Veja no Blog

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Alto custo da energia afasta indústrias do Brasil, diz diretor do CBIE

O diretor fundador do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, afirmou nesta segunda-feira (3) que o aumento dos custos da energia no Brasil está afastando indústrias instaladas no País. "Estamos vendo indústrias indo para outros países onde a energia é mais barata", disse Pires, durante o 14º Congresso Brasileiro do Agronegócio, que está sendo realizado em São Paulo. Segundo o executivo, o Brasil está na contramão de boa parte do mundo, que vive uma carência de energia. Aqui, disse ele, há abundância de fontes energia mas, "por conta de erros de governo nos últimos anos", a energia está bem mais cara e agrava ainda mais a crise econômica por que passa o País.

Durante debate sobre a produção de alimentos e energia, ele afirmou que ambas as atividades são compatíveis, apesar de a produção de energia, em alguns casos, ter como base a soja e cana-de-açúcar, e que para produzir esses produtos o custo subiu exatamente por causa do preço da energia. Pires criticou as políticas de governo voltadas ao setor de etanol. Lembrou que no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a proposta era tornar o Brasil o grande produtor de biocombustível do mundo. Contudo, a priorização de investimentos em projetos do pré-sal enfraqueceu os projetos referentes à produção de etanol e biodiesel. O modelo de geração de energia elétrica adotado pelo País também precisa ser revisto, segundo o diretor do CBIE. Para ele, deve-se parar de pensar que as soluções vêm apenas dos megaprojetos e descentralizar a geração com pequenos e médios projetos. "O setor necessita de um banho de loja. O Brasil é um país enorme e com diversas fontes de energia, eólica, solar. Não estamos conseguindo transformar nossa vantagem comparativa em vantagem competitiva." 

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/estadao/noticia/92012-alto-custo-da-energia-afasta-industrias-do-brasil-diz-diretor-do-cbie.html