Impostômetro de Inhambupe

Veja no Blog

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Veja como foi a Sessão dessa terça(24) da Câmara de Vereadores de Inhambupe







A Sessão da Câmara começou na noite dessa terça-feira(24) por volta das 18 horas e 30 minutos, com ausência do Presidente Querido e no lugar dele ficou o Vereador Marquinhos, onde teve poucas indicações e cheios de projetos, onde teve pedido tipo a reforma do Posto da Araçatuba, recuperar o Colégio do Tanquinho que o reboco está caindo.
A Vereador Simone falou que a Escola da Matinha está destruída e pediu para ser reformada e até o momento nada e a estrada também, disse que a escola da Matinha não tinha uma boa estrutura, o vereador Cloves aproveitou o momento e falou que a máquina está na Aldeia e pegou informação que despois irá para a região da Matinha consertar as estradas.
O Vereador Dr. Miguel falou que realizou um júri em Entre Rios que durou quase 3 horas, disse que as discursão da sessão anterior não irá afetar os trabalhos e sempre vai ter respeito e não terá rancor, disse que a Escola da Matinha falta professores, cadeiras, entre outros, o que lhe deixa preucupada é que as escolas da zona rural precisa de reforma, disse que chegou mais de R$ 500 mil e ninguém sabe onde está o dinheiro, que Inhambupe tem um convenio com Escola Agrícola com um valor de R$ 20 mil por mês para as escolas para plantação de horta nas escolas e os alunos aprender técnica agrícola para a merenda escolar, falou que a Câmara aprovou vários projetos e que muitos deles beneficia a população e que não funciona, citou o Banco do Brasil que não tem banheiro e nem sala de amamentamento.
O Vereador Eliezer falou do início da aulas e as escolas com matos e que procurar uma solução para ajudar, disse que uma professora da Lagoa que lhe pediu tinta para uma sala de aula, Zé de Dite disse que ficou feliz pelo o discurso do vereador que é voltado para a população, perguntou também por que não finalizou as casas do Novo Inhambupe e que a Secretária de Ação Social Divonete informou que é o seu maior desejo entregar e que tem dinheiro na Caixa, o vereador finalizou dizendo “Sou um pouco magrinho, um pouco feio, mas procuro fazer a vontade do povo”.
O Vereador Dai falou que não tem rede de esgoto nas casas Nova do Novo Inhambupe e não tem limpeza, como falou a vereadora Izabel que não tem uma pessoa responsável para essa área, o vereador Dai falou das creches que não tem condições de funcionar, além dos colégios do município.
O Vereador Jeovan falou que nove horas foi na comunidade de Terra Vermelha, foi fazer uma vistoria, falou que esteve junto com outros vereadores que teve a jornada pedagógica, falou do vídeo sobre a Educação que passou na jornada e que na prática não conseguiu enxergar os avanços, falou que a cidade tem uma creche que não funciona, falou sobre o calçamento da França que foi uma emenda do deputado Josias Gomes, falou que a cidade só tinha Prefeito de verdade na Era Simone, disse que teve na época de Simone mais de 20 obras com o apoio do deputado Fábio Souto e parou tudo.
O Vereador Uelson falou que após dois anos de mandato viu nessa noite a educação reuni na Câmara e todos estão de parabéns, falou que seria bom legislar com educação que é tudo, o povo de Inhambupe precisa vê a compostura de cada parlamentar, caminhar desempenhando um papel limpo, disse que a Secretaria de Saúde precisa de autonomia, falou que desde o ano de 2013 fala de problema de água e fossas cheias no Novo Inhambupe, falou que o “Mais Educação” recebeu mais de R$ 20 mil, disse que existe um conselho municipal de cultura no município e falta gestão, se falta projeto de governo de desenvolvimento sustentável, falou que o governo e a cultura precisa de suas próprias pernas, terminou falando que Bons tempos de Simone, a eterna Simone e o seu ousado projeto de Mulher.

O Vereador Marquinhos falou da situação desumana do início das aulas na cidade nesse ano de 2015, falou que as escolas não tem condições humanas, não tem professor se não tiver aluno, convocou os doze vereadores presentes na sessão para tomar dianteira do problema pediram aos pais que não leve seus filhos para escolas sem condições, disse que a Secretária não tem condições de ficar na Secretária de Educação, os professores reclamam nos grupos e facebook, mas não reclamaram durante a jornada, chamou quatro professores no mínimo para fazer uma manifestação, o vereador Zé de Dite disse que poucos professores defendem a bandeira e que hoje o munícipio tem 68 escolas.