Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Justiça nega recurso e condena Xuxa a pagar R$ 50 mil por plágio

Empresa da apresentadora global perde processo (AgNews)

Apesar de recorrer de uma decisão judicial, Xuxa, 51, teve o pedido negado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e foi condenada a pagar uma indenização de R$ 50 mil ao publicitário Leonardo Soltz.
De acordo com o portal “UOL”, o autor do projeto “Turma do Cabralzinho” entrou com um processo há 10 anos contra a empresa Xuxa Promoções e Produções Artísticas por plágio.
Na ação, o mineiro alegou que criou os personagens Cabralzinho, Bebel, Quim, Purri e Caramirim em 1997 para se tornarem "mascotes oficiais do descobrimento" durante a comemoração dos 500 anos de descoberta do Brasil, data celebrada em 2000. Segundo ele, foi marcada uma reunião com representantes da empresa de Xuxa para apresentar a ideia mas eles não demonstraram interesse no projeto.
Porém, no final de 1999 o autor tomou conhecimento do lançamento da "Turma da Xuxinha", que de acordo com ele, incorporou a sua criação. No processo, Soltz declarou que Guto Cabral, Índia Xuxinha, Guto Padre Anchieta, Guto Borba Gato, Guto D. Pedro I e Xuxinha Princesa Isabel teriam muitas semelhanças com os seus personagens.
De posse do registro da "Turma do Cabralzinho" no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), Leonardo procurou a Justiça alegando muitos prejuízos referentes ao seu projeto que não foi adiante. Por outro lado, a "Turma da Xuxinha, versão Descobrimento do Brasil", deu certo e originou o licenciamento de diversos produtos.

Fonte: https://br.celebridades.yahoo.com/blogs/notas-omg/justica-nega-recurso-e-condena-xuxa-a-pagar-r-50-mil-112813346.html