quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Padre Quevedo, o 'caçador de enigmas', morre aos 88 anos



Jesuíta espanhol radicado no Brasil se especializou em parapsicologia e em desvendar truques de curandeiros e místicos, com no popular quadro que teve no "Fantástico", na TV Globo.
RIO - Morreu por problemas cardíacos na madrugada desta quarta-feira, dia 9, o jesuíta Oscar González Quevedo, conhecido como Padre Quevedo. Ele tinha 88 anos e ficou popular pelo bordão "Isso non ecziste", repetido por ele incontáveis vezes enquanto apresentou o quadro "O Caçador de Enigmas", que fez parte do "Fantástico", na TV Globo, entre janeiro e maio de 2000. O objetivo — do quadro e de toda a trajetória religiosa de Padre Quevedo — era desvendar fenômenos da natureza e desmascarar charlatões que se aproveitavam da fé das pessoas.
O velório será realizado nesta quinta-feira, no auditório da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (Faje), em Belo Horizonte. Haverá, ainda, missa de corpo presente, no mesmo local do velório. Já o sepultamento acontecerá às 11h no Cemitério Bosque da Esperança, também na capital mineira.
Filho de um deputado católico espanhol que foi preso e fuzilado durante a Guerra Civil Espanhola, Quevedo passou a infância em Gibraltar e estudou o espiritismo desde criança por influência de um tio espírita.  Aos 15 anos, ingressou na Companhia de Jesus, e permaneceria entre os jesuítas até sua morte. Mudou-se para o Brasil em 1959, aos 29 anos, e naturalizou-se brasileiro na década de 1960.
Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/padre-quevedo-cacador-de-enigmas-morre-aos-88-anos-23357745




:00
/04:49