Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Mulher é baleada e diz que crucifixo amorteceu impacto: 'foi Deus'

Apesar de ter sido atingida por uma bala perdida na tarde desta quarta-feira (3), uma mulher de 59 anos afirmou se considerar uma pessoa de sorte. Ana Santos estava no banco traseiro de um táxi no Rio de Janeiro, quando um tiro atingiu o para-brisa do veículo, atravessou um crucifixo pendurado no retrovisor, acertou sua boa e feriu também sua perna. "O crucifixo amorteceu a bala. Por isso, ela chegou já com impacto reduzido. Minha boca ficou inchada, claro, assim como a minha perna. Mas imagina só se ela tivesse vindo direto, sem qualquer obstáculo... Não gosto nem de pensar nessa possibilidade. Foi Deus", disse em entrevista ao jornal Extra. No momento do incidente, o táxi estava parado em um semáforo da Rua Baronesa, enquanto policiais militares e traficantes trocavam tiros nos morros da Covanca e São José Operários, próximos do local. "Na hora, ouvi apenas uma pequena explosão. Depois, senti que estava sangrando muito. Vi que estava ferida na boca e depois senti uma fisgada na perna, onde achei a bala alojada. Mas era tanto sangue, uma verdadeira bica, que eu me apalpava porque achava que tinha outro ferimento no corpo", contou. Ana foi socorrida pelo taxista que a transportava. "Queria agradecê-lo, já que ficou com a gente até estarmos em condições de procurarmos abrigo. E também ver o crucifixo que me salvou".

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/185235-mulher-e-baleada-e-diz-que-crucifixo-amorteceu-impacto-039foi-deus039.html