Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

domingo, 24 de abril de 2016

Banco do Brasil se manifesta sobre reclamação e atende de forma parcial em Inhambupe

INHAMBUPE - BANCO DO BRASIL CONFIRMA REABERTURA DE SUA AGÊNCIA, MAS NÃO DIZ QUANDO ISSO OCORRERÁ E PODE SER MULTADO PELO BANCO CENTRAL. PROCON-BA TAMBÉM FOI ACIONADO PARA APURAR O CASO.

Após reclamação formalizada pelo advogado Diego Brandão junto ao Banco Central (BACEN), no último dia 30, a agência do Banco do Brasil na cidade de Inhambupe, localizada a 153 km de Salvador, finalmente será reaberta para atendimento ao público. Porém, a referida Instituição Financeira não informou quando isso se dará, limitando-se a dizer que “a agência 1072-3 INHAMBUPE (BA), no momento, opera em regime de contingência, sem movimentação de numerário”, e que “em breve, o atendimento será restabelecido conforme o padrão de qualidade recomendado pelo Banco do Brasil”.

Com o recebimento dessa notícia, o autor da reclamação se disse satisfeito, contudo, alertou para o risco de o Banco Central, como autoridade supervisora do Sistema Financeiro Nacional, aplicar sanções ao Banco do Brasil, tais como advertência ou até multa, em razão da demora desproporcional em reabrir a sua agência, a qual, segundo ele, já possui condições técnicas e de segurança para operar normalmente. O Banco Central informou que decidirá o caso ainda este mês.

Além disso, na tarde da última segunda (18), o caso do Banco do Brasil de Inhambupe ganhou novo reforço. Foi apresentada outra reclamação junto à Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça (MJ), em Brasília, informando acerca da situação de caos vivenciada por quem necessita utilizar os serviços da agência bancária local, solicitando, ainda, providências no sentido de determinar a sua imediata reabertura para atendimento ao público. O caso será processado com o auxílio do PROCON-BA, que foi acionado pelo MJ e ficará responsável por apurar os fatos no âmbito estadual. O Banco do Brasil tem até dez dias corridos para responder à reclamação.

O advogado Diego Brandão, que também é o autor do procedimento apurado pelo PROCON-BA, informou que tais medidas estão sendo adotadas em virtude da falta de diálogo e de ações efetivas por parte do Banco do Brasil no sentido de solucionar o caso da agência de Inhambupe. O advogado entende que “o Banco do Brasil deixa de prestar as informações necessárias aos seus clientes sobre quando exatamente a agência local voltará a funcionar, o que, por consequência, preocupa também os setores produtivos do Município, a exemplo dos comerciantes, produtores rurais e prestadores de serviço”. Afirma ainda que “os aposentados e pensionistas, que quase sempre têm suas limitações físicas, são os que mais forem com o não funcionamento da referida agência, além dos moradores de Sátiro Dias, Aporá e de povoados vizinhos, que precisam se deslocar para ainda mais longe a fim de realizar transações bancárias.

Inhambupe possui atualmente 04 (quatro) agências bancárias, 07 (sete) correspondentes financeiros e 01 (uma) Casa Lotérica, sendo a segunda cidade com maior aporte de instituições financeiras de sua microrregião, ficando atrás apenas de Alagoinhas. 

Fonte: http://jronaldoleite.blogspot.com.br/2016/04/inhambupe-bb-se-manifesta-sobre.html#more