Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

terça-feira, 3 de maio de 2016

Fotos da Assembleia Extaordinária da APLB Sindicato de Inhambupe onde teve as discussões sobre a greve da Educação































 A Greve da Educação continua e nessa manhã de segunda-feira(02) teve a Assembleia extraordinário da APLB/Sindicato falando sobre as discussões e também sobre a organização da greve que é por tempo indeterminado.

Abaixo tem as informações da APLB sobre o motivo da greve por tempo indeterminado:

 Sobre a legalidade da greve, a diretoria seguiu todos os trâmites e se muniu de documentos para provar a legitimidade da nossa ação na justiça. Os cortes de salários que muitos temem, não se dar de qualquer jeito, temos que confiar na justiça, teremos respaldo, não será tudo tão fácil assim não. O Gestor está descumprindo uma lei, é piso salarial, mudança de nivel, qualificação profissional, a Secretária de Educação com esse Decreto e essas interpretações da Lei do Piso e da reserva, para poder resolver problemas administrativos, financeiros da gestão. Transferindo a responsabilidade, dessa desastrosa gestão para os funcionários e aos serviços públicos maus prestados. A Creche sem funcionar é de uma falta de humanidade absurda, tanto para com as crianças quanto para os pais, pois eles dependem dela para a organização do seu trabalho. Os funcionários de apoio sendo sacrificados em algumas escolas de grande e médio porte trabalhando sozinho, com a sua carga horária extrapolada. Nas comunidades a falta de água, os transportes dos alunos falhando, merenda escolar que na maioria das escolas só dura 15 dias ou faltando ingredientes, material didático insuficientes sendo sempre reforçado pelo professor ou a professora. Transporte de todos os municípios vizinhos funcionando bem e transportando as crianças e adolescentes deste município para os seus, enchendo suas escolas. Um município vizinho recebeu até escola reformada com os alunos. Pense nessa situação, fechou escolas, reduziram salas de aulas, alunos do fundamental I e II, sendo transportado para fora do nosso município para estudar modalidade de ensino que tb ofertamos. As APMs uma boa parte travada, o Programa Mais Educação parado, algumas escola com esse material encostado... Tudo isso só demonstra a falta de investimentos e administração na rede educacional. Diante do exposto, foi que chegamos a essa decisão. Lembre-se "Não há conquista sem luta.". Que Deus conduza nossos passos.