Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Bahia Dá Sorte confirma paralisação de atividades, mas nega irregularidades


Investigada pela Operação Trevo da Polícia Federal (PF), a empresa Bahia Dá Sorte enviou um comunicado ao Bahia Notícias nesta quinta-feira (13) confirmando a paralisação das atividades em caráter temporário, a partir de decisão proferida pela 4ª Vara Federal Criminal de Pernambuco. A interrupção do negócio será objeto de recurso nas esferas judiciais competentes. A companhia nega irregularidades e afirma que funciona com base nas normas federais do segmento de títulos de capitalização, seguindo o estabelecido na legislação federal que rege o segmento. “Além dos benefícios para as entidades sociais, a atividade em questão gera recolhimento de tributos, oportunidades de trabalho e empregos, bem como o incremento da economia local”, diz a empresa, em nota. A Bahia Dá Sorte é vinculada ao Grupo Dá Sorte, que se estende em nove estados brasileiros, como Pernambuco Dá Sorte (PE), Goiás Dá Sorte (GO), Carimbó Dá Sorte (PA), Alagoas Dá Sorte (AL), Piauí Cap (PI) e Capixaba Cap (ES), entre outros. Pela lei, quem compra esses títulos tem a expectativa de receber um prêmio e o direito de reaver até 50% do dinheiro investido após um determinado período, exceto quando autoriza que o percentual seja revertidos a instituições filantrópicas, como uma Oscip. No entanto, a polícia suspeita que o esquema repassava só 1,67% aos institutos filantrópicos. Ainda de acordo com nota, a empresa nega que haja qualquer contravenção em relação ao repasse de verbas Instituto Ativa Brasil, entidade filantrópica beneficiada pela venda dos bilhetes na Bahia. 

Fonte: http://www.aragaonoticias.com.br/