Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Fenômeno da 'Superlua' é analisado por estudantes e especialistas no TO

Fenômeno foi analisado por estudantes e especialistas em Gurupi (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A Lua vista da Terra fica até 14% maior e mais brilhante que o habitual.
Fenômeno acontece cerca de seis vezes por ano, segundo o ON.

A 'Superlua', ou Supermoon em inglês, acontece a cada 14 meses e por causa do alinhamento entre o Sol, a Terra e a Lua. Segundo o Observatório Nacional (ON), o nome foi dado por Richard Nolle há cerca de 30 anos e é definido como a Lua Nova ou a Lua Cheia que ocorre com máxima aproximação da Terra (perigeu) ou até 90% próxima desse ponto.
O fenômeno aconteceu no último domingo (10) e pôde ser acompanhado em vários lugares do país. No Tocantins, o fenômeno, que deixa o satélite natural da Terra até 14% maior e mais brilhante do que o habitual, encantou especialistas e estudantes em Gurupi, na região sul do estado.
A estudante de física Sabrina Aparecida explica um pouco sobre a Superlua. "Devido ao fato de a trajetória da Lua ser elíptica e não circular existem momentos que ela fica mais próxima da Terra e mais distante. Então a Superlua é o momento que ela passa mais próxima da terra e aí é quando a gente consegue visualizar ela com tamanho diferente do normal", afirma.

Vários especialistas analisaram a superlua  (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)A Superlua deixa a Lua 14% maior e mais brilhante
vista da terra (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
 
De acordo com a professora de física, Luzia Eiko, a Superlua acontece sempre quando há Lua Nova ou Lua Cheia e quando o satélite está em aproximação máxima com a Terra. "Primeiro a Terra e a Lua tem que estar no seu ponto mais próximo. Depois a Lua tem que estar cheia e em terceiro ela precisa estar no nascer da Lua. Isso é o que dá a sensação de ela estar maior do que realmente é", explica.
O fenômeno ocorre cerca de seis vezes por ano, mas no último domingo (10) aconteceu o ponto de maior proximidade em 2014. Conforme o ON, às 14h43min a Lua esteve a 356.896 km da Terra, no perigeu. A Superlua volta a acontecer no dia 8 de setembro, mas nesse dia o instante da Lua Cheia será a partir das 22h38 e o momento mais próximo da Terra às 0h31.
"Em 28 de setembro de 2015, veremos a Superlua de maior aproximação do ano, quando a Lua estará a 356.877 km e o instante do perigeu e da Lua Cheia vão diferir em somente dois minutos", informou o ON.

Fonte: http://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2014/08/fenomeno-da-superlua-e-analisado-por-estudantes-e-especialistas-no.html