Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

domingo, 11 de janeiro de 2015

Concursos abrem 215 mil postos de trabalho em 2015

Carolina Braga Sarmento sonha passar em concurso e cursar medicina

Depois de um 2014 de eleições e Copa do Mundo no Brasil, a expectativa de especialistas e estudantes é de que este seja o "ano do concurso público". Somente no Poder Executivo Federal, a previsão é que até 24,8 mil vagas sejam criadas. Levando-se em consideração os outros poderes  (Judiciário e Legislativo), além de bancos públicos e autarquias, a estimativa da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos Públicos (Anpac) é de que sejam abertos mais de 215 mil postos, entre União, estados e municípios.
Aqui na Bahia, segundo números das secretarias da Administração do Estado (Saeb) e da Gestão de Salvador (Semge), cerca de 469 oportunidades deverão ser criadas.
"Além dos concursos em andamento, que juntos somam a quantidade aproximada de 60 mil vagas em aberto, a expectativa é de que novos editais sejam publicados já no primeiro semestre de 2015. Os concursos mais esperados pelos concurseiros estão previstos para 2015", diz o presidente da Anpac, Marco Antonio Araujo Junior.
Entre eles, diz, o professor, o da Receita Federal, Banco do Brasil, INSS e Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Embora o governo tenha anunciado esta semana cortes no orçamento 2015, nada indica que será nessa área (de pessoal).
"A Receita deve abrir ainda neste primeiro semestre e oferecer mais de 2 mil vagas, níveis médio e superior, e salários de R$ 9,1 mil a R$ 15,3 mil. O INSS  também realizará concurso em 2015. Estão previstas mais de 4.700 vagas, entre os níveis médio e superior, e salários de R$ 4,4 mil a R$ 10 mil. No último concurso, foram mais de 164 mil inscritos. A previsão é que o próximo supere a marca de 200 mil candidatos", afirma Araujo Jr.
Para a coordenadora pedagógica do curso Só Concursos e Afins, Rose Sampaio, as expectativas são as "melhores possíveis". Segundo Rose, o setor como um todo "amadureceu e o ano promete boas oportunidades nas três esferas".
Ainda segundo Rose Sampaio, no "topo da lista" dos certames mais esperado está o do INSS. De acordo com Rose, a instituição estará "na beira do abismo" caso não promova a abertura de novas vagas.    
"Se não houver concurso é muito provável que haja um colapso. A demanda é para mais de quatro mil postos. O edital está demorado, mas há informações importantes estão na rede. O estudante deve antecipar os estudos", diz Rose.
Independência e estabilidade
Com apenas 17 anos, tendo concluído o segundo grau no final de 2014, a estudante Carolina Braga Sarmento sonha mesmo é cursar medicina. Mas até que isso aconteça, ela diz, sua meta é passar em um concurso público (de nível médio).
Esta semana Carol começou a sua "busca" por um edital. Na expectativa do concurso do Banco do Brasil, descobriu que não haverá chances para a Bahia. Já o da Petrobras só tem vaga de nível superior, ela conta.
Mas um emprego não atrapalharia seu plano de estudar para medicina? "Eu preciso das duas coisas juntas. Estudar para isso, mas até também de estabilidade (financeira). Quero daqui a seis meses comprar um carro. Continuar morando com meus pais, mas não depender deles para abastecer, entre outras coisas", conta a jovem.
A estratégia de Carol é parecida com a do economista René Prack, 34. "Concurseiro profissional", Prack quer ingressar em um concurso na área fiscal. Até que isso aconteça, porém, ele concilia uma rotina de três horas de estudos diários com a e de escriturário do Banco do Brasil. "Eu moro só, tenho de pagar contas, aluguel", diz.

Fonte: http://atarde.uol.com.br/concursos/noticias/1651820-concursos-abrem-215-mil-postos-de-trabalho-em-2015