Veja no Blog

segunda-feira, 3 de julho de 2017

7 problemas da ficção científica que podem acontecer com a gente

Os filmes de ficção científica costumam abordar temas complicados, principalmente quando o assunto é a sobrevivência da humanidade. Não é de hoje que muitos especialistas falam sobre a possibilidade da extinção dos seres humanos, e isso sempre acaba gerando medo em muitas pessoas.
Desde a Segunda Guerra Mundial, muito se fala em ataques com bombas nucleares, que poderiam colocar definitivamente, um fim à nossa existência. Pensando nisso, separamos 7 problemas retratados na ficção científica que poderiam nos colocar em sérios riscos. Alguns deles já nos assombram, embora não sejam capazes ainda de acabar com a Terra. Confere aí!

7 – Inundações

As inundações nem estão muito distantes assim de nós. Muitos lugares do mundo sofrem com esse problema, inclusive algumas partes do Brasil. Uma novela de 2008, intitulada de Flood, do autor Stephen Baxter, retrata bem isso. Ela mostra o mundo submerso em água, e a população acredita que isso se deve a fatores climáticos.
Com o passar do tempo, os níveis de água aumentam muito, e percebem que essa pode não ser a real razão. Ocorreram na verdade, mudanças sísmicas que abriram uma enorme cratera no fundo dos oceanos, e até o ano de 2052, até mesmo o monte Everest estaria coberto de água. Seria um péssimo jeito de acabar com a vida na Terra.

6 – Invasão de microrganismos

Uma adaptação do romance de Michael Crichton (1969), foi feita e transformada em minissérie no ano de 2008. Conta a história de um satélite que cai em uma cidade do Arizona, e desde então, libera microrganismos que contaminam a população local, e gera certo tipo de insanidade fatal. Aí você se pergunta: “existe mesmo a possibilidade disso acontecer?”, bom, até então não existem registros de nenhum outro lugar no espaço que tenha a presença de microrganismos virais, a não ser a Terra, porém, é ainda um medo de exploradores do espaço.

5 – Interrupção cerebral

Cell é uma novela de Stephen King, que mostra um ataque maluco à humanidade. Os celulares de todas as pessoas, do mundo inteiro, começam a tocar ao mesmo tempo. Ao atender, elas tinham suas ondas cerebrais cortadas, e começavam a agir como uma espécie de zumbi. Todas as pessoas que atendiam o celular eram transformadas, e foi criada uma gigante horda homicida de zumbis, controlados por alguém misterioso.
Segundo pesquisadores, se um sinal de telefone for transmitido na frequência certa, ele é capaz de alterar o comportamento humano. Os estudos são recentes, e ainda não se sabe muito sobre o assunto, mas o fato é que se for encontrada uma frequência capaz de alterar o sistema límbico de nosso cérebro (responsável por emoções e comportamentos sociais), poderíamos ter grandes problemas.

4 – Tempestades de poeira


O famoso filme Interestelar, de Christopher Nolan, lançado no ano de 2014, mostra o mundo passando por situações de risco, onde os alimentos vão ficando escassos e acontecem tempestades de poeira com grande frequência.
Essas tempestades acontecem na vida real, e são responsáveis pela perda de plantações. Acontecem anualmente na China e no norte da África. Com o aumento da população global, consequentemente, precisamos de mais comida, desta forma, o solo é reutilizado inúmeras vezes até que fica sem nutrientes, e com a ajuda de ações naturais ou mesmo de animais, erosões podem ser provocadas, o que ajuda na ocorrência dessas tempestades. Esperamos que isso não venha a nos dizimar!

3 – O vírus zumbi

Quem é que nunca ouviu falar de um vírus capaz de nos transformar em zumbis? Existem diversos filmes e séries que abordam esse tema. Será que isso seria realmente possível?
Especulações indicam que se acontecerem mutações no vírus da raiva, e ele for combinado, com o vírus da gripe, com a intenção de deixá-lo mais forte, isso poderia ser possível, mesmo que em pequenas hipóteses. A engenharia genética avança em velocidade impressionante, corremos riscos de que algum acidente aconteça, e um vírus seja criado, sendo capaz de nos destruir.

2 – Vírus artificiais

Na série 12 Monkeys, um vírus é desenvolvido e mata a maior parte da população mundial, obrigando os sobreviventes a se abrigarem no subsolo, tentando escapar. Eles acabam descobrindo uma forma de fazer viagens no tempo, e enviam James Cole para o passado, com a intenção de descobrir mais sobre a doença e um grupo chamado 12 monkeys.
Doenças sempre nos assombram. Poderia ser um “ótimo” jeito de fazer com que a raça humana seja extinta, mas na verdade, não existe nenhuma tão fatal quanto a representada no filme. Mas o que aconteceria se doenças sérias passassem por mutações? H1N1, por exemplo? Poderia ser realmente nosso fim.

1 – O fim dos eletrônicos

Já imaginou o que aconteceria se todos os aparelhos eletrônicos parassem de funcionar? Se tudo que depende da energia simplesmente deixasse de existir? É o que propõe uma série, onde todos os aparelhos pifaram e nunca mais voltaram a ligar. A população entrou em colapso, e diversos problemas foram desencadeados.
A verdade é que existem 2 possibilidades disso acontecer. Caso acontecesse um ataque de pulso eletromagnético, onde uma bomba nuclear fosse explodida a uma altitude superior à da Terra, redes elétricas inteiras seriam dizimadas.
Outra forma de acontecer seria por meio do aumento da atividade do sol, que poderia provocar tempestades solares tão fortes, que fariam o mesmo efeito da bomba. Poderíamos ficar sem energia durante anos!
E então pessoal, o que acharam? Conhecem outros problemas que poderiam ameaçar nossa existência? Conta pra gente!
Fonte: http://www.fatosdesconhecidos.com.br/7-problemas-da-ficcao-cientifica-que-podem-acontecer-com-gente/