Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

sábado, 19 de setembro de 2015

Ciro Gomes anuncia pré-candidatura à Presidência em 2018 pelo PDT

 Ciro Gomes discursa durante filiação ao PDT. Ex-ministro deverá ser o candidato do partido para a Presidência da República em 2018 (divulgação)

Ciro filia-se ao PDT e anuncia pré-candidatura à Presidência da República em 2018. Em sua fala, ex-ministro e ex-governador do Ceará criticou os movimentos pró-impeachment e chamou Eduardo Cunha de 'o maior vagabundo de todos'

Em sua primeira entrevista depois de filiar-se ao PDT, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes criticou o movimento pró-impeachment e chamou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de “maior vagabundo de todos”.
A declaração ocorreu no mesmo dia em que seu irmão Cid Gomes -que também deve se filiar ao PDT neste mês- foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal a pagar R$ 50 mil de indenização a Cunha, por chamá-lo de achacador.
“Cid Gomes era ministro e denunciou que havia um processo de apodrecimento das relações do governo federal com o Congresso Nacional, e que essa deterioração se assentava no achaque, na chantagem. Dito isso, foi lá, meteu o dedo na cara desse maior vagabundo de todos, que é o presidente da Câmara -digo pessoalmente, não como PDT-, pegou o paletó e foi para casa”, disse Ciro.

Eleições 2018

A filiação de Ciro foi feita na presença de líderes do partido como o deputado federal André Figueiredo e o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi. “Temos uma referência nacional e em 2018 vamos ganhar as ruas e as praças para fazer Ciro Gomes presidente do Brasil”, disse Carlos Lupi.

Críticas ao governo

Em sua fala, Ciro Gomes também fez críticas ao governo e citou dificuldades para empreender no país com cobranças de taxas e juros que considera “abusivos”. “A taxa de juros, condição essencial para empreender, é contra a nossa realidade. No Brasil, o trabalhador que faz uma duplicata paga 2% de juros ao mês e tem que competir com um dos Estados Unidos, que paga 2% ao ano”, disse.

PDT

Atualmente, o PDT conta com apenas 19 deputados. Com as novas filiações, o partido pretende conquistar 550 prefeituras em 2016, 231 a mais do que os atuais 319 municípios. Cerca de 70 prefeitos de municípios cearenses também devem seguir os passos de Ciro e Cid, incluindo o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros).
com agências
Fonte: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/09/ciro-gomes-anuncia-pre-candidatura-a-presidencia-em-2018-pelo-pdt.html