Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Presidente nacional do PT nega que partido participou de esquema de corrupção

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, negou, em nota divulgada, nesta segunda-feira (3), que o partido tenha participado de esquema de corrupção ou realizado operações financeiras ilegais. “O Partido dos Trabalhadores refuta as acusações de que teria realizado operações financeiras ilegais ou participado de qualquer esquema de corrupção. Todas as doações feitas ao PT ocorreram estritamente dentro da legalidade, por intermédio de transferências bancárias, e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral”, diz o dirigente. Segundo informações do jornal O Globo, um dos operadores do esquema de corrupção da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato, Milton Pascowitch afirmou à Justiça que entregou ao menos R$ 10,5 milhões de propina em dinheiro vivo na sede do PT em São Paulo. De acordo com o delator, ele levou R$ 10 milhões em espécie entre 2009 e 2011 como propina de um contrato assinado pela Engevix com a Petrobras para a construção de cascos de oito plataformas de perfuração do pré-sal. Pascowitch diz que outros R$ 532 mil foram levados à sede do partido como parte de um contrato da empreiteira com o governo para obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. No comunicado, Falcão não quis comentar a prisão do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, sob justificativa de que não conhece os autos do processo.  

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/176567-presidente-nacional-do-pt-nega-que-partido-participou-de-esquema-de-corrupcao.html