Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

sábado, 7 de janeiro de 2017

'Tinha era que matar mais', diz secretário nacional de Juventude sobre chacina no AM

'Tinha era que matar mais', diz secretário nacional de Juventude sobre chacina no AM
Foto: Reprodução / Facebook
 
Ao comentar a cachina do último domingo (1º) em um presídio de Manaus, o secretário nacional de Juventude, Bruno Júlio (PMDB-MG), defendeu que "tinha era que matar mais". Em entrevista ao blog do jornalista Ilimar Franco, do jornal O Globo, ele justificou a opinião argumentando que é filho de um policial, o ex-deputado federal Cabo Júlio. "Eu sou meio coxinha sobre isso. Sou filho de polícia, né? Tinha era que matar mais. Tinha que fazer uma chacina por semana", declarou. O secretário ainda comparou o caso em Manaus com a chacina que aconteceu em uma festa de Réveillon na cidade de Campinas. "Olha a repercussão que esse negócio que o presídio teve e ninguém está se importando com as meninas que foram mortas em Campinas. Elas, que não têm nada a ver com nada, que se explodam. Os santinhos que estavam lá dentro, que estupraram e mataram: Coitadinhos, oh, meu Deus, não fizeram nada! Para, gente! Esse politicamente correto que está virando o Brasil está ficando muito chato. Obviamente que tem de investigar, tem que ver...", disse. Ao blog do jornalista Ilimar Franco, Bruno ainda criticou a ex-presidente Dilma Rousseff por reduzir em 85% a verba para presídios. Nesta sexta-feira (6), uma nova rebelião, desta vez em Roraima, deixou 33 presidiários mortos.
 
Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/201276-039tinha-era-que-matar-mais039-diz-secretario-nacional-de-juventude-sobre-chacina-no-am.html