Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Centro de Equoterapia promove comemoração especial pelo Dia da Criança em Inhambupe

Uma comemoração especial pelo Dia da Criança é o que se propõe a realizar o Centro de Equoterapia da Abecrin (Associação Beneficente Cultural e Recreativa Inhambupense), durante toda a manhã do próximo dia 9 de outubro, na Fazenda Lagoa Seca, em Inhambupe. 

A presidente da Associação, Leila Matos, pretende reunir mais de 30 pessoas, pais e praticantes da Equoterapia, para fazer a sensibilização equestre (contato com o cavalo) e a equoterapia propriamente dita. “Qualquer pessoa pode praticar a equoterapia, não apenas as que necessitam de tratamento especial, pois é uma atividade que requer integração total com o animal e todos podem atingir esse nível de interação”, ressalta.Profissional de equitação para equoterapia habilitada pela ANDE –BRASIL (Associação Nacional de Equoterapia), sediada em Brasília (DF), Leila ressalta a importância do convênio firmado com a Prefeitura de Inhambupe no mês de março desse ano, que vem permitindo ampliar o atendimento gratuito a crianças e adultos com deficiência física e mental, como Síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral entre outras. No acordo, realizado por intermédio das secretarias de Assistência Social e de Saúde, a prefeitura disponibiliza uma psicóloga e uma fisioterapeuta para dar suporte ao Centro de Equoterapia de terça a sexta-feira, a partir das 8:30h. 

De acordo com Leila, a equoterapia é uma atividade que apresenta resultados significativos, melhorando a qualidade de vida, ampliando a sociabilidade e  a autoestima dos praticantes. A ANDE-BRASIL define a equoterapia como um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência e/ou com necessidades especiais. A atividade emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico.Ainda segundo a entidade, a equoterapia exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio. 

A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem, ainda, novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima.Leila destaca ainda que o Centro de Equoterapia da Fazenda lagoa Seca é uma entidade independente ligada à Abecrin, organização não-governamental mantida por seu pai, Alberto Fonseca Matos, há mais de 20 anos.

Fonte: http://comunicacaojc.blogspot.com.br/2014/10/centro-de-equoterapia-promove.html