Veja no Blog

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Após 17 dias desaparecido, Alagoinhense é encontrado em Sergipe

Antonio Claudio Santos Cristo, 40 anos, que estava desaparecido desde o dia 29 de junho - quando foi deixado pela esposa, Isolda Bispo Cristo, em frente ao Hospital das Clínicas no Campo Grande -, foi reencontrado na noite desta quarta-feira, 16, no município de Cristinápolis, em Sergipe. Ele passa bem.

O homem estava perdido na cidade sergipana e foi encontrado por um homem de prenome Michel, que entrou em contato com a esposa de Antonio para informar que ele tinha sido achado. "No momento em que o homem ligou, eu nem acreditei. Mas quando ouvir a voz de meu marido eu fiquei tão feliz. Imediatamente, peguei o carro e fui buscá-lo", disse ela.

Isolda contou ao portal A TARDE que o marido tinha perdido a memória e não sabe como chegou em Sergipe. "Como ele perdeu a memória, ficava pedindo ajuda à polícia e a muitas pessoas, mas todos pensavam que ele era uma mendigo", informou.

Placa das recordações

Após 17 dias perdido e sem lembrar de nada, Antonio avistou uma placa com o nome da cidade (Cristinápolis) onde estava. Neste momento, ele teria lembrado de algumas coisas, afirmou a esposa. "Nós já tínhamos vindo aqui e ele lembrou, a partir daí, de alguns detalhes", contou.

Logo depois, ele viu um membro da religião Testemunha de Jeová (da qual ele também faz parte) e contou sua história para ele. Tocado com o relato, Michel levou Antonio para casa. Lá, o baiano tomou banho, trocou as roupas e se alimentou.

Apesar de ter ficado perambulando pelas ruas, o homem não tem nenhuma escoriação nem ferimento, mas ele contou à esposa que tem a impressão de ter sido agredido.
Por volta das 10h desta quinta-feira, Antonio estava sendo levado pela esposa para um hospital em Aracaju. Logo após a consulta, ele seguirão viagem direto para Alagoinhas (a 107 quilômetros de Salvador).

"Não posso levar meu marido de volta sem passar pelo hospital", afirmou a mulher, já aliviada por ter encontrado o marido.

(A Tarde)
Fonte: http://altapressaoonline.com/portal/noticia.php?id=15366