmo, o parlamentar carioca propôs que o Brasil de 2017 convivesse com a mordaça contra críticas a partidos, coligações ou candidatos nas redes sociais. A medida, subjetiva em todos os sentidos, exigiria que os provedores de internet, aplicativos ou redes sociais apagassem, após denúncia, qualquer “ofensa” à honra dos políticos. A emenda foi aprovada, em meio à minirreforma, e passou despercebida até que veículos de comunicação perceberam o risco da medida. Esse Brasil de 2017, supostamente vivendo uma democracia em que existe liberdade de imprensa e de expressão, estaria aplicando censura passível das mais diversas interpretações, ao bel prazer do denunciante. Eis que, diante da repercussão negativa, o corajoso presidente da República, Michel Temer (PMDB), foi obrigado a não adotar tal medida “impopular”. 

Por meio de nota, o Planalto garantiu que a emenda de Aureo aprovada seria vetada pelo Excelentíssimo Senhor ocupante do Palácio. No final das contas, foi um espetáculo cômico, que também foi trágico. Temer só decidiu vetar a emenda após a repercussão negativa do projeto – o próprio Aureo disse que iria solicitar que o presidente o fizesse. Ainda assim, a emenda foi aprovada pela Câmara dos Deputados, cuja maioria foi a favor que o marco da censura fosse implantado nas redes sociais. Parabéns aos envolvidos. Parabéns aos 11 baianos que deram também o voto favorável para essa esdrúxula proposta, conhecidos pelos seguintes nomes: Bacelar (Pode), Bebeto Galvão (PSB), Cacá Leão (PP), Elmar Nascimento (DEM), Erivelton Santana (PEN), José Carlos Aleluia (DEM), José Rocha (PR), Marcos Medrado (Pode), Paulo Azi (DEM), Roberto Britto (PP) e Uldurico Jr. (PV). Este trecho integra o comentário desta segunda-feira (9) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Irecê Líder FM e Clube FM.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/213234-deputados-tentam-criar-marco-da-censura-na-internet-e-repercussao-obriga-temer-a-recuar.html

domingo, 8 de outubro de 2017

Cientistas descobrem parte do cérebro em que esquizofrênicos ouvem vozes

Cientistas descobrem parte do cérebro em que esquizofrênicos ouvem vozes
Foto: Reprodução / Thecnology News
Os pacientes que sofrem de esquizofrenia podem ter uma esperança quanto ao alívio e até mesmo o fim das vozes ouvidas por eles. É que recentemente cientistas identificaram a parte do cérebro onde as "vozes" perturbam as pessoas que têm tal transtorno, utilizando para tanto, um tratamento com pulsos magnéticos. O Folha de São Paulo publicou matéria, mostrando que um terço dos pacientes submetidos a esses pulsos disseram sentir alívio "significativo" das "vozes". O tratamento de alta frequência, chamado Estimulação Magnética Transcraniana, TMS, fez a diferença no relatório de alguns pacientes que apresentaram melhoras no quadro; cerca de 35% dos que participaram da pesquisa relataram a evolução. Porém, os pesquisadores entendem que mais estudos precisam ser feitos para desenvolver o tratamento. A esquizofrenia atinge mais de 21 milhões de pessoas no mundo, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fonte:http://www.bahianoticias.com.br/saude/noticia/20259-cientistas-descobrem-parte-do-cerebro-em-que-esquizofrenicos-ouvem-vozes.html

sábado, 7 de outubro de 2017

Governo federal libera R$ 4,4 milhões anuais para UPAs da Bahia


O governo federal liberou a destinação de R$ 4,4 milhões anuais para Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da Bahia.
Conforme publicação no Diário Oficial da União desta sexta-feira (6), a União destinou R$ 1,2 milhão à unidade Genário Libório Lima, em Ipirá, no centro-norte baiano; R$ 3 milhões para UPA 24h de Feira de Santana; além de R$ 234 mil para Inhambupe, no nordeste do estado.
Fonte: http://bahia.ba/politica/governo-federal-libera-r-44-milhoes-anuais-para-upas-da-bahia/

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

OPORTUNIDADE: Correios abrem concurso para 88 vagas; remuneração chega a R$ 4,9 mil


A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos divulgou nesta quinta-feira (5/10) edital de concurso público para preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva para cargos de nível superior e médio, das áreas de medicina e segurança do trabalho. As inscrições iniciam no dia 9/10 e encerram às 22h do dia 20/10. Os interessados podem se inscrever através do site do IADES, empresa responsável pela organização do concurso. A remuneração varia entre  R$ 1.876,43 a R$ 4.903,05, dependendo do cargo, com jornada de trabalho de 4, 6 e 8 horas. O valor da taxa de inscrição é de R$ 50 para nível médio e R$ 70 para nível superior. O concurso será de âmbito nacional, com disponibilidade de vagas para todos os estado da federação,com exceção do Mato Grosso. Mais informações podem ser acessadas através do edital. 

Redação, com Aratu

Direitos reservados a Alta Pressão Notícias®