Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

"Parada Gay não influencia ninguém a ser gay" falou Divanei em entrevista ao blog Edu Castro



Conversei com Divanei um dos organizadores da 3ª Parada Gay de Inhambupe que será realizado no próximo dia 25 de outubro, onde terá as participações dos DJs Junior Campos, Dedy, Jhunner Luz e Felipe Tsunamy, a saída da Parada será às 17 horas da Praça do Fórum.

Confira a entrevista abaixo:
Qual o objetivo da Parada Gay deste ano?

A Parada LGBT tem sonhado o carinho e o respeito de muitas pessoas, mais infelizmente ainda sofremos com uma barreira ainda existente entres os héteros e o LGBT, por isso abordamos o tem: ”LGBT e héteros, Unidos por uma sociedade melhor!”


Esta é a 3ª Parada, qual sua visão quanto ao preconceito em Inhambupe?

Infelizmente o que parecia ser oculto, veio a tona, o preconceito veio assustadoramente no meio de alguns políticos e religiosos. O LGBT tem sido alvo de guerra entres eles, por não aceitar o LGBT na inclusão social, muitos políticos dão patrocínios a eventos como blocos, abraçam de uma forma surpreendentes, mais quando o evento é LGBT, o caso é diferentes.


Muito Gays assumiram após a Parada, o que você diz sobre isto?

Na realidade a Parada Gay não influencia ninguém a ser gay, o individuo já nasce gay, ou quando não, ele optou por ser homossexual, mais a parada não influencia ninguém a ser gay, e eu fico feliz por muitos ousar a assumir sua identidade.


Os políticos estão apoiando o evento?

Prefiro responder essa pergunta no dia 25 no evento, aonde vou divulgar o nome dos que realmente mais se importa com o LGBT.


Qual a novidade deste ano?

Bom, quero deixar claro que estamos trabalhando da melhor maneira para segurança do evento. Temos o apoio da Polícia Civil e Militar que vão fazer a total cobertura do evento.

Temos uma surpresa para as crianças, iremos abraçar a causa: “Juventude quer mais mudanças”.

Os Padrinhos o evento são pessoas maravilhosa, bom compareçam ao evento que não posso contar muito se não estraga (risos).


Você postou nas redes sociais que não iria mais participar da Parada devida a perca de sua mãe, agora você volta, o que te motivou a voltar?

Quando perdi a minha mãe tive vários desequilíbrios psicológicos e minha dor só me levava ao fundo do poço, comecei a beber muito como refugio de minha dor. Ouvi diversas palavras contrarias, até que um dia lembrei-me de minha mãe havia me dito: “Quem nasce para ser rainha jamais perde a majestade”, decidi aceitar acompanhamento psicológico com a Dr. Charlene, hoje sou outra pessoa, me divirto brinco e sou feliz, longe do álcool, por isso decidi voltar a lutar com meus amigos!


Palavras Finais:

Eu quero agradecer primeiramente a Deus e a meus amigos  John Pitter e Jhunner Luz por estarem comigo apoiando nesta caminhada.

Agradecer a Prefeitura Municipal de Inhambupe, Euberto Luíz e o meu amigo que amo, respeito e admiro sua pessoa que é Rafael Dias.