Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Em conversa sobre a Lava Jato, Jucá fala em pacto para 'estancar essa sangria'

O atual ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB-RR), falou em "estancar a sangria" durante uma conversa sobre a Operação Lava Jato com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Segundo a Folha de S. Paulo, o diálogo aconteceu em março, poucos dias antes da votação do impeachment na Câmara e foi gravado de forma oculta. Na conversa, Machado revela temor com a possibilidade de que as investigações contra ele passassem para o juiz federal Sergio Moro, em Curitiba. Ele entende que através dele líderes do PMDB poderiam ser incriminados. "O [Rodrigo] Janot está a fim de pegar vocês. E acha que eu sou o caminho", afirma. Em resposta, Jucá diz: "Você tem que ver com seu advogado como é que a gente pode ajudar. [...] Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria". O atual ministro e senador licenciado é alvo de um inquérito na Lava Jato por suposto recebimento de R$ 1,5 milhão. Machado foi presidente da subsidiária da Petrobras entre 2003 e 2014 e é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) ao lado de Renan Calheiros. No diálogo gravado antes do afastamento de Dilma Rousseff, eles conversam sobre a possibilidade de um governo liderado por Michel Temer. Machado fala em um "grande acordo nacional" em torno da nova gestão. "Com tudo, aí parava tudo", afirma. "Com o Supremo, com tudo", responde Jucá. "Delimitava onde está, pronto", conclui o ministro.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/190875-em-conversa-sobre-a-lava-jato-juca-fala-em-pacto-para-039estancar-essa-sangria039.html