quarta-feira, 28 de março de 2018

Ônibus da caravana de Lula é alvo de tiros em estrada do Paraná


Os ataques aos ônibus que integram a caravana do ex-presidente Lula pelo Sul do Brasil se intensificaram na noite desta quarta-feira 27, quando tiros atingiram um dos veículos no trajeto entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. 

Além dos disparos, pedras e ovos foram atirados. Pregos foram jogados na estrada para furar os pneus dos ônibus. "A nossa caravana está sendo perseguida por grupos fascistas. Já atiraram ovos, pedras. Hoje deram até um tiro no ônibus", afirmou Lula pelo Twitter.


O PT divulgou nas redes sociais fotos de três marcas de tiros na lataria de um dos veículos - o ex-presidente não estava naquele ônibus. Segundo as primeiras informações, ninguém ficou ferido.

A caravana tem sido alvo constante de ataques. Nos últimos dias, grupos de extrema-direita se organizaram para lançar pedras e ovos contra os ônibus e, em alguns casos, contra os militantes que pretendiam participar dos comícios de Lula. 

Após a notícia dos tiros se espalhar, líderes de outros partidos de esquerda manifestaram solidariedade. " Os fascistas ultrapassaram qualquer limite. Toda solidariedade a Lula contra as agressões. É momento de unidade democrática e de resistência ativa. Com fascismo não se brinca", afirmou Guilherme Boulos, pré-candidato do Psol à presidência da República.  

Manuela D'Ávila, pré-candidata do PCdoB ao Planalto, seguiu a mesma linha. "O fascismo quer calar quem pensa diferente, quer matar quem pensa diferente. Não é petismo, não é lulismo. Hoje é um tiro contra  a caravana de Lula, o líder das pesquisas de opinião no Brasil, amanhã em quem?"

A polícia do Paraná enviou peritos para avaliar as marcas de tiros no ônibus.


Fonte: https://www.cartacapital.com.br/politica/caravana-de-lula-e-alvo-de-tiros-em-estrada-do-parana