Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

segunda-feira, 9 de março de 2015

Morre aos 90 anos Inezita Barroso

Cantora e apresentadora, uma das mais importantes personalidades da música sertaneja, estava internada em hospital de São Paulo desde sexta-feira (6)


Morreu, neste domingo (8), a cantora e apresentadora Inezita Barroso. Aos 90, completados no último dia 4, ela estava estava internada no Hospital Sírio Libanês. A notícia foi divulgada por Sonia Abrão, em seu Instagram: "Morre Inezita Barroso! Ela estava internada no Hospital Sírio Libanês. O velório será amanhã na Assembléia Legislativa. Luto na música sertaneja!", escreveu a jornalista e apresentadora.
Inezita estava hospitalizada desde sexta-feira (6), com suspeita de infecção urinária e passou por uma série de exames. Uma personalidade importante na música sertaneja, Inezita já havia sido internada em dezembro, após sofrer uma queda em sua casa de Campos do Jordão, no interior de São Paulo. O tombo teria ocorrido de sua cama e ela machucou as costas. Desde então, ela estava afastada do tradicional programa Viola Minha Viola, transmitido pela TV Cultura, que comandava desde 1980.
Além da TV e da música, Inezita ainda fez carreira no rádio, cinema e teatro, como atriz e produtora de peças musicais. Em novembro de 2014, Inezita ainda conquistou um posto na Academia Paulista de Letras.
Ignez Magdalena Aranha de Lima, nome de batismo de Inezita, conquistou o sobrenome Barroso ao se casar, em 1947, com o advogado Adolfo Cabral Barroso. A paixão pela música veio desde pequena, com a arte passada desde criança pela sua família. Estudou piano e Bilbioteconomia, mas optou pela carreira como cantora. Com mais de 50 anos de carreira e 80 discos gravados, Inezita teve sucessos em sua voz como Ronda e Moda da Pinga.
Inezita deixa uma única filha, Marta Barroso Macedo Leme.
Filmografia
Ângela (1951)
O Craque (1953)
Destino em Apuros (1953)
É Proibido Beijar (1954)1
Mulher de Verdade (1954)
Carnaval em Lá Maior (1955)
O Preço da Vitória (1956)
Isto é São Paulo (1970)
Desejo Violento (1978)
Fonte: http://revistaquem.globo.com/QUEM-News/noticia/2015/03/morre-aos-90-anos-inezita-barroso.html