Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Em falha de Jean, Bahia perde para o Ceará e frustra público recorde na Fonte Nova


Em um jogo muito duro, o Bahia não conseguiu valer a pressão de sua torcida e acabou sendo derrotado pelo Ceará na primeira partida da final do Campeonato do Nordeste 2015. Com o resultado, a equipe comandada por Sérgio Soares precisará vencer o alvinegro no Castelão para poder reverter a vantagem e conseguir o título da competição regional.

Desde os primeiros minutos o jogo já se mostrou quente, com o Ceará pressionando o Bahia em sua pequena área em busca do primeiro gol tricolor. Entretanto, o Bahia também se mostrou ativo e conseguiu uma falta perigosa aos gols de Luís Carlos aos 3 minutos, mas Souza acabou chutando muito alto e desperdiçou a chance de abrir o marcador. Já aos 11, foi a vez de Ricardinho mandar um chutaço contra o gol de Jean, passando por cima do travessão.

Fazendo marcação sobre pressão, o Vovô tentava impedir as investidas do Bahia, que passou a valorizar os lances pelo alto para surpreender a zaga alvinegra. E após vários lances truncados, Léo Gamalho quase abriu o marcador para o Tricolor em cabeçada que passou rente a trave adversária.

Mais livre em campo, o Bahia começou a mandar na partida e efetuava bom toque de bola no ataque cearense, que esperava o contra-ataque para surpreender os donos da casa. Entretanto, valorizando as faltas, o Alvinegro de Porangabuçu sofreu o seu primeiro cartão amarelo com Charles, que efetuou dura falta no jogador adversário.

Com jogo mais truncado, os lances de bola parada passaram a ser importantes para as duas equipes. Dessa maneira, aos 26, foi a vez do Ceará assustar com Ricardinho, que chutou em cima da barreira do clube da boa terra.

Aos 36, o Ceará teve uma boa oportunidade de abrir o placar quando Ricardinho cruzou a bola na área e Marinho chutou forte para defesa segura de Jean. Momentos depois, foi a vez de Kieza ter uma boa chance ao cabecear a frente do gol, com a bola saindo por cima da trave.
Mais aberto em campo, os visitantes passaram a ter liberdade de trabalhar a bola e colocar o Bahia na roda, que não conseguia tomar a bola e viram mais uma chance desperdiçada pelo Glorioso.

Entretanto, no final da primeira etapa, a zaga do Ceará dormiu no ponto e Souza passou pela marcação, mas não conseguiu finalizar. Na sobra, o jogador teve mais uma chance que acabou nas mãos de Luís Carlos.

Já na etapa complementar, o Bahia entrou em campo ditando os melhores lances da partida, com a sua linha de frente fazendo marcação avançada sobre a defesa alvinegra. Entretando, aos poucos os dois times passaram a anular as jogadas adversárias e levar pouco perigo aos goleiros da partida.

Aos 10, Kieza fez bela troca de passes como Maxi Biancucchi, mas acabou não achando o atacante no último momento. Logo depois, foi a vez do próprio Kieza cabecear e obrigar Luís Carlos a se antecipar antes da chegada de Léo Gamalho.

Precisando do gol fora de casa, o Ceará teve uma grande oportunidade aos 18 minutos, quando Marinho chutou e fez a bola passar a esquerda do gol de Jean. Logo depois, foi a vez do Bahia também ameaçar em lances de Souza e Zé Roberto.

Entretanto, em seu melhor momento no jogo, o Bahia acabou sofrendo gol em um lance bizarro do goleiro Jean. Aos 26, em cruzamento de Marinho, Ricardinho chuta de primeira e o arqueiro tricolor acaba engolindo um frango em plena Fonte Nova.

Procurando o empate, o Bahia teve uma grande chance de empatar o jogo. Aos 30, em lance de Rômulo e Tony, Zé Roberto chuta de primeira e Luís Carlos faz defesa com os pés para evitar o lance. Logo depois, aos 35, foi Maxi que desviou de cabeça e a bola passou muito perto do gol do Vozão.

Aos 40 minutos, um lance inusitado. William, que tinha acabado de entrar no lugar de Magno Alves, sentiu uma contusão e teve que ser substituído por Eloir. Com bola rolando, o Bahia seguia em busca do empate, mas via o time alvinegro interceptar a bola e se defender de qualquer maneira para evitar a igualdade no marcador.

Com o resultado, o Bahia precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para reverter a vantagem do Ceará e conquistar o título. Em caso de vitória por 1 a 0, a disputa irá para os penalties. Já vitórias simples com dois ou mais gols (2x1, 3x2, 4x3, etc.) o Esquadrão de Aço também conquista o Nordestão 2015.

FICHA TÉCNICA:
Copa do Nordeste - Final (1º jogo)
Bahia x Ceará
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 22/04/2015
Horário: 22h
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Auxiliares: Felipe Gonçalves Correa e Márcio Freira Lopes (PB)
Cartão Amarelo: Charles, Luós Carlos, Marinho, Thales
 
Bahia:  Jean; Tony (Willians Santana), Thales, Robson e Patric; Pittoni, Souza (Rômulo), Tiago Real e Maxi Biancucchi; Kieza e Léo Gamalho (Zé Roberto). Técnico: Sérgio Soares.
 
Ceará: Luís Carlos; Samuel, Charles, Gilvan e Fernandinho; Uilliam Corrêa, Sandro Manoel, Ricardinho e Marinho; Assisinho (Wescley) e Magno Alves (William e Eloir). Técnico: Silas.


Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/esportes/bahia/12447-em-falha-de-jean-bahia-perde-para-o-ceara-e-frustra-publico-recorde-na-fonte-nova.html