Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Saúde, Educação e Assistência Social esclarecem denúncias à imprensa

As secretárias da Saúde e da Educação, respectivamente, Wilma Vergasta e Iranilda Figueiredo, e a diretora de Ação Social da Secretaria de Assistência Social de Inhambupe, Andreia Lima, rebateram nessa quarta-feira (dia 08) em entrevista a radialistas da Rádio Ouro Negro FM, da cidade de Catu, da Rádio Nova AM 1240 e do site Alta Pressão, ambos de Alagoinhas, denúncias apontadas pela oposição contra a atual administração sobre supostas irregularidades em suas pastas.
Wilma reconheceu as dificuldades vivenciadas pela Saúde no município, mas ressaltou ser esse um problema nacional, que, infelizmente, tem feito parte do dia-a-dia de todos os municípios brasileiros. “Mesmo assim, não estou me eximindo de responsabilidades e tenho procurado dar o melhor atendimento de saúde possível à população carente do município, dentro de minhas possibilidades”, ressaltou a secretária.
De acordo com Wilma, o município dispõe de 11 unidades de PSF, além de três unidades satélite e uma policlínica, devendo em breve inaugurar mais duas unidades na zona rural. Quanto ao hospital, que pertence a uma entidade filantrópica mas é mantido pelo município, a secretária esclareceu que funciona com dois médicos, três enfermeiras, uma assistente social, uma nutricionista e quatro técnicos em enfermagem, sendo que, com o fim da reforma do centro cirúrgico, em breve a unidade vai voltar a realizar cirurgias eletivas. “O problema maior diz respeito à regulamentação, mas isso não depende de nossa vontade”, disse.
A secretária esclareceu ainda o fato da equipe jornalística ter encontrado alguns postos fechados pela manhã, salientando que nesse período as equipes de saúde estavam realizando um treinamento sobre ética no atendimento, no Centro de Convenções do município. “É um treinamento necessário para humanizar o tratamento dos pacientes. À tarde, o atendimento foi normalizado”, explicou.
Questionada sobre a conclusão da construção das casas do projeto Minha Casa Minha Vida, situadas no bairro de Novo Inhambupe, a diretora Andreia Lima explicou que a obra, que havia sido paralisada semana passada, já teve o pagamento regularizado pelo órgão competente e deverá ficar pronta em junho próximo.
Ela ressaltou que à secretaria cabe apenas o acompanhamento do lado social da obra, mas que estava executando também a fiscalização, e vai pressionar firmemente a construtora Limousan, encarregada do empreendimento, a dar continuidade à construção e acabamento das casas a fim de cumprir os prazos acordados.
Já a secretária Iranilda, da Educação, reconheceu algumas pendências no tocante à merenda escolar que serão brevemente resolvidas com o processo de licitação em curso, mas desmentiu o fato de que estaria sendo servido ovo com farinha em algumas escolas do município. “Não tenho conhecimento disso e tenho certeza de que a informação não seja verdadeira, não pode ter sido orientação de nossa nutricionista até porque não faz parte do nosso cardápio”, disse.
A secretária relatou ainda os vários avanços obtidos na qualidade da educação municipal, conseguidas tanto pelas inúmeras capacitações realizadas com professores, diretores e coordenadores pedagógicos, como pelo convênio firmado com o Instituto Chapada de Educação, ressaltou o aumento de 13,01% concedido aos professores já na folha de abril e salientou a qualidade do Plano Municipal de Educação que deverá ficar pronto ainda nesse primeiro semestre.
Fonte: https://prefeituradeinhambupe.wordpress.com/2015/04/09/saude-educacao-e-assistencia-social-esclarecem-denuncias-a-imprensa/