Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

domingo, 1 de maio de 2016

Vitória supera Bahia por 2 a 0 no Barradão e faz boa vantagem nas finais do Baianão

Deu Vitória na primeira final do Campeonato Baiano 2016. Jogando dentro de casa, o Leão da Barra venceu o Bahia por 2 a 0 e conseguiu uma boa vantagem para o jogo decisivo da competição estadual. Agora, o Rubro-Negro pode até perder por um gol d e diferença e conquistará o certame. Já o Tricolor precisa vencer por dois de diferença para chegar ao tricampeonato do Baianão.

O clássico já iniciou com intensidade entre os atletas das duas equipes. Com menos de um minuto, Moisés passou a bola para Hernane, que sofreu desarme de Victor Ramos. No rebote, Danilo Pires chutou forte para desvio da zaga rubro-negra.


Com o gramado irregular, as equipes iniciaram a partida valorizando os chutões para chegar ao setor adversário. Entretanto, aos poucos os times passaram a trabalhar melhor com o toque de bola, com o Esquadrão em marcação avançada e arriscando mais que o seu adversário.


Aos 8, os comandados de Vagner Mancini tiveram uma boa oportunidade em contra-ataque, com Leandro Domingues disparando a defesa tricolor mas sendo interceptado por Tinga. Logo depois, aos 9, foi a vez de Marinho chutar e ver a bola desviada por Moisés.


Com nervos a flor da pele, um principio de confusão entre atletas aconteceu aos 11, quando Marinho e Juninho se estranham na lateral do campo. O árbitro Anderson Daronco amarelou os dois jogadores e acalmou os ânimos entre as duas equipes.


O Bahia volta a responder aos 16, quando Hernane passa pela zaga do Leão e passa para Thiago Ribeiro. O atacante tenta cruzar, mas a bola para em Ramon e sai pela linha de fundo. Na cobrança, Moisés pega a sobra mas chuta para linha lateral.


Com ânimos ainda exaltados, o jogo seguia com uma marcação forte e pouca valorização de jogadas. Aos 21, o cenário da partida mudou. Em bola alçada na área, Vander caiu na pequena área e Daronco marcou pênalti para os donos da casa. Depois de muita reclamação dos tricolores, que reclamaram de simulação do adversário na jogada, Diego Renan cobrou com perfeição e abriu o marcador no Manoel Barradas.


Após abrir o marcador, o Vitória passou a valorizar o jogo e procurar surpreender em erros do Bahia. Aos 30, Juninho tentou responder a sua equipe em cobrança de falta. Mas a bola foi defendida sem dificuldades pelo goleiro Caíque.


Em busca do empate, o Bahia perdeu ótima chance após erro dos zagueiros do Leão. Aos 33, Hernane e Edigar Junio partem por trás da marcação, mas o Brocador adianta muito a pelota e Caíque sai para tranquilizar a torcida anfitriã.


Aos 35 foi a vez dos atletas tricolores darem oportunidade para o rival. Em falha de Lucas Fonseca, Kieza avança rapidamente e tem chute bloqueado por Feijão. Logo depois, aos 36, Lomba anula chute contra a meta da sua equipe.


Nervoso em campo, a equipe de Doriva passou a se desarmar na defesa e via o Vitória chegar cada vez mais ao seu gol. Aos 41, Marinho passa para Leandro Domingues e o meia tenta achar Kieza, mas Tinga desvia e salva o tricolor.


Com melhor passe de bola, o Vitória não teve dificuldades para chegar ao segundo gol. Aos 43, Amaral recebeu belo passe de Vander e chutou de primeira para fazer um belo gol. Na volta do jogo, Edigar Junio respondeu rapidamente e chutou no cantinho para fazer Caíque se esticar todo e fazer bela defesa. Depois foi a vez de Thiago Ribeiro, que soltou uma bomba defendida pelo arqueiro rubro-negro. 


No inicio do segundo tempo, o Bahia já teve um problema nos primeiros minutos da etapa complementar. Aos três, Edigar Junio recebeu lançamento e sentiu dor na coxa, sendo substituído por Luisinho.


Prezando pela velocidade, o Vitória quase chegou ao terceiro aos seis, quando Marinho entrou pela intermediária, deixou o defensor no chão e chutou para defesa segura de Marcelo Lomba. Na resposta, o Bahia teve chance com Luisinho, que chutou cruzado e viu a bola passar por cima da meta do Leão.


Com um jogo mais lento, as chances de gol diminuíram para as duas equipes. Aos 14, Marinho cruzou a bola para Vander, que fez o corte no marcador e chutou em cima do arqueiro tricolor. Tocando mais a bola, o Esquadrão de Aço chegava mais e mais a pequena área dos anfitriões, mas sem conseguir acertar no último passe. 


Efetuando mudanças para mudar o panorama do jogo, Doriva não conseguia sair do domínio rubro-negro, que seguia com mais perigo nos seus lances ofensivos. Aos 34, o jogo passou a ficar mais violento, com duras investidas dos dois lados.


Nos minutos finais, o Vitória colocou o rival "na roda" e fazia a torcida comemorar no Barradão. Já o Bahia tentava a reação, mas seguia com dificuldades de finalizar e levar perigo aos anfitriões. Aos 44, Kieza recebeu ótimo lançamento de Flávio e deu um quase voleio para defesa de Marcelo Lomba. Na cobrança, a defesa visitante conseguiu afastar o perigo.


Agora, as duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo (8), às 16h, na Arena Fonte Nova. Para ser campeão, o Vitória precisa apenas empatar ou perder por um gol de diferença. Já o Bahia tem que fazer dois ou mais gols de vantagem para reverter a vantagem do Leão.


FICHA TÉCNICA Vitória x Bahia  Campeonato Baiano (1º jogo da final)
Local: Barradão, em Salvador  
Data: 01/05/2015  
Horário: 16h  
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)  
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Guilherme Dias Camilo (Fifa/-MG)
Cartão Amarelo: Marinho, Juninho, Victor Ramos, Leandro Domingues, Amaral, Luisinho, Feijão Gol:Diego Renan, Amaral
Vitória: Caíque; José Welison, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Marcelo), Willian Farias e Leandro Domingues (Flávio); Vander (Alípio), Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Éder e Moisés; Feijão, Danilo Pires, Juninho (Gustavo Blanco), Thiago Ribeiro (Henrique) e Edigar Junio (Luisinho); Hernane Brocador. Técnico: Doriva.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/esportes/vitoria/14183-vitoria-supera-bahia-por-2-a-0-no-barradao-e-faz-boa-vantagem-nas-finais-do-baianao.html