Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Com exuberantes lagoas e a foz do rio Inhambupe, vila de Baixio é nova queridinha do Litoral Norte

A Lagoa do Mamucabo tem águas mais escuras, de cor avermelhada, e mirante chamado Dedo de Deus: a oito quilômetros do povoado, o acesso só acontece com carro 4x4 (Foto: Humberto Filho/Divulgação)

Baixio é uma vila simples, que encanta pelas águas cristalinas das lagoas e pela receptividade dos moradores. Até outubro do ano passado, era um paraíso quase desconhecido. Até que foi alvo de uma reportagem do Jornal Hoje (TV Bahia/Rede Globo). De lá para cá, é o mais novo destino-queridinho do litoral norte baiano. 

O povoado da cidade de Esplanada fica no Litoral Norte, a cerca de 120 quilômetros de Salvador. Logo na entrada, um extenso coqueiral encanta os visitantes durante os 7,5 quilômetros de estrada asfaltada. 

A paisagem dá lugar a uma vila com potencial para ser a próxima Praia do Forte. Mas que ainda conserva características simples. Logo, não espere lojas de marca e restaurantes sofisticados. Por ora, o que tem mesmo é uma área pública de lazer na Praça Evaldo Ângelo e barracas de madeira à beira-mar. 

As lagoas
Com banho tranquilo e quente, se formaram a partir das 14 nascentes espalhadas pela região. Por conta disso, não secam. Principais atrativos naturais da região, elas pertencem à Prima Empreendimentos Imobiliários e Projetos Turísticos, que faz a gestão sustentável do acesso às lagoas. 

O número de pessoas que têm acesso às lagoas é limitado por dia. Há pagamento de taxas para visitação, das quais apenas moradores do local ficam isentos. O objetivo, de acordo com a assessoria de imprensa da companhia, é desenvolver ações socioambientais, com respeito ao patrimônio natural.

O controle de acesso é levado a sério. O turista tem duas opções: visitar apenas a lagoa azul ou fazer um tour guiado por todas as lagoas. Há saídas de grupos a partir das 8h, do resort escola da Prima (rua principal da vila). Custa R$ 60 por pessoa. O passeio tem duração de quatro horas e o último retorna às 16h30. Para agendar, basta ir ao resort ou ligar: 75 3413-3106.

O passeio pode ser feito em um dia. Mas quem quiser se hospedar na vila conta com pousadas, cuja diária de casal gira entre R$ 120 e R$ 220. Em feriados, o preço aumenta. Neste Carnaval, por exemplo, os pacotes de casal para cinco dias variam entre R$ 1.300 e R$ 1.500. A maioria das pousadas tem restaurantes e as refeições saem a cerca de R$ 25 por pessoa. Para beber, o Bar das Folhas é muito conhecido na região. Seu Raimundo, o dono, vende cachaças com ervas, que diz serem medicinais. São quase 180 variações da bebida, feitas artesanalmente. Pelos nomes dá para ver os males que elas prometem resolver. A Congoncha, por exemplo, serve para dores no estômago e garante, senão a cura, pelo menos boas risadas. 

Conheça um pouco das lagoas de Baixio e comece a planejar sua viagem.

AZUL
Com dunas de areia branca nas margens, é a mais conhecida e próxima do povoado. Nela, só podem entrar 120 pessoas por dia, divididas em grupos. O trajeto até lá tem 1,5 quilômetro e costuma ser percorrido em 30 minutos. É possível fazer o passeio de carro. Mas só dá para encarar naqueles com tração nas quatros rodas. Caso resolva ir por conta própria, o veículo só chega até os portões da propriedade. O resto do caminho deve ser feito a pé. Para pedestres, o acesso à trilha custa R$ 10. O passeio de veículos 4x4 com duração de duas horas custa R$ 40 por pessoa. A visitação rola das 8h às 18h. É indicado levar bebida e comida, pois não há barraca no local. Não esqueça, é claro, de deixar a área limpa antes de ir embora. A preservação ambiental é levada a sério na região.

Na Lagoa Azul, as margens de areias brancas destacam a cor da água: acesso diário limitado (Foto: Humberto Filho/Divulgação)
DA PANELA
Localizada no centro da fazenda de Baixio, é uma grande piscina natural em formato redondo, que lembra o de uma panela. Daí veio o nome. Para chegar até ela, também é recomendado estar num automóvel com tração nas quatro rodas. Caso prefira ir para lá direto da estrada, o visitante pode usar a entrada do Km 109 da Linha Verde. São seis quilômetros da guarita até a lagoa.

DO MAMUCABO
As águas têm uma cor diferente, mais escura e avermelhada. Próxima à praia, quando chove e o volume transborda, a lagoa até encontra com o mar. Localizada a oito quilômetros da vila, o acesso também acontece com carro 4x4. No Mamucado, um mirante, conhecido como Dedo de Deus, garante vista privilegiada da região.

VERDE
A cor esverdeada da água é formada pelo reflexo solar e pela vegetação. É propícia para a prática de remo ou canoagem e seu tamanho é equivalente ao de quatro campos de futebol.

BARRA DO INHAMBUPE
No lado oposto ao da entrada das Lagoas e sem controle de visitação, o visitante pode desfrutar das águas do encontro do Rio Inhambupe com o mar. Isso com uma caminhada de apenas 10 minutos. Na barra, os resquícios de uma salina garantem uma linda paisagem, apesar da degradação ambiental que a atividade provocou.

Fonte:http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/com-exuberantes-lagoas-e-a-foz-do-rio-inhambupe-vila-de-baixio-e-nova-queridinha-do-litoral-norte/?cHash=aa7b0c9805832ea95d9ae89f2d77ff70