Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

domingo, 25 de junho de 2017

Vitória sai na frente, mas permite virada do Atlético-PR e permanece na zona


Vitória sai na frente, mas permite virada do Atlético-PR e permanece na zona
Foto: Guilherme Artigas / FOTOARENA / ESTADÃO CONTEÚDO
O Vitória começou bem a partida, chegou a abrir o placar com uma linda cobrança de falta de Fred, mas permitiu a virada do Atlético-PR e perdeu mais um jogo no Campeonato Brasileiro. O Leão foi derrotado por 4 a 1 pelo Furacão, neste domingo (25), na Arena da Baixada, em Curitiba. O jogo era válido pela décima rodada da competição. Wanderson, Nikão, Ederson e Matheus Rossetto fizeram para os donos da casa e Fred descontou para o time baiano.
 
Com a derrota, o Leão permanece na zona de rebaixamento e é o 18° colocado na tabela de classificação do Brasileirão, com oito pontos. Já o Furacão, confirma a boa fase e chega ao quarto triunfo consecutivo. O time é, provisoriamente até o encerramento da rodada, o 11° com 14.
 
Na próxima rodada do Brasileirão, o Leão encara o Bahia no clássico Ba-Vi, domingo (2), às 16h, no estádio do Barradão. No mesmo dia e horário, o Atlético-PR enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro.
 
O JOGO
 
As duas equipes começaram a partida se estudando, as duas defesas atentas sem dar chances para os atacantes. O primeiro lance de perigo foi armado pelo Vitória, quando o relógio marcava três minutos de jogo. Gabriel Xavier e Neilton trocaram passes pela esquerda e o camisa 18 recebeu, penetrou na grande área, mas finalizou mal e a bola passou perto do gol de Weverton saindo pela linha de fundo.
 
O ataque baiano fez uma boa trama pelo lado direito, aos seis minutos. Yago tocou na frente para Kieza. Ele recebeu, invadiu a área e chutou forte, obrigando Weverton a fazer boa defesa impedindo que o placar fosse aberto.
 
Os donos da casa tiveram boa chance aos 10. Otávio roubou a bola e acionou Ederson. O atacante invadiu a área pela direita e encheu o pé, mas Fernando Miguel, bem posicionado, fez a defesa. Três minutos depois, o Furacão levou perigo novamente à defesa baiana. Douglas Coutinho foi lançado, mas Fernando Miguel saiu para cortar. O atacante conseguiu fazer o drible no goleiro, mas colocou muito na frente e a bola acabou saindo pela lateral.
 
O Leão chegou ao gol aos 16 minutos. Neilton recebeu a bola e ia em direção à área, mas Lucho González fez a falta para matar a jogada. Só que o zagueiro Fred cobrou com perfeição e abriu o placar.
 
Em desvantagem no placar, os donos da casa desciam mais para o ataque, mas sem levar muito perigo à meta de Fernando Miguel, que quando exigido, esteve sempre bem posicionado fazendo as defesas sem muito esforço. Enquando o Leão tinha em Neilton suas melhores investidas nas poucas vezes que se aventurou ao terreno adversário. Porém, os curitibanos chegaram ao empate aos 43 minutos. Nikão, que entrou no lugar de Lucho González que saiu com dores musculares, recebeu na grande área, se livrou da marcação e bateu forte. O arqueiro do rubro-negro baiano desviou para escanteio. Na cobrança, a defesa do Leão cochilou e Wanderson se antecipou para, de cabeça, empatar a partida.
 
Segundo tempo
 
Na volta do vestiário, o técnico Alexandre Gallo sacou Fred e colocou Ramon, que fez sua reestreia pelo Leão. Na primeira descida do Vitória ao ataque, logo no segundo minuto da etapa complementar, Neilton penetrou na grande área, se chocou com o marcador do Furacão e foi ao chão. O árbitro assinalou apenas o tiro de meta. Assim como no primeiro tempo, o clube baiano começou mais agudo forçando mais no ataque.
 
Aos sete minutos, Fernando Miguel fez uma boa defesa. Nikão recebeu, já dentro da grande área, e bateu cruzado com a perna esquerda buscando o canto. O arqueiro do Leão se esticou e impediu a virada. Só, que o camisa 11 do Furacão estava determinado a balançar as redes. No minuto seguinte, ele recebeu de Sidcley, cortou a marcação e, de fora da área, bateu forte no canto de Miguel para virar o placar.
 
O Furacão ampliou o marcador aos 11 minutos com Éderson. A jogada começou pelo lado direito da defesa baiana. Sidcley tocou para Douglas Coutinho que fez o cruzamento rasteiro na pequena área e Ederson aproveitou e escorou, de carrinho, para o gol vazio.
 
Para reverter o quadro, Gallo tirou Neilton, que vinha criando as melhores jogadas do time, para a entrada de David. Depois, ele colocou Paulinho no lugar de Gabriel Xavier. Mas a melhor oportunidade foi do Atlético-PR, que por pouco não chegou ao quarto gol. Aos 25, Ederson recebeu livre no lado direito do ataque e chutou. Para sorte do Leão, a bola bateu na trave.
 
No minuto 35, Matheus Rossetto livre, livre olhou para o gol e, da intermediária, soltou a bomba para estufar as redes e fazer o quarto gol do Furacão. 
 
FICHA TÉCNICA
Atlético-PR 4x1 Vitória
Campeonato Brasileiro – 10ª rodada
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25/06/2017
Horário: 16h
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: José Reinaldo Nascimento Júnior e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Assistentes adicionais: Sávio Pereira Sampaio (DF) e Christiano Gayo Nascimento (DF)
Cartões amarelos: Kieza, Geferson, Patric (Vitória)
Gol: Wanderson, Nikão, Ederson e Matheus Rossetto (Atlético-PR) / Fred (Vitória)
 
Atlético-PR: Weverton; Gustavo Cascardo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González (Nikão), Matheus Anjos (Deivid) e Douglas Coutinho; Ederson (Grafite). Técnico: Eduardo Baptista.

Vitória: Fernando Miguel; Patric,  Kanu, Fred (Ramon) e Geferson; Uillian Correia, Willian Farias, Gabriel Xavier (Paulinho) e Yago; Neilton (David) e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/esportes/vitoria/17262-vitoria-sai-na-frente-mas-permite-virada-do-atletico-pr-e-permanece-na-zona.html