Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Sessão da Câmara de Vereadores de Inhambupe dessa terça(17-05-2016)












A sessão da Câmara de Vereadores foi muito tumultuada por conta de fazer um requerimento para o comparecimento da Secretária de Educação e de Saúde, a sessão começou por volta das 17h18min e terminou por volta das 19h03min.
O Vereador Dr. Miguel falou sobre a Associação de Equoterapia  que é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais e que atualmente não tem assistência médica, falou também que se faça uma redução de IPTU que vem aumentando quase 3.000% e muitos moradores estão ameaçados em perder suas casas e o município não vem tendo progresso, pediu que seja encaminhado a DNIT para que seja instalado um radar  na ladeira do Beré na BR-110 que se tornou violenta e com muitas vítimas fatais e terminou falando o que resta é judicializar a questão da greve para que se resolva.
O Vereador Jeovan falou sobre a reunião da Comissão da Educação que aconteceu na última segunda-feira e foi debatido o assunto da greve e não houve o entendimento com o Gestor, onde se tem Educadores com vencimentos cortados e prejudicando os alunos da rede municipal, falou sobre as reunião entre o Banco do Brasil entre os poderes e que já tem quase 6 meses fechado, falou que o governo do Estado entregou várias viatura e Inhambupe não recebeu.
O Vereador Uelson falou da audiência pública que teve na última segunda-feira(16) e do Banco do Brasil, falou que há um ano já se falava de Conselho de Segurança que é de responsabilidade do Gestor, e o Banco do Brasil não leva nenhuma satisfação a população do município e precisa ter uma resolução logo, falou que a EMBASA vem causando transtorno com a falta de abastecimento e não tapando os buracos que deixa nas ruas sem informar a população, falou que a Gestão coloca o professor como errados e que os profissionais da Educação não são marginais que é necessário que se busque uma solução.
O Vereador Marcos falou que a luta dos professores vem se fragilizando e parece que a vitória será do Prefeito, falou que a categoria deve tomar uma medida preventiva, o que o gestor já vem tomando  providencia e que a APLB deve judicializar.

Durante a fala do Vereador Marcos houve uma grande discussão entre os professores estavam presentes, depois entre os vereadores houve discussão sobre a entrega do requerimento pedindo a presença das Secretárias de Educação e Saúde.