Veja no Blog

terça-feira, 3 de maio de 2016

Fotos da Assembleia Extaordinária da APLB Sindicato de Inhambupe onde teve as discussões sobre a greve da Educação































 A Greve da Educação continua e nessa manhã de segunda-feira(02) teve a Assembleia extraordinário da APLB/Sindicato falando sobre as discussões e também sobre a organização da greve que é por tempo indeterminado.

Abaixo tem as informações da APLB sobre o motivo da greve por tempo indeterminado:

 Sobre a legalidade da greve, a diretoria seguiu todos os trâmites e se muniu de documentos para provar a legitimidade da nossa ação na justiça. Os cortes de salários que muitos temem, não se dar de qualquer jeito, temos que confiar na justiça, teremos respaldo, não será tudo tão fácil assim não. O Gestor está descumprindo uma lei, é piso salarial, mudança de nivel, qualificação profissional, a Secretária de Educação com esse Decreto e essas interpretações da Lei do Piso e da reserva, para poder resolver problemas administrativos, financeiros da gestão. Transferindo a responsabilidade, dessa desastrosa gestão para os funcionários e aos serviços públicos maus prestados. A Creche sem funcionar é de uma falta de humanidade absurda, tanto para com as crianças quanto para os pais, pois eles dependem dela para a organização do seu trabalho. Os funcionários de apoio sendo sacrificados em algumas escolas de grande e médio porte trabalhando sozinho, com a sua carga horária extrapolada. Nas comunidades a falta de água, os transportes dos alunos falhando, merenda escolar que na maioria das escolas só dura 15 dias ou faltando ingredientes, material didático insuficientes sendo sempre reforçado pelo professor ou a professora. Transporte de todos os municípios vizinhos funcionando bem e transportando as crianças e adolescentes deste município para os seus, enchendo suas escolas. Um município vizinho recebeu até escola reformada com os alunos. Pense nessa situação, fechou escolas, reduziram salas de aulas, alunos do fundamental I e II, sendo transportado para fora do nosso município para estudar modalidade de ensino que tb ofertamos. As APMs uma boa parte travada, o Programa Mais Educação parado, algumas escola com esse material encostado... Tudo isso só demonstra a falta de investimentos e administração na rede educacional. Diante do exposto, foi que chegamos a essa decisão. Lembre-se "Não há conquista sem luta.". Que Deus conduza nossos passos.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Justiça determina bloqueio do WhatsApp no Brasil por 72 horas

Além de troca de mensagens, Whatsapp também permite chamadas telefônicas via internet A Justiça mandou as operadoras de telefonia fixa e móvel bloquearem o serviço de mensagens instantâneas WhatsApp em todo o país por 72 horas. A medida começará a valer a partir das 14h desta segunda-feira (2). A decisão, de 26 de abril, é do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE).
O processo que culminou na determinação de Montalvão é o mesmo que justificou, em março, a prisão de Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook, empresa dona do app, para a América Latina. O magistrado quer que a companhia repasse informações sobre uma quadrilha interestadual de drogas para uma investigação da Polícia Federal, o que a companhia se nega a fazer.
As cinco operadoras —TIM, Oi, Vivo, Claro e Nextel— já receberam a determinação e informaram que vão cumprir. Em caso de descumprimento, estarão sujeitas a multa diária de R$ 500 mil. Procurado, Montalvão não vai falar sobre o assunto. WhatsApp e Facebook ainda não se pronunciaram sobre o tema.
Consultadas, as operadoras afirmam que irão cumprir a decisão e ainda estudam se vão entrar com recurso judicial para tentar derrubar o bloqueio. O Sinditelebrasil, associação que representa o setor, está acompanhando esse processo junto às teles e ainda não definiu de que forma o setor irá se posicionar.
Apesar de as teles e o aplicativo travarem uma disputa comercial, o bloqueio é um transtorno para as operadoras. O WhatsApp funciona com mudança de registro de computadores e isso torna o trabalho de bloqueio bastante complicado para as teles, que podem ser punidas caso não consigam implementar o bloqueio plenamente.
Da última vez, a Claro foi uma das operadoras que reclamou de que o WhatsApp se valia desta particularidade técnica do serviço para furar o bloqueio intencionalmente. O aplicativo teria mudado rapidamente os registros para dificultar o bloqueio.
HISTÓRICO
Uma medida do início de abril deve dificultar ainda mais a colaboração do aplicativo com a Justiça. O WhatsApp adotou a criptografia "end-to-end" (no qual apenas as pessoas na conversa podem ler as mensagens -nem mesmo as companhias podem acessar a comunicação) em todos os seus aplicativos e em mensagens e tipos de arquivos.
Em dezembro, o WhatsApp havia sido bloqueado no Brasil por 48 horas devido a uma investigação criminal. Na ocasião, as teles receberam a determinação judicial com surpresa, mas a decisão não durou 48 horas.
O bloqueio foi uma represália da Justiça contra o WhatsApp por ter se recusado a cumprir determinação de quebrar o sigilo de dados trocados entre investigados criminais. O aplicativo pertence ao Facebook.
Em fevereiro, um caso parecido ocorreu no Piauí, quando um juiz também determinou o bloqueio do WhatsApp no Brasil. O objetivo era forçar a empresa dona do aplicativo a colaborar com investigações da polícia do Estado relacionadas a casos de pedofilia.
A decisão foi suspensa por um desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí após analisar mandado de segurança impetrado pelas teles.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/05/1766869-justica-determina-bloqueio-do-whatsapp-em-todo-o-brasil-por-72-horas.shtml

Pontinho da Dança no dia 28 de MAIO às 09h Na Praça da Matriz de Inhambupe

E Pontinho da Dança no dia 28 de MAIO as 09h Na Praça da Matriz vai acontecer de uma forma atrativa e com novidades esse ano tem (Looping, Stilleto "Dança de Salto", Dança Afro, Traços Urbanos rítmico Dança Popular.) 
Caracterizando a difusão da arte em PRAÇA PÚBLICA. Reunimos a JUVENTUDE para fazer esse ano de novo o maior evento possível de realização em COMEMORAÇÃO AO DIA INTERNACIONAL DA DANÇA. E você não vai perder essa né? Então cola com agente e vem participar. Traga 1kg de alimento não perecível, onde vai ser arrecadado para famílias carentes. 

Texto Jhunner Luz
 

TRE: Eleitores enfrentam longas filas, dormem e esperam atendimento no dia seguinte em Inhambupe

Quanto mais se aproxima o término do prazo para tirar o título de eleitor e regularizar a situação com a Justiça Federal, maior é a fila no Tribunal Regional Eleitoral  - Cartório da 44ª Zona Eleitoral, no município de Inhambupe. Até o dia 4 de maio, data do encerramento, esse atendimento será feito com 120 fichas por dia distribuídas.

Lembrando que os eleitores já enfrentavam longas filas para fazer o cadastro biométrico com apenas dois kits biométricos.

Nesta manhã de domingo (01), já havia eleitores na fila. Com cabanas improvisadas para se protegerem do sol e poeira, os eleitores continuavam chegando até o anoitecer. Todos dormem na fila para garantir o atendimento no dia seguinte. Todo este sofrimento é para tirar título ou fazer transferência.

São poucos funcionários, mas se esforçam ao máximo para atender três municípios  e o trabalho se torna cansativo para todos.

Segundo populares, o atendimento começa às 8:00h e não tem hora para terminar. Já houve caso de entrar a noite e os funcionários trabalhando. Lembrando que há funcionários do município prestando serviços no TRE.

Além dos cidadãos inhambupenses, este TRE atende os municípios de Sátiro Dias e Aporá.

Mesmo diante do atual cenário politico, seja nacional ou em cada município, o eleitor passa a noite em uma fila sem nenhuma proteção, para que na próxima eleição, todos possam exercer o seu direito de cidadão.
 
Fonte:  http://jronaldoleite.blogspot.com.br/2016/05/inhambupe-tre-eleitores-enfrentam_1.html

domingo, 1 de maio de 2016

Vitória supera Bahia por 2 a 0 no Barradão e faz boa vantagem nas finais do Baianão

Deu Vitória na primeira final do Campeonato Baiano 2016. Jogando dentro de casa, o Leão da Barra venceu o Bahia por 2 a 0 e conseguiu uma boa vantagem para o jogo decisivo da competição estadual. Agora, o Rubro-Negro pode até perder por um gol d e diferença e conquistará o certame. Já o Tricolor precisa vencer por dois de diferença para chegar ao tricampeonato do Baianão.

O clássico já iniciou com intensidade entre os atletas das duas equipes. Com menos de um minuto, Moisés passou a bola para Hernane, que sofreu desarme de Victor Ramos. No rebote, Danilo Pires chutou forte para desvio da zaga rubro-negra.


Com o gramado irregular, as equipes iniciaram a partida valorizando os chutões para chegar ao setor adversário. Entretanto, aos poucos os times passaram a trabalhar melhor com o toque de bola, com o Esquadrão em marcação avançada e arriscando mais que o seu adversário.


Aos 8, os comandados de Vagner Mancini tiveram uma boa oportunidade em contra-ataque, com Leandro Domingues disparando a defesa tricolor mas sendo interceptado por Tinga. Logo depois, aos 9, foi a vez de Marinho chutar e ver a bola desviada por Moisés.


Com nervos a flor da pele, um principio de confusão entre atletas aconteceu aos 11, quando Marinho e Juninho se estranham na lateral do campo. O árbitro Anderson Daronco amarelou os dois jogadores e acalmou os ânimos entre as duas equipes.


O Bahia volta a responder aos 16, quando Hernane passa pela zaga do Leão e passa para Thiago Ribeiro. O atacante tenta cruzar, mas a bola para em Ramon e sai pela linha de fundo. Na cobrança, Moisés pega a sobra mas chuta para linha lateral.


Com ânimos ainda exaltados, o jogo seguia com uma marcação forte e pouca valorização de jogadas. Aos 21, o cenário da partida mudou. Em bola alçada na área, Vander caiu na pequena área e Daronco marcou pênalti para os donos da casa. Depois de muita reclamação dos tricolores, que reclamaram de simulação do adversário na jogada, Diego Renan cobrou com perfeição e abriu o marcador no Manoel Barradas.


Após abrir o marcador, o Vitória passou a valorizar o jogo e procurar surpreender em erros do Bahia. Aos 30, Juninho tentou responder a sua equipe em cobrança de falta. Mas a bola foi defendida sem dificuldades pelo goleiro Caíque.


Em busca do empate, o Bahia perdeu ótima chance após erro dos zagueiros do Leão. Aos 33, Hernane e Edigar Junio partem por trás da marcação, mas o Brocador adianta muito a pelota e Caíque sai para tranquilizar a torcida anfitriã.


Aos 35 foi a vez dos atletas tricolores darem oportunidade para o rival. Em falha de Lucas Fonseca, Kieza avança rapidamente e tem chute bloqueado por Feijão. Logo depois, aos 36, Lomba anula chute contra a meta da sua equipe.


Nervoso em campo, a equipe de Doriva passou a se desarmar na defesa e via o Vitória chegar cada vez mais ao seu gol. Aos 41, Marinho passa para Leandro Domingues e o meia tenta achar Kieza, mas Tinga desvia e salva o tricolor.


Com melhor passe de bola, o Vitória não teve dificuldades para chegar ao segundo gol. Aos 43, Amaral recebeu belo passe de Vander e chutou de primeira para fazer um belo gol. Na volta do jogo, Edigar Junio respondeu rapidamente e chutou no cantinho para fazer Caíque se esticar todo e fazer bela defesa. Depois foi a vez de Thiago Ribeiro, que soltou uma bomba defendida pelo arqueiro rubro-negro. 


No inicio do segundo tempo, o Bahia já teve um problema nos primeiros minutos da etapa complementar. Aos três, Edigar Junio recebeu lançamento e sentiu dor na coxa, sendo substituído por Luisinho.


Prezando pela velocidade, o Vitória quase chegou ao terceiro aos seis, quando Marinho entrou pela intermediária, deixou o defensor no chão e chutou para defesa segura de Marcelo Lomba. Na resposta, o Bahia teve chance com Luisinho, que chutou cruzado e viu a bola passar por cima da meta do Leão.


Com um jogo mais lento, as chances de gol diminuíram para as duas equipes. Aos 14, Marinho cruzou a bola para Vander, que fez o corte no marcador e chutou em cima do arqueiro tricolor. Tocando mais a bola, o Esquadrão de Aço chegava mais e mais a pequena área dos anfitriões, mas sem conseguir acertar no último passe. 


Efetuando mudanças para mudar o panorama do jogo, Doriva não conseguia sair do domínio rubro-negro, que seguia com mais perigo nos seus lances ofensivos. Aos 34, o jogo passou a ficar mais violento, com duras investidas dos dois lados.


Nos minutos finais, o Vitória colocou o rival "na roda" e fazia a torcida comemorar no Barradão. Já o Bahia tentava a reação, mas seguia com dificuldades de finalizar e levar perigo aos anfitriões. Aos 44, Kieza recebeu ótimo lançamento de Flávio e deu um quase voleio para defesa de Marcelo Lomba. Na cobrança, a defesa visitante conseguiu afastar o perigo.


Agora, as duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo (8), às 16h, na Arena Fonte Nova. Para ser campeão, o Vitória precisa apenas empatar ou perder por um gol de diferença. Já o Bahia tem que fazer dois ou mais gols de vantagem para reverter a vantagem do Leão.


FICHA TÉCNICA Vitória x Bahia  Campeonato Baiano (1º jogo da final)
Local: Barradão, em Salvador  
Data: 01/05/2015  
Horário: 16h  
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)  
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Guilherme Dias Camilo (Fifa/-MG)
Cartão Amarelo: Marinho, Juninho, Victor Ramos, Leandro Domingues, Amaral, Luisinho, Feijão Gol:Diego Renan, Amaral
Vitória: Caíque; José Welison, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Marcelo), Willian Farias e Leandro Domingues (Flávio); Vander (Alípio), Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Éder e Moisés; Feijão, Danilo Pires, Juninho (Gustavo Blanco), Thiago Ribeiro (Henrique) e Edigar Junio (Luisinho); Hernane Brocador. Técnico: Doriva.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/esportes/vitoria/14183-vitoria-supera-bahia-por-2-a-0-no-barradao-e-faz-boa-vantagem-nas-finais-do-baianao.html

Nota da Professora Nildete confirma que a greve da Educação de Inhambupe é legal

Texto da Professora Nildete

"Então senhor gestor, se tem responsabilidades com os munícipes e em especial com a educação em Inhambupe, é chegada a hora de sentar com a categoria e cumprir a nossa pauta de reivindicações e somente assim tiraremos o LUTO. Até a data presente estamos de Luto, por tudo que vivenciamos na sua gestão . 

Como educadora, passei um ano na Escola Ponte Real, 2013 escrevendo no papel metro por que na sala do 7º ano em 2013 não tinha quadro negro. Como professora na Escola Municipal Ponte Real testemunhei a falta da merenda, do material didático e do transporte escolar durante os anos de sua gestão.Testemunhei e registrei em diários de classes a falta do transportes escolar e descumprimento dos 200 dias letivos, conforme prevê a LDB. Como professora tive meu décimo terceiro pago com atraso, sendo a primeira parcela paga em 20 de dezembro e a segunda parcela paga em 30 de dezembro, descumprindo a Lei. Mais curiosamente recebi contra cheque que afirma que o décimo terceiro foi pago em novembro, a primeira parcela. Alguém recebeu a primeira parcela em novembro? O gestor pode explicar tal ato? Como professora venho recebendo meus proventos com atrasos, chegando o cúmulo de receber o mês de dezembro, em 30 de janeiro. 

É assim que tem compromisso com os munícipes? Iniciamos 2016 com uma vasta pauta de reivindicação e mostrando o descontentamento da classe com a sua gestão e com quem assume a pasta da educação. Fomos de preto e com faixa para a jornada pedagógica para claramente afirmar o nosso descontentamento. Inicíamos o ano letivo de 2016 com as escolas sem material suficiente para as atividades, a rede física das escolas em péssimas condições de trabalho, com banheiros quebrados, vasos sanitários sem descargas, laboratório de informática sem condições de uso, com o forro que ameaça cair, transporte escolar funcionando precariamente. Professores concluíram suas faculdades e não tiveram seus níveis reconhecidos; Professores se qualificaram e seus títulos até hoje não foram reconhecidos;          

O professor do fundamental I não recebe regência; O retroativo do piso em 2015 não recebemos até a data dessa publicação. Já existem registros nos diários de classes de alunos que não fizeram atividade avaliativa por que não teve o transporte para vir à escola. O piso salarial do professor é lei e tem data prevista para ser cumprida, janairo de 2016. Na lei não possibilita ao gestor interpretar de sua forma e simplesmente conceder ao professor classes A; B e C e ainda retirar os direitos já adquiridos desses professores.

O último decreto com 16 aulas para o diurno e 18 aulas para o noturno fere uma lei federal, que assegura dois terços em sala de aula e um terço para reserva de carga horária. Gostaria que o senhor gestor citasse um estado ou uma cidade do Brasil com essa organização de jornada de trabalho. Por que no estado da Bahia são 13 aulas e mais um terço para reserva de carga horária. Agora eu pergunto, será que o país todo está errado e só Inhambupe, no último ano de Gestão está correta? Lembrando, faltam 7 meses. Nós profissionais da educação queremos educação de qualidade, com condições dignas de trabalho e
remuneração de acordo aos serviços prestados. Somos pais e mães de famílias e muitos de nós têm filhos estudando nas escolas municipais. Por essas razões senhor gestor é que a nossa greve é legal".

Nota de esclarecimento da APLB/SINDICATO NUCLEO de Inhambupe sobre a Greve

SENHORES PAIS, ALUNOS E COMUNIDADE INHAMBUPENSE, nós professores da rede municipal de educação dessa cidade, representado pela APLB/SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO, viemos tornar público o que nos levaram a deflagrar a GREVE GERAL na rede municipal de ensino. Visto que mediante o descaso do gestor atual Benoni Leys e a Secretária de Educação, vem descumprindo as leis federais que regem a nossa educação.
A exemplo de:
•    Descumprimentos dos 200 dias letivos, como prevê a LDB número 9394/ 96;
•    Merenda insuficiente ( apenas 15 dias) e de péssima qualidade;
•    Falta de material didático;
•    Transporte escolar em péssimas condições de uso e superlotados;
•    Paralisação dos transportes durante diversos dias no decorrer dos últimos anos.
•    As estruturas físicas das escolas em péssimas condições de funcionamento;
•    Perda de alunos para outros municípios visto que o prefeito e a secretária não assegura o funcionamento regular dos transportes;
•    Fechamento das escolas, assim como empréstimo de prédios para as cidades vizinhas;
•    A única creche do município não está funcionando há seis meses; 
•    Professores mesmo com muitas dificuldades concluíram suas faculdades e hoje não tem seus níveis reconhecidos;
•    Profissionais da Educação recebendo seus pagamentos em atraso e cortes indevidos e inexplicáveis;
•    Retroativo do reajuste salarial de quatro meses do ano de 2015 que não foram pagos  até a presente data;
•    O reajuste do piso salarial do ano de 2016 determinado por lei federal com vigência de janeiro de 2016 não foi pago;
•    Os contracheques, direito de todos os servidores que por lei deve ser disponibilizado para o servidor antes da data do seu vencimento. Nessa gestão é preciso faltar um dia de trabalho para preencher um agendamento solicitando o mesmo.
•    Criação de decreto que amplia a carga horária dos professores do fundamental II violando a Lei Federal, que não se aplica em nenhum município vizinho.

DIANTE DO EXPOSTO, CONVIDAMOS TODA COMUNIDADE INHAMBUPENSE A PARTICIPAR DOS MOVIMENTOS DE LUTA. AGRADECEMOS O APOIO A COMPREENSÃO DE TODOS.
PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Embasa pede reajuste de 10,97% em taxas de água e esgoto

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) solicitou reajuste de 10,97% das tarifas de água e esgoto nos municípios onde atua. O pedido foi feito à Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), que divulgará a decisão no Diário Oficial do Estado. Caso seja aceito, o aumento será aplicado de forma linear nas tarifas cobradas atualmente. O aumento, que é anual, está previsto em lei e é baseado na variação da inflação e em parâmetros como a elevação de custos fixos. Se o pedido da Embasa for acatado pela Agersa, a tarifa residencial social, por exemplo, passará de R$ 10,30 para R$ 11,43.
 
Fonte:  http://www.bahianoticias.com.br/noticia/189776-embasa-pede-reajuste-de-1097-em-taxas-de-agua-e-esgoto.html

sábado, 30 de abril de 2016

Polícia Militar de Inhambupe/Riacho da Guia e Centro de Alagoinhas montaram um cerco e prenderam 5 indivíduos



Por volta das 11:00 dessa sexta(29), a Polícia Militar de Inhambupe/Riacho da Guia e Centro de Alagoinhas montaram um cerco e prenderam 5 indivíduos a bordo de um Palio prata de Alagoinhas, placa JPX-6780, e que realizaram 4 assaltos a pessoas em Inhambupe. 
Foram apreendidos um revólver calibre 38, 5 aparelhos de telefones celulares e o veículo. Foram autuados em Flagrante Delito: 1-Venilson dos santos silva,19; 2-Michael Ricardo santos de souza,24; 3-Ygor Souza Conceição,19; 4-Augusto Muller Costa Brandão,18; 5-Marcos Vinicius santos,22. Todos moradores do Barreiro de Cima na cidade de Alagoinhas.

Fonte: Polícia Civil

Assista os vídeos da Sessão da Câmara de Vereadores de Inhambupe de terça-feira(26-04-2016)


sexta-feira, 29 de abril de 2016

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA PREFEITURA SOBRE A GREVE DA EDUCAÇÃO DE INHAMBUPE

Em virtude do movimento grevista na rede municipal de ensino, a Prefeitura Municipal de Inhambupe/BA vem a público fazer os seguintes esclarecimentos:
1- O Governo Municipal de Inhambupe sempre pautou pelo diálogo por meio de reuniões sucessivas, inclusive com a presença do prefeito, Secretaria de Educação, Jurídico, Adm. Planj. Finanças e Controladoria debatendo todos os pontos reivindicados pela categoria;
2- Mesmo diante das reivindicações feitas pela APLB, a Prefeitura Municipal de Inhambupe garantiu o Piso salarial aqueles que não estavam dentro do mesmo, informou que iria manter o nível de remuneração dos professores entre os melhores da região, além de garantir que as mudanças de nível seriam feitas gradativamente;
3 – O governo não retirou dinheiro nem benefícios de nenhum professor, muito pelo contrário, o governo adequou o PISO NACIONAL, nos anos de 2013, 2014 e 2015 apesar do município já estar passando por dificuldades, devido a queda de receitas, não podendo atender as propostas, o mesmo fez, além de ter dado mudança de nível de graduação e pós-graduação a mais de setenta professores por entender que assim valoriza o ensino municipal.
4 – O que causa estranheza é que APLB que pediu a adequação do município ao PISO NACIONAL venha agora com ataques ao governo. Isso é de um contrassenso, é de uma incoerência gritante e nos obrigam a reestabelecer a verdade dos fatos e alertar aos munícipes sobre essa prática equivocada.
5 – O Município de Inhambupe, como inúmeros do Brasil vem passando uma situação financeira atípica, devido a diminuição de receitas, acarretando danos como diminuição de despesa, e uma delas é o índice de pessoal que está alto, onde devemos atender a Lei de Responsabilidade Fiscal 101/00, nos artigos 20, 23 e 66.
6 – A Prefeitura Municipal de Inhambupe apresentou proposta de retomada das negociações todas às vezes que foi procurada, a fim de comtemplar alguns itens que estivesse ao alcance da prefeitura, pois não poderia galgar reajustes já que não há uma evolução positiva das receitas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb);
7- Mesmo acatando algumas propostas apresentadas e em negociação de outras propostas a decisão do movimento resolveu foi de deflagrar a greve.
8 – Diante de diversas paralisações durante este ano realizada pela APLB, relatando as reivindicações, onde na sua maioria foi atendida, atrapalhando assim, o andamento do ano letivo é que comunicamos a toda população que os estabelecimentos da rede de ensino continuam com suas atividades normais, bem como o transporte escolar, dando continuidade ao ano letivo de 2016. O Governo Municipal mantém o compromisso e a responsabilidade pela Educação.
Inhambupe, 29 de abril de 2016.
Benoni Eduard Leys
Prefeito Municipal

Fonte: https://prefeituradeinhambupe.wordpress.com/2016/04/29/nota-de-esclarecimento-6/

Pesquisa indica redução no número de celulares pré-pagos na Bahia



Os celulares pré-pagos seguem predominantes, mas a presença deles caiu nos últimos três anos na Bahia e em Sergipe. Segundo pesquisa divulgada pelo jornal Correio, os chips pré-pagos representavam 90,3% da telefonia móvel em 2013. No ano seguinte a porcentagem baixou para 87,6% e no ano passado caiu para 86,7%. Os números são do levantamento ComTech, realizada anualmente pela Kantar WorldPainel. Os chips pós-pagos seguem o caminho contrário. Eles representavam 6,7% do mercado de telefonia móvel em 2013. O índice passou para 7,2% no ano seguinte e chegou a 7,7% em 2015. O estudo que avalia Bahia e Sergipe aponta que a retração nos pré-pagos é maior entre as classes C, D e E. Segundo a Kantar, o motivo é a redução no número de celulares com dois chips e a maior procura pelo uso de dados de internet.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/189702-pesquisa-indica-reducao-no-numero-de-celulares-pre-pagos-na-bahia.html

Inadimplência é a maior em cinco anos, afirma Banco Central



A taxa média de juros cobrada pelos bancos e a inadimplência avançaram em março e, com isso, atingiram o maior patamar da série histórica do Banco Central, que começou a ser calculada em março de 2011. Números divulgados pelo Banco Central nesta quinta-feira (28) mostram que os juros bancários médios, sem levar em consideração o crédito rural, imobiliário e do BNDES, cresceram 0,3% em março, para 50,9% ao ano. Já a inadimplência destas operações, para pessoas físicas e também para empresas, atingiu o patamar de 5,6% no mês passado. Nos dois casos, são as maiores taxas em cinco anos. O aumento da inadimplência ocorre em um momento de forte recessão na economia brasileira e conturbado cenário político. Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 3,8% e a previsão, para 2016, é de um tombo maior ainda (3.88%). Ao mesmo tempo, a taxa de desemprego ultrapassou 10% no trimestre encerrado em fevereiro deste ano.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/189706-inadimplencia-e-a-maior-em-cinco-anos-afirma-banco-central.html

Senado aprova obrigatoriedade de farol baixo de dia em estradas



Um projeto de lei que torna obrigatório o uso de farol baixo durante o dia em estradas foi aprovado pelo Senado nesta quarta-feira (27). O projeto, que altera o Código de Trânsito Brasileiro, já tinha sido aprovado pela Câmara dos Deputados e segue agora para a sanção da presidente Dilma Rousseff. Pelo projeto,  o descumprimento da norma será considerado infração média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação. “Trata-se da imposição de um procedimento bastante simples e de baixo custo que poderá aumentar a segurança nas estradas e assim contribuir para a redução da ocorrência de acidentes frontais nas rodovias e, consequentemente, salvar inúmeras vidas”, argumentou o relator José Medeiros (PSD-MT).

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/189703-senado-aprova-obrigatoriedade-de-farol-baixo-de-dia-em-estradas.html