Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

terça-feira, 2 de setembro de 2014

DENÚNCIA EXCLUSIVA - ALUNA TENTA ESFAQUEAR COLEGA DENTRO DE ÔNIBUS ESCOLAR DE INHAMBUPE

Tudo aconteceu nesta segunda-feira (1º), por volta das 22h, quando uma estudante da 7ª série do Colégio John Kennedy tentou agredir uma outra aluna do 2º ano do Colégio Simone Simões Neri, em Inhambupe. Ambas seriam maiores de idade e moradoras da Lagoa Seca.
A tentativa de agressão com arma branca, uma faca, aconteceu à altura do Posto de Combustível Dalila, dentro de um ônibus que presta serviço de transporte escolar para a prefeitura de Inhambupe, dirigido pelo seu proprietário, o motorista de pré-nome Deraldo, quando o mesmo levava de volta para a casa os estudantes que moram no Povoado da Lagoa Seca.
Uma aluna, colega da vítima, percebendo que a agressora, não identificada, portava uma faca e que a vítima, de pré-nome Rosenilda, conhecida como "Nega", corria sérios riscos de vida, tentou buscar ajuda através de um telefonema, via celular, para a Delegacia, através do número (75) 3431-2271, sem êxito. O agente policial que a atendeu lhe disse que não havia uma viatura no local e que a mesma deveria ligar para o batalhão da PM.
Ao ver a amiga da vítima falando ao telefone, a agressora ficou ainda mais agitada, mas tratou logo de descer do transporte escolar, arremessando a faca para fora do ônibus e evadindo-se do local.
A vítima ficou de registrar um boletim de ocorrência nesta terça-feira (2). Mas a motivação ninguém conseguiu, nem soube explicar. Segundo as informações passadas por testemunhas à nossa equipe, dão conta que essa mesma aluna já havia agredido verbalmente tempos atrás, por duas vezes, o motorista desse transporte escolar.
O que nós, do Jornal Inhambupe Hoje, questionamos é a facilidade com a qual um(a) aluno(a), hoje-em-dia, transporta dentro de suas mochilas, facas e revolveres, para cima e para baixo, levando inclusive para uma sala de aula, sem que nem seus familiares, nem a direção dos estabelecimentos escolares se deem conta desse absurdo. Falha a Família, falha o Governo. [PapoReto - Jornal Inhambupe Hoje]